Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Entrevistas > Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após cerimônia alusiva à concessão de 1 milhão de Bolsas do ProUni - Brasília/DF

Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após cerimônia alusiva à concessão de 1 milhão de Bolsas do ProUni - Brasília/DF

por Portal do Planalto publicado 23/01/2012 17h57, última modificação 04/07/2014 11h40
A presidenta reiterou que o Enem deve ser aperfeiçoado, assim como o Prouni passou por adaptações e melhorias


Palácio do Planalto, 23 de janeiro de 2012


Jornalista: Presidenta, as metas do ProUni para os próximos anos, Presidenta?

Jornalista: Presidenta, Presidenta, o Enem merece crédito ainda, Presidenta? O Enem merece crédito?

Presidenta: Integral.

Jornalista: A senhora fala com a gente sobre isso?

Presidenta: O Enem é a forma democrática de acesso ao ensino superior no Brasil. Nós temos que ser assim porque somos humanos. Quando tem erro, a gente tem de aprimorar. Ninguém está dizendo que nada é perfeito, mas está dizendo que é um grande caminho. O ProUni também teve de ter as suas adaptações, as suas melhorias. É assim que se faz um programa de governo. É com muita humildade.

Jornalista: Qual a meta para o ProUni agora, Presidente?

Presidenta: A gente melhora aquilo que tem de melhorar. Agora, o Enem é uma grande, mas uma grande, talvez, uma das maiores iniciativas do governo nessa área.

Jornalista: Os estudantes têm esperança de que aconteça a segunda edição ainda este ano?

Presidenta: Como é que eu faria o Ciência sem Fronteiras sem o Enem? Como é que seria o ProUni sem o Enem? Como é que seria o acesso mais democrático sem o... Obrigada. É a ele. O acesso mais democrático das pessoas a todas essas oportunidades que se abriram. Não teria.

Jornalista: As metas do programa para os próximos anos...

Presidenta: Mantém aquele sistema antigo e antiquado de vestibular - não tem ProUni, não tem Ciência sem Fronteiras, ou, se tem, é elitista.

Jornalista: Vai lutar pela segunda edição este ano, Presidenta?

Presidenta: Que segunda edição?

Jornalista: Do Enem.

Presidenta: Eu não tenho de lutar por isso. Nós avaliamos que nós melhoramos, vamos melhorá-lo ainda mais e fazer depois, no ano que vem, duas edições. Isso em concordância com o Ministro. Até por sugestão do Ministro. Muito obrigada! (incompreensível) Um beijo.

Jornalista: (incompreensível) concessão de bolsas. Quantas mais serão, Presidenta?

Jornalista: Os cortes podem chegar a 70 bilhões, Presidente?

Presidenta: Última pergunta.

Jornalista: Os cortes podem chegar a 70 bilhões, Presidente?

Presidenta: Nós não estamos discutindo isso.
Jornalista: Estamos discutindo o que então, Presidenta?

Presidenta: Nós estamos discutindo o governo. A hora que chegar para discutir qualquer questão relativa a orçamento, eu chamo vocês e conto.  

Jornalista: Obrigado.

 

Ouça a íntegra da entrevista (02min30s) da Presidenta Dilma