Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Palavras da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante visita ao Centro de Mídia da Record

Palavras da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante visita ao Centro de Mídia da Record

por Portal do Planalto publicado 26/07/2012 13h56, última modificação 04/07/2014 20h12
Principal desafio do Brasil nos Jogos Olímpicos de 2016 é deixar um legado para a população, afirma Dilma

Londres-Inglaterra, 26 de julho de 2012

 

Presidenta: Eu sempre acho que a última Olimpíada realizada é sempre a melhor, porque eu acho que os países vão aprendendo com os outros países que fizeram. Acho que, aqui, a gente pode aprender como lidar com as questões de infraestrutura, pode aprender como lidar com as questões de trânsito.

Eu acho que, em qualquer área de atividade, a gente tende a aprender com o que foi bem-sucedido, e ver aquilo que foi mais frágil, e se aprende tanto com os sucessos como com os insucessos relativos.

Como eu acredito que a Olimpíada aqui em Londres vai ser um grande sucesso, eu tenho certeza - até pela relação extremamente contributiva dada pelo governo do Reino Unido – que nós teremos todas as oportunidades para trocar essas experiências na área de gestão dos jogos, na área de infraestrutura, tanto nos parques esportivos quanto na gestão das atividades de cada modalidade.

Enfim, eu acredito que temos um grande elenco de assuntos que vão ser muito importantes de nós lidarmos com eles, e aprendermos. E aqui, no Reino Unido, nós temos uma relação Brasil-Reino Unido já bastante avançada. E também pelo fato de que vocês estão fazendo um excelente trabalho e vão mostrar para o Brasil o que está acontecendo aqui.

Então, por tudo isso, acho que essa relação de cada Olimpíada aprender com a anterior é algo muito importante, ou com as anteriores, melhor dizendo.

Ana Paula Padrão: Qual é o maior desafio do Brasil nas Olimpíadas, na opinião da senhora?

Presidenta: Olha, na minha opinião, eu acredito que é o mesmo que o Reino Unido enfrentou. Primeiro, que é importante, quando você faz Olimpíada, ter estrutura para enfrentar Olimpíada e, ao mesmo tempo, deixar um legado para o povo. Tem de ter um legado. Um legado que pode ser tanto em um nível de utilizar a infraestrutura que foi construída para os jogos, que você possa utilizar também para as pessoas. Por exemplo, alguns parques, você pode transformar em apartamentos e vendê-los, ou transformar em locais de uso esportivo para o conjunto da população, em escolas especiais, também para o conjunto da população.

Acho que esse é um dos desafios, porque nós queremos trazer para o Brasil o maior legado possível dos Jogos Olímpicos, tanto no que se refere ao esporte quanto no que se refere à melhoria da infraestrutura e das condições de vida da população. Acho que esse é o principal.

Ana Paula Padrão: Os jovens brasileiros podem se inspirar também. O esporte é sempre uma saída de vida no Brasil, não é?

Presidenta: Esse aí é pelo fato – e aí, vocês vão ter um grande papel – pelo fato de que o esporte, eu acho que talvez seja o momento de maior dignidade das pessoas. Você está disputando uma disputa que o que você ganha é aquilo que está no jogo, só aquilo. E aquilo já é muito, porque mostra a imensa capacidade do ser humano de se superar. O esporte é isso, é um exercício de superação. Você sempre pode, se você se esforçar, você vai conseguir. E acho que a televisão, e vocês dando esse peso que vocês dando para mostrar cada modalidade, o vencedor, a competição, isso vai servir muito para a juventude do país.

 

Confira a íntegra das palavras (03min49s) da Presidenta Dilma.