Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Palavras da Presidenta da República, Dilma Rousseff, ao receber a bandeira olímpica e os atletas Yamaguchi Falcão e Esquiva Falcão

Palavras da Presidenta da República, Dilma Rousseff, ao receber a bandeira olímpica e os atletas Yamaguchi Falcão e Esquiva Falcão

por Portal do Planalto publicado 14/08/2012 14h01, última modificação 04/07/2014 20h12


Brasília-DF, 14 de agosto de 2012


Presidenta: ... que recebeu a medalha... a medalha não, a bandeira, e com esses atletas aqui que receberam a medalha, e que honraram muito o Brasil e os brasileiros e as brasileiras. Porque, para nós, a Olimpíada tem esta característica: é um momento em que, todos nós, deixamos de nos preocupar com os problemas que cada um enfrenta, e assistimos uma das coisas muito importantes que o gênero humano inventou, que é a disputa esportiva, aquela disputa que não tem sentido além de ser o próprio espetáculo.

E por isso, nesses momentos, a gente tem de fazer uma reflexão sobre a importância dos atletas. Eu estou aqui com dois atletas, o Esquiva e o Yamaguchi, o Yamaguchi e o Esquiva. E, sabendo a história deles, eu fico assim muito emocionada, porque eu acredito que é uma história de superação, uma história que supera dificuldades porque tem, dentro de si, dentro do seu coração, dentro da sua cabeça um objetivo. E o objetivo deles era ser ganhadores de medalhas olímpicas, porque medalhas olímpicas são muito importantes. Eu estou falando medalhas olímpicas e não estou falando só ouro, só prata e só bronze, porque a distinção é essa. A distinção é um país ser premiado pela sua capacidade, pela sua expertise, pela sua arte, porque lutar boxe, além de ser uma luta, é uma arte, quando se trata de esporte olímpico.

Então, eu fico aqui muito honrada, primeiro, de estar com eles. Segundo, pela trajetória deles, e fico honrada também porque o Brasil conquistou nesta Olimpíada o 14º lugar em medalhas, aí somadas as de prata, as de bronze e as de ouro.

Eu acho que o Brasil tem um objetivo: nós queremos elevar o número de medalhas. Precisamos de atletas como o Yamaguchi e o Esquiva. Precisamos de pais e mães como os pais e as mães deles, o Touro Moreno, eu queria mandar, viu, por você uma lembrança para o Touro Moreno, porque um pai e uma mãe que tem dois filhos no mesmo esporte, tendo tirado duas medalhas, eles têm de ser homenageados por nós.

Então, eu fico aqui muito feliz. Eu fico emocionada de estar aqui com o governador Sérgio Cabral, com o prefeito Eduardo Paes, com o Nuzman, nosso presidente do Comitê Olímpico aqui no Brasil, e, sobretudo, de estar com os dois e os familiares dos nossos dois medalhistas.

E digo para vocês uma coisa: eu tenho certeza de que o exemplo deles é um exemplo para todos os brasileiros e as brasileiras – porque as brasileiras também podem lutar boxe e ganhar medalhas no boxe -, mas é um exemplo para que nós tenhamos o sonho, busquemos a superação desse sonho, sobretudo, que a gente teime. Eu acho que isso é um processo, e eu tenho certeza de que o ouro vai... nós vamos chegar ao ouro no Rio de Janeiro. Eu não sei qual dos dois.

__________: Os dois.

Presidenta: Pode ser os dois, ou os três, porque tem mais um, que é o Estivan. É Estivan ou é Estiva?

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­__________: Estiva.

Presidenta: É o Estiva. Pode dar três, a gente nunca sabe, porque cada um... é mesmo, porque cada um é em uma categoria diferente, né?

__________: (inaudível)

Presidenta: Isso. Então, a gente nunca sabe. Podemos ser... até chegar aquele momento em que a gente pode falar: nunca dantes na história do mundo. Então, um abraço para todo mundo, para todos os brasileiros que acompanharam as Olimpíadas, meus cumprimentos a todos os atletas que ganharam medalhas no Brasil, tanto os que ganharam medalha de bronze, como os que ganharam que ganharam medalha de prata, como os que ganharam medalha de ouro.

Eu acho que é uma conquista para o Brasil, e essa conquista para o Brasil é uma coisa que nós vamos perseguir de forma muito firme nas Olimpíadas, lá no Rio de Janeiro.

E, finalmente, eu queria cumprimentar todos os atletas. Eu estive com muitos deles lá em Londres. Eu vi os sonhos, eu vi a dedicação, e ser selecionado já para a Olimpíada já é uma grande coisa. E acho que é um acúmulo que nós vamos, a cada ano, melhorando, e a cada Olimpíada ganhando.

Um abraço para vocês.

 

Ouça a íntegra das palavras (05min29s) da Presidenta Dilma.