Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso do Presidente da República em exercício, Michel Temer, durante cerimônia de abertura da 8ª edição da LAAD Defence e Security

Discurso do Presidente da República em exercício, Michel Temer, durante cerimônia de abertura da 8ª edição da LAAD Defence e Security

por Portal do Planalto publicado 12/04/2011 17h39, última modificação 25/06/2014 08h53
O Presidente em exercício comenta sobre a Defesa do Brasil

 

Rio de Janeiro-RJ, 12 de abril de 2011

 

Prezado governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral,

Prezado deputado Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados,

Ministro, amigo Nelson Jobim, da Defesa; general José Elito, do Gabinete de Segurança Institucional; ministro Moreira Franco, da Secretaria de Assuntos Estratégicos,

Vice-governador Pezão, do estado do Rio de Janeiro,

Almirante Júlio Soares de Moura Neto, comandante da Marinha,

General Enzo Martins Peri, comandante do Exército,

Brigadeiro Juniti Saito, comandante da Aeronáutica,

General José Carlos De Nardi, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas,

Senador e ex-presidente Fernando Collor, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, por meio, também, de quem aproveito para cumprimentar todos os senhores senadores presentes,

Deputado Carlos Alberto Leréia, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, por meio de quem também cumprimento os eminentes colegas deputados federais que aqui se acham,

Senhores embaixadores,

Senhores ministros da Defesa e chefes de delegações estrangeiras,

Senhor Sérgio Jardim, diretor-geral da Clarion Events do Brasil,

 

Senhoras e senhores, especialmente autoridades estrangeiras que vieram prestigiar este extraordinário encontro que, como bem registrado pelo governador Sérgio Cabral, num período de apenas dois anos dobrou o número de expositores, a revelar, portanto, a importância do tema da Defesa, não apenas para o nosso país – para o Brasil –, mas o tema da Defesa para todos os países da América do Sul, da África, da Ásia, como revelou aqui o eminente ministro Nelson Jobim.

E até devo registrar que Sua Excelência, o ministro Nelson Jobim, é o responsável, penso eu... Eu não tenho cansado de dizer, ministro Jobim, que Vossa Excelência organizou, em definitivo, o sistema de defesa do nosso país, o Ministério da Defesa, que se iniciou lá atrás, com figuras exponenciais da política brasileira, mas ganhou dimensão, ganhou tamanho, ganhou medida elevada no instante em que Vossa Excelência assumiu o Ministério da Defesa. Hoje todos têm muito presente a importância da Defesa porque Vossa Excelência organizou o Ministério da Defesa no nosso país e, de igual maneira, com esta feira, naturalmente continua no traçado que é o de organizar a Defesa como um todo no nosso país.

Devo até registrar que a presidente Dilma Rousseff muitíssimo apreciaria estar neste evento, que tem grande significação até, reitero, pela presença das autoridades estrangeiras que aqui se acham. Mas ela foi à China para cumprir uma tarefa também relevantíssima para o Brasil, num instante em que o Brasil ganha uma dimensão internacional jamais vista.

Hoje o Brasil é olhado por todos os países estrangeiros com grande respeito, com grande interesse nas nossas questões internas, na nossa produção. Portanto, em nome da presidente Dilma, que – no momento em que dela fui me despedir no aeroporto – pediu-me que transmitisse esta mensagem, cumprimentos ao ministro Jobim, aos comandantes das Forças Armadas e a todos aqueles que aqui estivessem.

E eu quero registrar, nessas brevíssimas palavras, que é interessante, embora aqui se esteja tratando de aparelhagem, armamento bélico, etc, mas é interessante como isso colabora para a paz. Em primeiro lugar porque, na verdade, ela faz uma integração, não só do setor público como com o setor privado, como faz a integração dos vários países interessados nessa matéria.

E, ao fazer essa integração de que resultarão – verifiquei pelas palavras ditas anteriormente – as mais variadas transações, negócios, compra de materiais com os vários países, ela, na verdade, funciona... na medida em que a Defesa dos países, especialmente do Brasil, está bem aparelhada, ela funciona como elemento suasório para qualquer espécie de... dissuasório, não é, de qualquer espécie de conflito que venha ou que se pense em estabelecer-se no mundo.

E como lembra, muito adequadamente, o ministro Nelson Jobim – jurista que é –, a questão do fortalecimento da Defesa em toda a América do Sul é até um preceito constitucional, porque o Brasil, quando produziu a sua Constituição, em 5 de outubro de [19]88, estabeleceu num dos seus dispositivos a necessidade da integração dos países latino-americanos. De modo que isso faz nascer a ideia de que aqui também, na América do Sul, deve se fazer um centro único de atuação em vários setores, mas, em particular, na Defesa.

Mas eu vejo que aqui, mais do que isso, se estabelece uma integração de vários países. Fiquei impressionado, ministro Jobim, quando verifiquei o número de autoridades estrangeiras que aqui se encontram, a revelar mais uma vez a grandeza do nosso país e o respeito que o nosso país ganha nos foros internacionais.

Portanto, ao saudar a todos, desejar que esta LAAD tenha um sucesso ainda maior do que as anteriores – e esse sucesso já se antevê pelo número de expositores –, eu espero que isto sirva também para contribuir para o inter-relacionamento de todos esse países.

De modo que antes de concluir, saudando a todos, eu quero apenas lembrar que há pouco alguém da Mesa me dizia que nós todos deveríamos nos levantar para cantar o “Parabéns a você” ao Nelson Jobim, ao ministro Nelson Jobim, mas o que eu não vou fazer. Na verdade, não quero fazer. Bastam as palmas, e que as palmas que agora vierem quando encerro o meu brevíssimo pronunciamento e a minha brevíssima saudação, sejam mais uma vez homenagem a estes ilustres aniversariantes.

Muito obrigado.

 

Ouça a íntegra do discurso (06min39s) do Presidente da República em exercício Michel Temer.