Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso do Presidente da República em exercício, José Sarney, durante cerimônia de transmissão de cargo do Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República

Discurso do Presidente da República em exercício, José Sarney, durante cerimônia de transmissão de cargo do Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República

por Portal do Planalto publicado 14/12/2012 15h08, última modificação 04/07/2014 20h13

 

Palácio do Planalto, 14 de dezembro de 2012


Excelentíssimo senhor general Elito,

Excelentíssimos senhores oficiais generais do Alto Comando do Exército, de ontem e de hoje,

Autoridades civis e militares, convidados e minhas senhoras,

 

Na minha vida, o destino tem me preparado muitas surpresas. Uma delas foi esta de assumir a Presidência da República depois de 22 anos tendo a deixado, substituindo a presidente Dilma Rousseff nesses breves instantes – essa mulher extraordinária que hoje merece o respeito nacional pelas suas qualidades e pelo governo que está fazendo.

E, neste momento, tive a surpresa de ser comunicado pelo general Elito de que ia assumir a Secretaria-Geral do GSI o general Peternelli, Roberto Peternelli. E eu então disse: “Olhe, mais uma surpresa que o destino me dá”, porque o general Peternelli serviu aqui comigo, quando presidente, durante todo o tempo, como capitão e depois promovido a major, no serviço de segurança, e também estreitamente ligado ao presidente, porque, por ele, eu tinha uma grande afeição, ao mesmo tempo que reconhecia as suas excelentes qualidade de militar e de profissional.

E outra grande surpresa aqui [é que] estava deixando o serviço ativo o general Geromel que era também... foi comandante do Centro de Guerra Eletrônica, criado por mim, quando presidente da República - foi o primeiro comandante ao tempo do general... ministro Leônidas.

E eu disse: “Eu tenho que comparecer a esta cerimônia”, porque eu quero ver, com grande satisfação, o quanto a vida me preserva algumas surpresas, e, ao mesmo tempo, o destino brilhante que um oficial, que estava começando ali, cumpriu ao longo de sua vida, está cumprindo ao longo de sua vida.

O padre Vieira dizia que as nossas vidas são breves, mas são compostas de nada e, ao mesmo tempo, são compostas de tudo. E tudo é justamente... esse tudo são os fatos que se acumulam e que alegram as nossas vidas.

Portanto, eu apenas queria dizer, general Elito, com a satisfação de que também outra satisfação eu tenho de que o destino também me reservou de presenciar uma solenidade civil e, ao mesmo tempo, militar, e ter essa oportunidade de prestar minha homenagem e meu permanente reconhecimento do país às Forças Armadas, que têm sido, sem dúvida, suporte desta grande nação.

E dizer que também, ao presenciar uma substituição, ao mesmo tempo, de rotina, mas deste órgão tão importante para o governo, a governança da Presidência, que é, sem dúvida, o serviço de informações institucionais, porque são eles que dão um subsídio muito valioso para as decisões que o presidente tem que tomar.

E renovar aqui a satisfação de ver também alguns dos auxiliares que comigo trabalharam, e que hoje são generais – já alguns aposentados, outros ainda na ativa, mas que estamos todos jovens. E, portanto, aproveitar essa oportunidade de comemorar também a nossa juventude, neste mês de dezembro, em que estamos reunidos, que é o mês da alegria.

Se diz que, no Brasil, nós temos alguma definição para os meses, não é? No Nordeste, nós gostamos de dizer que abril, chuvas mil; maio, trovão e raio; agosto, quase que nacionalmente, todo mundo tem uma certa reserva, porque pode ser o mês do desgosto; mas dezembro é o mês da alegria, porque é o mês que a gente já ouve os sinos do Natal.

E aproveitando esta oportunidade, quero desejar a todos um Feliz Natal, um excelente Ano Novo.

E as senhoras dos generais, que acompanham aqui com as suas famílias. Rever a Maria Helena aqui, também tão jovem como ela... e, ao mesmo tempo, cumprimentar a dona Flávia, e desejar a todos muitas felicidades.

Muito obrigado.

 

Ouça a íntegra do discurso (05min47s) do Presidente em exercício, José Sarney