Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, na cerimônia de sorteio das Chaves da Copa das Confederações

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, na cerimônia de sorteio das Chaves da Copa das Confederações

por Portal do Planalto publicado 01/12/2012 12h16, última modificação 04/07/2014 20h13

 

São Paulo-SP, 1º de dezembro de 2012

 

Eu queria cumprimentar o presidente da Federação Internacional de Futebol, Joseph Blatter,

Cumprimentar o presidente do Comitê Local, José Maria Marin,

E cumprimentar o ministro do Esporte, senhores governadores, senhores prefeitos, demais autoridades presentes,

 

Iniciamos hoje a contagem regressiva para a Copa das Confederações, que o Brasil terá a honra de sediar pela primeira vez em junho do próximo ano.

Todos nós, brasileiras e brasileiros, estamos cientes de que teremos uma dupla responsabilidade nesse torneio. A primeira, claro, é apresentar, nos gramados, um futebol bonito, que honre a tradição brasileira, pentacampeã mundial. Aproveito a oportunidade para saudar os líderes de dois dos cinco títulos mundiais conquistados pelo Brasil: o técnico Felipe Scolari e o coordenador Carlos Alberto Parreira. Dou meu abraço, aqui, a todos os grandes craques do meu país, em nome de Ronaldo “Fenômeno” e Bebeto, também campeões nas Copas do Mundo.

Para nós, vencer a Copa das Confederações dentro de campo será uma missão. Também temos a obrigação de vencê-la fora do campo, construindo todas as condições para realizar uma Copa das Confederações inesquecível pela excelência dos estádios, pela organização do evento e pela acolhida alegre e profissional que daremos às sete seleções e a seus torcedores.

As nossas seis cidades que serão sedes da Copa estarão prontas para receber as seleções, os jogos e os torcedores que nos honrarem com sua visita.

Temos a certeza de que nós nos preparamos bem para realizar um extraordinário espetáculo esportivo. Vamos mostrar, em junho de 2013, que o Brasil tem todas as condições de fazer a Copa de 2014. O Brasil, que é um país democrático, que convive em paz com todos os seus vizinhos, que tem uma economia forte, que perseguiu e conquistou a inclusão de milhões de brasileiros, que não tem uma cultura de preconceitos, nem tampouco uma cultura de exclusão; um país que preza os direitos humanos.

E nós vamos fazer, da Copa de [20]14, a mais bem organizada e a mais alegre competição de todos os tempos.

Muito obrigada, e boa sorte a todos.

 

Ouça a íntegra do discurso (03min36s) da Presidenta Dilma