Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após reunião de trabalho com a Chanceler da Alemanha, Angela Merkel - Brasília/DF

Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após reunião de trabalho com a Chanceler da Alemanha, Angela Merkel - Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 15/06/2014 21h14, última modificação 16/06/2014 11h15

Palácio da Alvorada, 15 de junho de 2014

 

Excelentíssima senhora Angela Merkel, chanceler da República Federal da Alemanha.

Senhoras e senhores integrantes das delegações da Alemanha e do Brasil.

Senhoras e senhores jornalistas, senhores fotógrafos e cinegrafistas.

 

Com grande honra e satisfação, recebo a visita da chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Fico feliz que nosso encontro ocorra durante essa grande festa dos povos, que é a Copa do Mundo. Tenho certeza que a Chanceler e toda a sua delegação, bem como todos os turistas alemães serão muito bem recebidos aqui no Brasil e desfrutarão de uma ótima Copa.

A chanceler Merkel e eu, nessa visita, repassamos os principais temas da nossa agenda bilateral. Conversamos sobre o nosso intenso e crescente relacionamento econômico. A Alemanha é o quarto maior parceiro comercial do Brasil e o maior parceiro na União Europeia. Somos o maior parceiro da Alemanha na América Latina. Nosso comércio bilateral foi de cerca de 22 bilhões de dólares em 2013. Todavia, há espaço para aumentar os nossos fluxos comerciais recíprocos e também os fluxos de investimento.

Reafirmei a determinação do Brasil e do Mercosul em avançar nas negociações do Acordo de Associação Comercial com a União Europeia, que nos permitirá ampliar e diversificar nosso intercâmbio comercial. Queremos também aumentar a participação de bens de maior valor agregado na pauta de exportações brasileiras para a Alemanha.

Saudei os anúncios recentes de novos investimentos alemães no Brasil, especialmente nas indústrias automobilística e química. Indiquei que nosso país oferece também grandes oportunidades de investimento em infraestrutura, nos portos, nos aeroportos, nas ferrovias e na área de energia, petróleo e gás.

Ressaltei à chanceler Merkel o interesse brasileiro em fortalecer os nossos laços entre pequenas e médias empresas dos dois países por meio da criação de joint ventures e de projetos conjuntos de pesquisa.

Agradeci a boa acolhida alemã aos estudantes brasileiros do programa Ciência sem Fronteiras. Nós temos milhares de jovens bolsistas na Alemanha para o estudo em instituições de ensino. Externei também nossa satisfação pela cooperação com a sociedade Fraunhofer na estruturação da nossa empresa brasileira de pesquisa e inovação, e também na instalação conjunta com o Senai, apoiada pelo governo federal em parceria com a Fraunhofer, de 23 centros de referência e alta performance no Brasil.

Tratamos também de questões amplas. Queremos e coincidimos em elevar e estreitar nossa parceria. Agradeço a participação da Alemanha na Reunião Multissetorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet, em São Paulo. Também avalio como sendo extremamente positiva a resolução A Proteção à Privacidade na Era Digital proposta pelo Brasil e a Alemanha e aprovada no ano passado na Assembleia-Geral da ONU. Este foi, sem dúvida, um passo importante.

Os desafios existentes para assegurar a proteção de direitos individuais e democráticos na sociedade do conhecimento requerem um olhar estratégico e atenção crescente da comunidade internacional.

Chanceler Merkel,

Imagino sua grande expectativa em relação à estreia amanhã da Seleção alemã na Copa. Não tenho dúvida de que Alemanha e Portugal nos oferecerão um espetáculo da maior capacidade e qualidade. A Copa do Mundo de futebol sem dúvida é uma festa de solidariedade entre os povos. O esporte não é apenas uma forma de entretenimento, mas é também uma forma e um instrumento para se comunicar valores, direitos universais mais caros ao ser humano.

Essa é a Copa da paz e a Copa contra a discriminação racial. O esporte tem essa capacidade, a capacidade de combater todo tipo de discrimininação: racial, cultural e de gênero. Tem a capacidade também de mostrar como não sendo relevantes diferenças econômicas e políticas e, ao mesmo tempo, e por isso propor a estabilidade social e a paz.

Como a senhora presenciará, em Salvador, estamos todos, Chanceler, fazendo desta Copa do Mundo uma oportunidade especial para promover a tolerância, o diálogo e a reconciliação entre comunidades e países. Em todas as cidades-sede e em todo o Brasil predomina um ambiente de confraternização, de encontro, de respeito e um ambiente de alegria em que todos os torcedores estrangeiros são recebidos com afeto e hospitalidade pelos brasileiros.

Sem dúvida o esporte é uma arte do encontro também e, quero dizer, um ambiente mais que propício para essa reunião que a senhora hoje nos faz aqui no Brasil, para essa reunião entre os nossos governos.

Obrigada por sua visita, Chanceler, e boa sorte para a Seleção alemã.

 

Ouça a íntegra do discurso (06min55s) da Presidenta Dilma