Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante encontro com a delegação brasileira de atletas paraolímpicos

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante encontro com a delegação brasileira de atletas paraolímpicos

por Portal do Planalto publicado 02/02/2011 18h59, última modificação 04/07/2014 20h05
A seleção, que participou no mês passado do Campeonato Mundial de Atletismo em Christchurch, na Nova Zelândia, ficou com um inédito terceiro lugar, com 30 medalhas conquistadas: 12 de ouro, 10 de prata e 8 de bronze

 

Palácio do Planalto, 02 de fevereiro de 2011

  

Eu queria, primeiro, cumprimentar a todos e a todas aqui presentes.

Dirigir uma saudação especial à Terezinha, porque a medalha que ela me deu, vocês não estão vendo aqui, pendurada, mas podem ter certeza que ela está aqui dentro do meu coração. Eu agradeço imensamente à Terezinha e, em nome dela, a todos vocês aqui presentes.

Queria, primeiro, saudar o nosso querido ministro Orlando pelo desempenho que ele tem tido à frente do Ministério do Esporte, cuidando da variedade de esportes e desse espírito que tem o povo brasileiro, que é um grande... um povo com uma capacidade imensa de criação e de criatividade, quando se trata do esporte. E também que tem demonstrado um imenso empenho e que hoje consegue se superar.

Queria cumprimentar a nossa querida ministra da Secretaria de Direitos Humanos,

Cumprimentar, aqui, o secretário nacional dos deficientes físicos, da Secretaria Nacional da Deficiência [Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência]. E queria... O Humberto.

E queria cumprimentar também o Andrew. Ao cumprimentar o Andrew, eu saúdo todos aqueles que são capazes de dedicar a sua vida a um grande desafio. E o esporte paraolímpico, ele é um desafio especial. Por quê? Com o esporte paraolímpico, eu acho que um país demonstra a sua capacidade, primeiro, de integrar todos os brasileiros e brasileiras na sua vida, no seu cotidiano, mas, também, naquela manifestação da atividade humana que dá orgulho a todos os brasileiros.

Vocês podem ter certeza que quando a gente vê vocês correndo, vocês praticando alguma das atividades do atletismo, é um imenso orgulho, mesmo quando a gente não ganha. Mas, quando a gente ganha, é um orgulho especial, é um orgulho que eu acho que cada um de vocês sente, na hora em que vocês sobem ali no pódio e toca o hino. Acho que é um momento em que a gente se comove. E é sobre [por] esse momento que eu queria agradecer a vocês, porque o que vocês demonstram, quando vocês ganham ou na Olimpíada ou na Paraolimpíada, ganham a medalha, é que, com a persistência de cada um é possível, que ganhar é possível.

E aí, no esporte paraolímpico, eu acredito que tenha ainda uma superação maior, que é um exemplo para toda a sociedade brasileira, de reconhecer a capacidade de cada um de vocês, mas, sobretudo, de todas aquelas crianças, jovens, adultos que, por um motivo ou por outro, têm alguma deficiência, e provar que essa pessoa tem todas as condições de se integrar à sociedade e de ter sua oportunidade, desde que haja essa ação conjunta, esforços coletivos, no sentido de viabilizar a situação tanto da competição quanto da formação profissional.

E, aí, eu queria dizer que o governo tem interesse imenso na promoção do esporte paraolímpico, um interesse imenso, porque é a forma mais positiva de evidenciar que qualquer preconceito cai por terra quando se vê a Terezinha ganhando as suas medalhas. Quando se vê cada um de vocês com uma medalha no peito, mostra para uma criança que é possível a superação, é possível a vitória e que cada um constrói e cria seu espaço, desde que a sociedade o ajude, desde que o Estado, também, cumpra seu papel.

Daí porque eu considero muito importante a Bolsa Atleta. Porque, sem a Bolsa Atleta... E também queria saudar a parceria da Caixa. Acho que a Caixa, com isso, demonstra uma dimensão humana, social e cidadã muito grande. Mas o Bolsa Atleta, também, ele se articula no sentido de garantir ao atleta, à atleta uma oportunidade concreta de treinar e se preparar no seu específico esporte, na sua, vamos dizer, na sua linha, seja fundista, seja maratonista, seja ele, que fazia lançamento, enfim, em qualquer das áreas, mas, sobretudo, no atletismo, porque o atletismo é uma coisa que, no Brasil, nós temos dificuldade até no esporte olímpico, e aí vocês chegam e conquistam o terceiro lugar, na frente de todos os grandes países, só tendo os dois maiores competidores na nossa frente. É um orgulho para o Brasil, e é um orgulho que vocês dão a cada um dos deficientes deste país, mas também a cada um dos cidadãos deste país. É um orgulho de perceber que vocês foram lá, foram capazes, conquistaram e trouxeram para nós esse prêmio.

Por isso, eu fico muito feliz de recebê-los. Por isso, eu fico muito feliz de estar aqui com cada um, cada um de vocês, cada uma de vocês. E acho que eu devo a vocês um agradecimento.

O Andrew me agradeceu. Mas eu acho que o grande agradecimento, Andrew, que nós temos de fazer é aos atletas aqui presentes, que demonstram, junto com os seus treinadores, junto com toda a equipe que deu sustentação, que demonstram que um trabalho conjunto de equipe pode fazer com que nós cheguemos lá, e isso vale para todo o Brasil.

É a mesma coisa dentro de um governo, é a mesma coisa dentro de uma empresa. Mas é muito bonito quando a gente vê isso ocorrendo com os jovens aqui presentes e, sobretudo, quando a gente vê que vocês foram capazes de superar todas as barreiras e os obstáculos, chegar lá e conquistar 30 medalhas, sendo que a maioria é de ouro, 12 são de ouro, então, isso é um imenso orgulho, dez são de prata e oito de bronze.

Eu fiquei muito feliz de recebê-los. Acredito que a imprensa vai dar uma cobertura adequada a esse fato, a vocês aqui presentes, e levar isso para... como uma grande mensagem de esperança, de otimismo e, sobretudo, de capacidade de luta, para o conjunto do nosso povo.

Muito obrigada a cada um de vocês. Muito obrigada ao Andrew, à Caixa, ao Ministério do Esporte. Acho que a ministra Maria do Rosário aqui, hoje, tem um dos melhores exemplos do que é o combate contra qualquer discriminação na área da nossa população com deficiência física. Então, eu queria agradecer a cada um e a todos.

Um abraço. E vocês me desculpem a recepção mais rápida. Eu gostaria muito de tirar foto com vocês, mas hoje eu entrego a Mensagem ao Congresso. E é por isso que eu vou fazer uma foto geral. Eu queria tirar com cada um, mas vou ter de fazer uma foto geral, porque eu vou ter de chegar lá até as quatro. Agradeço a vocês. É do outro lado da Praça, mas leva um tempo. Um beijo.

 

Ouça a íntegra do discurso (08min20s) da Presidenta Dilma.