Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de sanção da MP do Brasil Carinhoso

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de sanção da MP do Brasil Carinhoso

por Portal do Planalto publicado 03/10/2012 12h31, última modificação 04/07/2014 20h12
"O Brasil Carinhoso é um dos melhores desdobramentos do Bolsa Família que nós temos, um dos melhores avanços", disse a presidenta


Brasília-DF, 03 de outubro de 2012

 

Eu queria primeiro cumprimentar e agradecer... cumprimentar e agradecer porque esse é um ato no qual eu sanciono a Lei do Brasil Carinhoso.

Cumprimentar e agradecer o senador Gim Argello e a deputada federal Érika Kokay.

Ao agradecê-los, eu agradeço o Congresso pela sensibilidade que teve na aprovação dessa lei, que eu considero uma das leis... uma das principais leis do meu governo.

E queria também agradecer a ministra Tereza Campello pelo empenho e pela dedicação, e pela busca em cumprir as metas que estão nesta lei que hoje eu sancionei, que era uma medida provisória e agora virou uma legislação.

Agradeço também ao ministro Mercadante pela sua determinação em relação às creches, e ao ministro Padilha, por toda a complementação que nós estamos fazendo para as crianças, num grande esforço.

Eu queria registrar uma única questão. Eu acho que o Brasil dá um passo refinando cada vez mais a sua política social. Quando a gente vai em reuniões internacionais, a gente percebe que há um grande respeito pelo Brasil, principalmente nas políticas sociais. E são, justamente, as políticas sociais que atraem a atenção, desde pessoas que não estão no exercício da atividade pública, mas são intelectuais, até líderes e integrantes de governos, os mais diversos - desde governos do Oriente Médio, passando por governos africanos, asiáticos, enfim, da Europa Oriental, todos aqueles que têm o desafio de tratar, de incluir suas populações. Eles olham com muito interesse para os nossos programas.

E eu acho que o Brasil Carinhoso é um dos melhores desdobramentos do Bolsa Família que nós temos, um dos melhores avanços. O Bolsa Família, lançado pelo presidente Lula e que nós aprofundamos porque, cada vez, inclusive, conhecemos mais. Na verdade, nós hoje, somos detentores de uma tecnologia para a inclusão social.

E agradeço aqui a Secretaria de Assuntos Estratégicos e ao presidente do IPEA, Marcelo Neri, também pela... toda a discussão feita – e aí, ao falar deles, eu estou falando de todo o governo – feita no sentido de perceber que, no Brasil, tem uma distribuição desigual da renda por faixa etária. E aí, quem menos... quem menos fala por si só são as crianças desse país, são aquelas que têm uma renda menor em relação ao conjunto das demais idades.

Por isso, esse é um aperfeiçoamento muito grande do nosso programa. Eu tenho certeza que se em cinco meses nós conseguimos esses resultados – que a Tereza mostrou – de reduzir a exclusão social de cinco milhões de crianças e jovens, nós iremos, prosseguindo nisso, acelerar principalmente a situação e melhorar a situação daquela parcela mais vulnerável da população brasileira. Que, contraditoriamente, apesar de ser a mais vulnerável, é a mais forte em termos da Nação porque representa o futuro do nosso país e da nossa nacionalidade, que são as crianças e os jovens.

Por isso, eu estou muito feliz de estar aqui hoje. Cumprimento todos os integrantes do governo que participaram dessa construção e acredito que nós vamos, sem sombra de dúvida, dar o maior passo quando todos nós juntos – Congresso e Executivo – tomamos medidas que visam a melhorar a situação do país.

Muito obrigada. Agradeço, mais uma vez, ao senador e à deputada por estarem aqui.

 

Ouça a íntegra do discurso (04min54s) da Presidenta Dilma