Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de inauguração do Porto de Mariel - Província de Artemisa/Cuba

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de inauguração do Porto de Mariel - Província de Artemisa/Cuba

por Portal Planalto publicado 27/01/2014 17h26, última modificação 04/07/2014 20h20

Província de Artemisa-Cuba, 27 de janeiro de 2014

 

Excelentíssimo senhor Raúl Castro, Presidente da República de Cuba,

Senhoras e senhores chefes de Estado e de Governo,

Senhoras e senhores ministros de estado e integrantes das delegações que se encontram aqui presentes,

Senhor Luis Alberto Rodríguez López-Calleja, presidente do Grupo de Administração de Empresas das Forças Armadas Revolucionárias,

Senhor Marcelo Odebrecht, diretor-presidente da Odebrecht,

Senhoras e senhores empresários, investidores e colaboradores do Porto de Mariel,

Senhores jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas,

 

É com grande alegria que venho a Cuba pela segunda vez como presidenta da República. Laços profundos unem os nossos países, um sentimento de amizade aproxima nossas sociedades. O Brasil acredita e aposta no potencial humano e econômico de Cuba.

Mesmo submetido a injusto embargo econômico, Cuba gera um dos três maiores volumes de comércio do Caribe, desempenho que aumentará substancialmente com a entrada em funcionamento do Porto e da Zona Especial de Desenvolvimento de Mariel.

O Brasil orgulha-se por associar-se a Cuba neste que é o primeiro Porto/ Terminal de contêineres do Caribe, com capacidade para integrar-se à cadeia logística interoceânica. Poderá receber embarcações super Pós-Panamax de até 18 metros de calado e movimentar cerca de 1 milhão de contêineres/ano. O acesso rodoviário ao Porto está concluído e o acesso ferroviário em construção. Nós financiamos por meio do BNDES, nessa primeira fase, US$ 802 milhões em bens e serviços, e também envolvemos neste processo 400 empresas brasileiras. Na segunda etapa, vamos financiar US$ 290 milhões para a implantação da Zona Especial de Desenvolvimento de Mariel, que se tornará peça-chave na promoção do desenvolvimento econômico cubano. Várias empresas brasileiras manifestaram grande interesse em se instalar na Zona Especial. Nesse momento estamos organizando uma missão empresarial para Cuba.

O Brasil quer tornar-se parceiro econômico de primeira ordem para Cuba. Acreditamos que uma maneira de estimular essa parceira é aumentar o fluxo bilateral de comércio. São grandes as possibilidades de desenvolvimento industrial conjunto, por exemplo, nos setores de equipamentos para a saúde, e de medicamentos, vacinas, nos quais a tecnologia de ponta é dominada por Cuba.

Queridas amigas e caros amigos,

O ano de 2013 foi muito especial para a parceria Brasil-Cuba. O estabelecimento do voo semanal da Cubana de Aviação entre São Paulo e Havana irá estimular o turismo e os negócios entre os nossos povos.

Quero também aproveitar essa oportunidade para agradecer de público ao governo e ao povo cubanos pela enorme contribuição ao sistema brasileiro de saúde por meio do programa Mais Médicos. A participação dos médicos cubanos é amplamente aprovada pelo povo brasileiro, e é uma prova efetiva do espírito de solidariedade e cooperação que preside a relação entre os nossos países.

O ano de 2013 também foi muito especial para a integração regional. A realização da Cúpula da Celac, em Havana, evidencia a importância de Cuba no processo de integração latino-americana e caribenha. Somente com Cuba nossa região estará completa.

Senhoras e senhores, querido presidente Raúl,

A amizade que nos une nutre-se de interesses comuns, identidade cultural, diálogo e cooperação. Esse porto que hoje inauguramos permanecerá como o símbolo dessa amizade duradoura.

Muito obrigada a todos.

 

Ouça a íntegra (05min56s) do discurso da Presidenta Dilma