Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de inauguração da Ponte Anita Garibaldi - Laguna/SC

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de inauguração da Ponte Anita Garibaldi - Laguna/SC

por Portal Planalto publicado 15/07/2015 13h50, última modificação 15/07/2015 13h56

Laguna - SC, 15 de julho de 2015

 Bom dia a todos vocês.

Eu queria, primeiro, aproveitando a informação que o prefeito aqui de Laguna acaba de me dar, desejar parabéns para todos os lagunenses, para Laguna, que fará 339 anos nesta sexta-feira. Não poderia  ter um presente melhor, tenho certeza disso.

E queria também saudar o Caio de Souza, o trabalhador mais antigo dessa obra e, em nome do Caio, eu cumprimento a todos aqueles que, com as suas mãos, com seus cérebros, com seu empenho, seu trabalho, empresários, trabalhadores e todos os funcionários dos governos que construíram aqui essa ponte Anita Garibaldi,

Cumprimento com muito carinho o governador Raimundo Colombo pela sua parceria nesses anos e por tudo o que conseguimos realizar aqui no estado de Santa Catarina,

Queria também cumprimentar o vice-governador Eduardo Pinho Moreira.

E, mais uma vez, agradecer pela belíssima pintura de Anita Garibaldi, ao prefeito Everaldo dos Santos,

Queria cumprimentar dois ex-governadores de Santa Catarina, o ex-governador Casildo Maldaner e o ex-governador Paulo Afonso Evangelista,

Cumprimentar o nosso querido senador Dário Berger,

Cumprimentar os deputados federais Celso Maudaner, Décio Lima, Edinho Bez, Jorginho Mello, Pedro Uczai, Ronaldo Benedet,

Cumprimentar o presidente da Câmara Municipal de Laguna, Roberto Carlos Alves,

Cumprimentar os senhores prefeitos de Pescaria Brava, Antônio Honorato Filho, de Tubarão, Olávio Falchetti,

Queria cumprimentar a senhora Ivete Scopel, vice-prefeita de Laguna,

Cumprimentar aqui todos os integrantes do consórcio, todos os trabalhadores, todos os funcionários do DNIT, enfim, todos aqueles que contribuiram diretamente na construção dessa ponte,

Queria cumprimentar os senhores jornalistas, os senhores fotógrafos e cinegrafistas.

 

Eu estive aqui em maio de 2012 acompanhada do governador Colombo e com o Maldaner e também com o Luiz Henrique, o senador Luiz Henrique. Naquela oportunidade, com o senador Luiz Henrique, nós viemos aqui olhar onde seria construída essa ponte. E eu fico muito feliz de dizer para vocês que, sem sombra de dúvida, essa ponte é também uma homenagem a todos aqueles que acreditaram que nós poderíamos fazer uma obra com essa beleza, uma obra com esse desafio de engenharia e de arquitetura. É, de fato, uma obra muito bonita e, sem dúvida, vai virar um cartão postal de Santa Catarina, de Laguna, para o Brasil e para o mundo. Vai ser para o mundo, porque também por aqui trafegam todos aqueles que, vindos da Argentina, do Uruguai e em passeio por aqui, pelo Brasil, por essa região, vêm nos visitar e vão ver a maravilha dessa realização que, junto com as obras da natureza, têm agora uma ponte que adorna a beleza aqui do litoral catarinense.

Hoje, então, depois de 38 meses, nós estamos aqui inaugurando. Eu agradeço a todos os que trabalharam para isso. E aí, o governador falou uma coisa muito correta. Nós conseguimos realizar essa ponte, por quê? Porque nós superamos todos os entraves que no Brasil há para se realizar obras de infraestrutura. Fizemos um grande esforço, utilizamos uma sistemática simplificada, o RDC, mas também usamos a colaboração, também a colaboração entre o governo federal e o governo [estadual].

Essa ponte, ela é uma homenagem a uma mulher. A uma mulher que lutou firmemente, tanto aqui no Brasil quanto lá na Itália. Ela é homenageada por dois povos, os brasileiros e os italianos. Sem sombra de dúvida, é um exemplo da mulher brasileira, que é guerreira e que é corajosa, que não se atemoriza e que enfrentou guerras, dificuldades e as superou.

Essa obra vai permitir, aqui no estado de Santa Catarina, que se atravesse o estado e, numa rodovia de duas mãos. Numa rodovia em que nós teremos o orgulho de estar no estado desenvolvido, como é o estado de Santa Catarina, com uma infraestrutura que não deixa e não fará vergonha ao estado. Nós temos de ter no Brasil infraestrutura de qualidade para poder desenvolver indústrias, para poder garantir empregos e para poder garantir a segurança do tráfego para a população. Mas, aqui em Santa Catarina nós temos uma parceria que, em que pese a beleza dessa obra, ela não para aqui. Nós hoje temos um conjunto de obras em Santa Catarina que eu considero extremamente importante. A BR 470, a BR 470, que vai sair de Itajaí, vai chegar, vai passar por Blumenau, Campos Novos e se encontrar com a BR 153. Esta será uma das obras que nós estaremos fazendo naquilo que se convencionou chamar,  o Plano de Investimento na Logística do país.

Nós também iremos fazer todas as ligações cabíveis, aqui em Santa Catarina, na BR 280, saindo de São Francisco do Sul até Porto União, 307 km. Além disso, vamos fazer a ligação com a BR 476, a 282, a 480, ligando Paraná e Santa Catarina. Enfim, também trabalharemos na expansão das autopistas existentes, autopista que é a BR 101, que essa obra aqui faz parte dela, e a autopista do Planalto Sul, que é a BR 116, que também vai ser duplicada.

Com isso, o que nós queremos é garantir aqui para o estado as condições para o crescimento sistemático. Santa Catarina é um dos estados que mais nos orgulham no Brasil. Nos orgulha, porque é um estado industrioso onde as pessoas valorizam o trabalho, onde as pessoas se dedicam e se empenham. O Brasil que nós queremos é o Brasil que, de fato, trabalha, o Brasil que constrói [com] a força da sua população, a força, constrói com a força da sua população, com a força de todos os brasileiros, um país melhor para todos nós. Hoje, nós estamos passando por dificuldades econômicas, mas eu quero dizer para vocês que tem gente, que diante da dificuldade, desiste, abaixa os braços, recua. Nós não somos esse tipo de gente, nós enfrentamos a dificuldade. Porque só enfrentando a dificuldade você é capaz de superar a dificuldade. E isso, é preciso duas coisas: é preciso humildade para reconhecer que se passa por dificuldades. Mas, também, é preciso coragem e dignidade para poder superar essas dificuldades. Essa ponte, essa ponte, ela é um exemplo disso. Porque o que [é] que é uma ponte? Uma ponte é, geralmente, e é algo que nós devemos nos inspirar, porque uma ponte é um símbolo muito forte. Pensem comigo, uma ponte, ela une, uma ponte fortalece, uma ponte junta energia, uma ponte permite que você supere obstáculos. O que nós queremos no Brasil, é que, entre nós, se construam pontes. Porque juntos nós somos capazes de superar todas as dificuldades.

Nós temos, a mania, no Brasil, de não perceber a nossa própria força. Nós construímos, nos últimos 13 anos, um país muito mais forte e muito mais capaz de enfrentar crises do que em algum momento no passado. E essa ponte faz parte dessa construção, faz parte da nossa capacidade de reagir. Podem ter certeza, o Brasil irá voltar a crescer, gerar cada vez mais pontes como essa, gerar empregos, contar com a sua população trabalhadora. Quero encerrar dizendo o seguinte: viva Santa Catarina, viva Laguna. Mas, sobretudo, eu espero que hoje, ou até no máximo amanhã, nós possamos liberar aqui o trafego e aqui os caminhões e os carros vão passar. Quando os caminhões e os carros passarem, o que nós queremos e o que nós fizemos vai estar realizado. Por isso, é viva também a toda a população de Santa Catarina e de Laguna e de toda essa região do nosso querido Mercosul também, que vai usar essa ponte para melhorar sua vida e para construir um futuro melhor.

Muito obrigada a vocês, muito obrigada pelo presente de Imaruí. Muito obrigada.

Ouça a íntegra do discurso (13min48s) da presidenta.