Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de Comemoração dos 70 anos do Dia da Vitória - Brasília/DF

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de Comemoração dos 70 anos do Dia da Vitória - Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 08/05/2015 20h00, última modificação 08/05/2015 23h27

Palácio do Planalto, 08 de maio de 2015.

 

Cumprimento os ex-combatentes condecorados com a Ordem Nacional do Mérito Roberto Paulo Timponi, Nestor da Silva, João Rodrigues Filho e Melchisedech Afonso de Carvalho, por meio dos quais cumprimento todos os heróis que defenderam o Brasil e os nossos ideais de liberdade e democracia.

Senhoras e senhores, chefes de missão diplomática acreditados junto ao meu governo.

Ministros de Estado, Aloizio Mercadante, da Casa Civil; tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato, interino da Defesa.

Embaixador Mauro Vieira, das Relações Exteriores.

General de Exército José Elito Carvalho Siqueira, do Gabinete de Segurança Institucional.

 

Há 70 anos, encerrava-se um capítulo trágico da história da humanidade. Após seis anos de conflito, a 2ª Guerra Mundial chegava ao fim na Europa, tendo ceifado dezenas de milhões de vidas, a maioria civis, mas muitos militares.

Naquele 8 de maio renascia a esperança de que a liberdade e a paz voltassem a reger a vida entre as nações. Uma vitória extraordinária para a qual 25 mil brasileiros lutaram com coragem e patriotismo, honrando, em todos os momentos a Força Expedicionária e o Brasil.

Por isso, muito me honra prestar essa homenagem a nossos heroicos pracinhas, cuja presença nessa cerimônia tanto nos emociona. Ao lutarem contra intolerância, a opressão, a discriminação, a violência que recaía sobre pessoas inocentes, por parte do Eixo, nossos pracinhas ajudaram a plantar as sementes de um mundo mais livre e democrático.

Hoje, nossos soldados dedicam sua coragem e tenacidade a operações de paz patrocinadas pela ONU, pela Organizações das Nações Unidas. Porque os pracinhas, nossos soldados de ontem, ajudaram a por um ponto final na guerra e em seus horrores. Se isso não tivesse ocorrido, não haveria Organização das Nações Unidas.

Nossos valores e nossos princípios permanecem os mesmos  pelos quais os pracinhas lutaram. Queremos um mundo regido por normas e instituições democráticas, no qual prevaleça a tolerância. Um mundo em que a construção de uma ordem mais justa e mais próspera seja responsabilidade compartilhada entre as nações e onde as sementes de liberdade floresçam, oferecendo às próximas gerações os frutos da paz.

Sabemos que construir esse mundo é difícil. É tão difícil quanto se dizia na época, que não se acreditava que seríamos capazes de enviar uma força expedicionária para combater na Itália, que era muito difícil fazer uma “cobra fumar”. E, finalmente com os pracinhas, a “cobra fumou” e isso nos lembra o lema que foi o lema da Força Expedicionária.  Há 70 anos mostramos nossa capacidade de realizar o que parecia impossível. Cultivemos, portanto, a confiança em nós mesmos, pois assim, construiremos um futuro melhor para o Brasil e para o mundo.

Muito obrigada aos pracinhas, muito obrigada aos senhores presentes hoje homenageando essa que foi e este que foi um momento excepcional na história do nosso país. Parabéns pracinhas e o Brasil eternamente lembrará e agradecerá e, sobretudo, homenageará homens e mulheres que foram decisivos para a paz na humanidade.

Muito obrigada.

Ouça a íntegra do discurso (04min31s) da Presidenta Dilma