Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia alusiva à assinatura de ordem de serviço de implantação do BRT Norte-Sul

Discurso da presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia alusiva à assinatura de ordem de serviço de implantação do BRT Norte-Sul

por Portal Planalto publicado 19/03/2015 16h00, última modificação 23/04/2015 17h43

Goiânia-GO, 19 de março de 2015

 

Eu queria dar boa tarde aqui a Goiânia e a todo o povo de Goiás. Ao fazê-lo, eu cumprimento o governador Marconi Perillo, governador de Goiás e que tem sido um parceiro do governo federal nos desafios que nós enfrentamos, ao longo dos anos em que fomos eleitos, eu para governar o Brasil, ele para governar Goiás. Essa parceria se dá acima das nossas diferentes filiações partidárias. Mas nós somos um País, e isso é importante sinalizar, um País democrático, em que a gente disputa durante a eleição, acabou a eleição, eleitos aqueles que o povo escolheu, a gente passa a governar, ele para toda população de Goiás e eu para toda a população do Brasil.

Por isso, os nossos caminhos, governador, sempre se encontraram, porque nós somos republicanos e democratas, nós temos a noção da coisa pública e respeitamos uma das questões fundamentais do nosso país, porque foi conquistada, foi conquistada com muito esforço, foi conquistada com muita dor, foi conquistada num processo que muitas pessoas mais novas não viveram, foi conquistada apesar de prisões, de exílios e de mortes.

E aí, nós temos obrigação de respeitar a democracia. E como é que é a democracia? Direito de todos falarem, todos se manifestarem, porém também direito a todos serem ouvidos. Por isso eu peço tolerância e peço uma outra questão: diálogo. Porque o diálogo implica que a gente olhe o próximo, aquele com quem nós dialogamos, como uma pessoa igual a nós, que a gente tenha a humildade de nos colocar a nível de todos e não nos acharmos nem melhor, nem pior que ninguém.

Queria cumprimentar esse grande companheiro que é o Paulo Garcia, prefeito de Goiânia, e a senhora Tereza Beiler. Mas o Paulo, eu quero cumprimentar por outro aspecto, pelo fato de o Paulo hoje representar, do meu ponto de vista, um rumo que o Brasil precisa. Qual é o rumo? O rumo do desenvolvimento, o rumo de manter acesos certos compromissos fundamentais como é esse que nós aqui nos reunimos hoje para aclamar, que é o compromisso da mobilidade urbana.

Nós vivemos num país continental, nós vivemos num país onde uma parte imensa da nossa população vive em cidades. Goiânia é uma cidade das grandes metrópoles brasileiras. Hoje  nós estamos aqui porque tem que ser compromisso dos que governam o país, tanto o governo federal, como o governo do estado, como a prefeitura, de cuidar, de garantir que as cidades sejam locais em que viver se dê de forma digna, daí a importância da mobilidade urbana, do transporte coletivo de massa e da qualidade desse transporte. E aí, eu queria cumprimentar o prefeito por essa imensa parceria que nós temos feito e à qual ao longo da minha fala eu ainda vou me referir.

Cumprimentar, também, o ministro Gilberto Kassab, ministro das Cidades, responsável, justamente por isso, pelas cidades e sua dignidade de viver; pela cidade e a garantia que no transporte as pessoas não vão passar a maior parte de suas vidas; pelas cidades, pela água, pelos fato de que nós termos de ser parceiros, mesmo sendo a água uma atribuição dos governos estadual e municipal, o governo federal sempre será parceiro.

Cumprimentar o ministro Eliseu Padilha,  que me acompanha nessa viagem por ser ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil. E nós - não é, ministro? - viemos aqui também, além do BRT, nós vamos fazer um anúncio.

Queria cumprimentar o vice-governador, José Eliton de Figuerêdo Júnior,

O deputado Hélio de Souza, presidente da Assembleia Legislativa de Goiás,

Os deputados federais presentes: Flávia Morais, Rubens Otoni.

Queria cumprimentar o ex-deputado Eurípedes Júnior, presidente do Partido Republicano da Ordem Social, o Pros,

Cumprimentar os secretários estaduais aqui presentes,

Cumprimentar os prefeitos: Cleudes Bernardes da Costa Baré, presidente da Associação Goiana dos Municípios, e prefeito de Bom Jardim de Goiás; o prefeito Divino Alexandre, presidente da Federação Goiana de Municípios e prefeito de Panamá; o prefeito João Batista Gomes Pinto, de Anápolis; o prefeito Luís Alberto Maguito Vilela, de Aparecida de Goiânia. Por intermédio deles, eu cumprimento todos os prefeitos presentes.

Queria cumprimentar o vice-prefeito Agenor Mariano;

O vereador, presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Anselmo Pereira,

Cumprimentar os deputados estaduais aqui presentes,

Cumprimentar os secretários municipais,

A senhora Marise Fernandes de Araújo, superintendente regional da Caixa, que faz o monitoramento dos nossos projetos de mobilidade,

Cumprimentar a Patrícia Veras, presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo,

E cumprimentar os senhores jornalistas, os senhores fotógrafos e os senhores cinegrafistas,

 

O próprio filme que passou antes evidencia a realidade de Goiânia. Mostra a sua beleza,  mostra a quantidade de áreas verdes, mas mostra também que Goiânia atingiu 1,4 milhão de habitantes. É, portanto, uma das grandes cidades do nosso país. Eu sei que Goiânia foi uma cidade planejada, uma cidade moderna. Eu sei que Goiânia, logo no início, teve um projeto que a cortava de corredores de ônibus e cortava ela de norte a sul, de leste a oeste, mas como várias capitais brasileiras, nós temos de aprender com o que estamos vendo acontecer. E o que acontece: a cidade no Brasil, ela tem de se preparar, principalmente uma metrópole, para atender qualificadamente a sua população. Assim, Goiânia cresceu e agora tem de enfrentar alguns desafios que são similares aos das grandes metrópoles. Graças a Deus e graças aos goianos, com melhores condições para enfrentar porque tem muita coisa já realizada. Daí porque esse BRT Corredor Norte-Sul, é uma honra para mim estar aqui dando a Ordem de Serviço. Honra por quê? Primeiro: O ano passado nós combinamos que iríamos fazê-lo com o prefeito, e o prefeito e eu agora já conseguimos chegar a toda modelagem, garantindo financiamento, garantindo todas as obras à parte, que inclusive, é de orçamento, conseguimos colocar esse projeto em funcionamento e em andamento. De fato, ele mudará a articulação do transporte aqui na cidade. Por isso, pra mim é muito importante vir aqui e mostrar que nós, em parceria, iremos fazer esse BRT e transformar esse BRT num dos principais eixos para o quê? Para garantir a condição de vida, a dignidade, o direito de estar com os filhos, o direito de utilizar o seu tempo. Porque se tem uma coisa que é valiosa na vida de cada um  de nós é o tempo. Um transporte rápido significa que você domina o seu tempo,  que você pode usá-lo para cultura, para o lazer, para ficar com a sua família, como todo mundo já disse, mas sobretudo, é um controle que cada cidadão e cada cidadã tem. Por isso, eu fico muito feliz de estar aqui.

Tenho uma parceria também similar com o governo Marconi Perillo que é o eixo Anhanguera no VLT, que também é uma obra de mobilidade e tem por objetivo a modernização  - não é só do transporte em si - mas é da estrutura de transporte aqui na cidade de Goiânia.

Já que eu falei de transporte eu vou falar, ao mesmo tempo, do aeroporto. O aeroporto que é uma outra forma de transporte. Aliás, outra infraestrutura, me desculpe, outra infraestrutura de transporte, para uma outra forma que é a forma dos aviões que são essenciais nesse país continental. É uma obra muito esperada, houve muitos problemas, muitas interrupções, mas nós sabemos que o novo terminal, que é moderno, é confortável, mas sobretudo, está à altura das necessidades e do potencial aqui de Goiânia como capital de Goiás. Esse novo terminal, como eu estava dizendo, ele já está quase pronto. Nós estamos chegando ao final dessa obra, e aí, eu não poderia deixar aqui de passar essa oportunidade e dizer que eu trago uma boa notícia: as obras do pátio e da pista, que foram interrompidas lá atrás, vão começar agora na primeira semana de abril, precisamente no dia 6 de abril. E quero aqui assumir um compromisso junto com o senhor ministro Padilha, está aqui o ministro Padilha, de que todas essas obras estarão concluídas em novembro deste ano. Vocês vão cobrar de mim, agora eu garanto a vocês que eu vou cobrar dele. E ele vai cobrar dos que estão embaixo dele, é assim que funciona. Por isso vocês têm de cobrar de mim. Nós vamos fazer tudo para que Goiânia tenha uma aeroporto condizente com o dinamismo desse estado. Nós vamos fazer tudo para isso.

Eu queria destacar que todas as parcerias, elas são essenciais. O Brasil é um país grande, complexo, ele precisa de parcerias: as públicas, com o setor privado, dentro das públicas com o estado, com os municípios e a União. E aí eu quero dizer para vocês que nós viemos fazendo parcerias aqui, e algumas eu me orgulho. Eu me orgulho, por exemplo, de uma parceria, que é essa do BRT Norte-Sul porque ela vai ligar, também, Goiânia a Aparecida. Eu tenho de destacar isso, ela beneficia Aparecida. E aí, isso é muito importante. Nós temos obras tanto em Anápolis como em Aparecida de Goiânia, nós temos obras nessa área.

Mas eu queria mesmo falar de uma outra questão. Eu queria falar o seguinte, só complementar uma coisa que o prefeito falou e da qual eu me orgulho, que é a nossa parceria, prefeito, no Mais Médicos. Os 50 médicos que vieram aqui para Goiânia atender à população, atender à população nos serviços básicos de saúde. Quero também referir a dois programas, prefeito:  o Pronatec, que também é feito com o estado. O Pronatec é a formação técnica profissional. Quando nós, no Brasil, começamos a qualificar jovens profissionais, pessoas idosas, e os adultos desse país que precisam qualificação profissional para conseguir um emprego melhor e assim garantir a renda da sua família e o apoio a seus filhos, nós tivemos aqui em Goiânia, na primeira fase do Pronatec, só em Goiânia, 48 mil pessoas fazendo Pronatec.

Agora nós vamos ampliar o Pronatec para 12 milhões. Esses 12 milhões que nós vamos ampliar vão permitir que mais pessoas façam a formação profissional, e eu estou aproveitando e falando isso aqui para que seja possível que todo mundo saiba, aqueles que se interessam, que eles poderão ter acesso a esse curso. A mesma coisa, aproveitando até a presença do ministro das Cidades, nós vamos continuar com o Minha Casa, Minha Vida. Aqui, em todo Goiás, nós realizamos o sonho da casa própria ou estamos em vias finais de realizar esse sonho para 40 mil famílias; 22 mil já receberam a chave da casa, 18 mil irão receber. Todo esse contingente de pessoas faz parte do Minha Casa, Minha Vida fase 2, que é o meu primeiro mandato. Agora, nós abrimos a discussão com os empresários, com a sociedade, com os movimentos sociais, urbanos e rurais, porque nós vamos lançar a fase 3, que é o Minha Casa, Minha Vida 3, e como o nome é 3, nós vamos fazer 3 milhões de moradias.

E por fim, eu quero parabenizar aqui o fato de que a nossa parceria em oferta de água ela tem uma obra que eu estava conversando com o governador que muito me orgulha. Muito me orgulha pelo seguinte: porque ela permite, ao ser concluída, que até 2050 não falte água aqui nessa cidade. O que mostra pura e simplesmente que a gente, se planejar, consegue atender às necessidades da expansão. Mas não é só isso, uma coisa que eu não sabia e que o governador me falou, foi que se  ela deixa condições para que Goiânia tenha uma expansão da oferta de água, que vai garantir não é até 2050, não é governador? Irá garantir por mais 50 anos, totalizando uma garantia de 100 anos de água, o que é muito importante, porque água é vida, e uma cidade - e aí que eu vou encerrar minhas palavras - uma cidade, ela vive de pessoas que sempre as pessoas procuraram construir as cidades onde havia oferta de água, só que nós crescemos e agora temos obrigação de transformar essa coisa que era natural agora numa obra humana, uma obra que os governos são responsáveis por fazer. Mas eu quero acabar mesmo dizendo para vocês que eu tenho certeza que a escultura do violeiro na praça do Bairro Urias Magalhães, onde será instalado o canteiro de obras do BRT, vai contemplar do alto do seu pedestal, mais essa mudança que é parte de um futuro melhor que estamos construindo para todos os goianenses, os moradores desse estado e do Brasil.

Obrigada!

 

Ouça a íntegra do discurso (22min21s) da Presidenta.