Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Discurso da presidenta da República, Dilma Roussef, durante a cerimônia de entrega de unidades habitacionais em São Carlos/SP e entregas simultâneas de unidades em Leme/SP, em Itanhaém/SP, em João Monlevade/MG e em Campo Formoso/BA do programa Minha Casa Minha Vida - São Carlos/SP

Discurso da presidenta da República, Dilma Roussef, durante a cerimônia de entrega de unidades habitacionais em São Carlos/SP e entregas simultâneas de unidades em Leme/SP, em Itanhaém/SP, em João Monlevade/MG e em Campo Formoso/BA do programa Minha Casa Minha Vida - São Carlos/SP

por Portal Planalto publicado 14/10/2015 14h40, última modificação 14/10/2015 17h24

São Carlos/SP, 14 de outubro de 2015

 

Bom dia a todos, bom dia.

Eu queria cumprimentar cada uma das famílias aqui que estão recebendo a chave da sua casa própria. Queria cumprimentar também as famílias que lá em Leme, lá em Itanhaém, lá em João Monlevade, lá em Campo Bonito, receberam a chave das suas casas próprias;

Mas aí, como é impossível cumprimentar cada um de vocês, eu queria começar cumprimentando o Alexander, a Cleumara e a Tatiana que receberam as chaves aqui no conjunto habitacional, aqui, o Planalto Verde; e também a Roberta Tatiane, do Residencial Jardim Empyreo, lá em Leme; a Ana Paula, do Residencial dos Pássaros, em Intanhaém; a Maria Silva Paula, do Residencial Planalto, em João Monlevade; a Marlene Santos Reis, do residencial Vila das Esmeraldas, em Campo Formoso, na Bahia.  São Paulo, Minas Gerais e Bahia têm famílias hoje recebendo chaves da sua casa própria, parabéns a elas. Uma salva de palmas a todas as famílias;

Quero cumprimentar o governador Geraldo Alckmin, que desde 2011 tem sido nosso parceiro para melhorar as casas aqui que nós entregamos em São Paulo.

Quero cumprimentar os prefeitos das cidades que nós... estão sendo beneficiadas pelo Minha Casa Minha Vida, os prefeitos também são parceiros da primeira hora. O prefeito de São Carlos, Paulo Altomani, o prefeito de Leme, Ademir Zanóbia, o prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes dos Santos, o prefeito de João Monlevade, Teófilo Faustino Miranda;

Queria cumprimentar, aqui, o meu querido governador em exercício Antônio Andrade, de Minas Gerais, cumprimentar também o prefeito de Campo Formoso, Eurico do Nascimento;

Cumprimento os meus queridos ministros que me acompanham hoje: a ministra Kátia Abreu, da Agricultura; o ministro Eduardo Braga, das Minas e Energia; o Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social - o Edinho é daqui dessa região; queria cumprimentar também o ministro da Defesa, a ministra Tereza Campello e a ministra Nilma Lino;

Cumprimentar a presidente da Caixa, a Miriam Belchior, cumprimentar a deputada estadual Márcia Lia; Queria cumprimentar o Duarte Nogueira, secretário estadual de Logística e Transporte, cumprimentar o vereador Luis Carlos, Lucão, presidente da Câmara de São Carlos, cumprimentar o vice-prefeito de São Carlos, Cláudio Di Salvo, cumprimentar o procurador-geral do município, Waldomiro Antônio Bueno, cumprimentar o ex-prefeito de São Carlos e presidente da Ebserh, meu querido Newtão.

            Queria cumprimentar também os prefeitos aqui presentes, Alessandro Rosa de Baté, Cleide de Nato de Américo Brasiliense, Henrique do Nascimento de Descalvado, José Cândido,  de Itirapina, Marcos Ferreira, de Patrocínio Paulista, Wilson Fortes Junior de Ribeirão Bonito. Queria também cumprimentar o superintendente da Caixa, Carlos Henrique Custódio. E o presidente da Prohabe [Progresso e Habitação de São Carlos], Mauro Luiz Moraes. Ao cumprimentar eu não podia deixar também de saudar o coordenador da CUT da região de São Carlos, o Ednaldo Ferreira, o empresário construtor dessa obra, Marco Antônio Momo. Cumprimentar os senhores e senhoras jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas.

(podiam me arranjar uma aguinha)

 Eu queria falar para vocês aqui, hoje, que esse é o momento muito especial. É um momento especial porque 3.422 famílias recebem a chave da casa própria. Muitas delas pagavam um aluguel. Outras viviam de favor, outras moravam em habitações precárias. Vocês viram, muitas tem vários filhos. Outras têm aquele sonho de que, um dia, teriam um lar que é seu. Porque esse sonho, se vocês pensarem, nós compartilhamos com todos brasileiros e brasileiras. Todos nós queremos ter uma casa para morar, ter a casa própria.

No Brasil, até começar o Minha Casa Minha Vida. lá no governo Lula, não tinha um programa habitacional que fosse do tamanho do Brasil. Tinha programas habitacionais, mas eles eram bastante pequenos. Eles eram pequenos, restritos. Os programas habitacionais não tinham aquele tamanho que o Brasil, que é um país com 203 milhões de habitantes, precisa. O Minha Casa Minha Vida é um programa desses. Vocês viram aqui. Aqui estavam pessoas, famílias, de três estados da federação. Nós sempre entregamos uma quantidade expressiva de casa. Para vocês terem uma ideia, quando a gente lançou o Minha Casa Minha Vida não faltou gente dizendo que não ia dar certo. No Brasil tem hora que tem algumas poucas pessoas que olham para os programas que fazem o bem para o povo e dizem: “Ah, não vai dar certo. Não vai dar certo porque não vai dar certo”. Mas hoje aqui nós estamos mostrando que deu certo e que vai continuar dando certo.

Hoje nós estamos aqui com 3.422 famílias. E essas 3.422 famílias lá de João Monlevade, Itanhaém, Leme. Lá de Campo Bonito e aqui, aqui de São Carlos, fazem parte de milhões de outras famílias.

O que é que o governo fez? O governo recorreu ao dinheiro que a gente arrecada dos tributos. Para fazer o quê? Para garantir que as famílias tivessem acesso à casa própria. Porque antes vocês não tinham como pagar a casa própria, porque os recursos não eram destinados a fazer e a cumprir o sonho, que é o sonho de ter um lar.

Quando nós fizemos isso, nós começamos um processo. E hoje eu posso dizer para vocês que nós já chegamos, entre entregues e contratadas, a 4 milhões de moradias. É um pouco mais de 4 milhões de moradias, é 4 milhões e 100 mil moradias. Nós já entregamos 2 milhões e 300, um pouco mais. E temos mais um 1 milhão e 600 para entregar. Com isso, quero dizer para vocês que nós fizemos algo que eu considero fundamental: dar segurança para a família. Porque a família é um elemento essencial na vida de cada um de nós. É na família que a gente encontra apoio, é na família que a gente tem incentivo, é na família que a gente tem os sentimentos mais fortes e melhores que os seres humanos podem desfrutar: o amor, o carinho, a compreensão, aquela pessoa da sua família, geralmente a sua mãe, que fala para ti: “Vai que dá certo, vai que dá certo, vai que dá certo!”.

Então hoje, aqui estamos comemorando duas coisas. Nós estamos comemorando que conquistamos uma vitória. Porque é que eu falo conquistamos? Porque vocês ajudaram nessa vitória, vocês ajudaram. Quando vocês abrirem a porta da casa própria de vocês, quando vocês abrirem, vocês podem ter certeza, vocês estarão entrando em algo que é mais importante que cimento, telhado, janelas e o que for. É onde vocês terão a proteção para viver e construir o futuro para vocês. E, ao mesmo tempo, não se esqueçam, é um patrimônio, é um patrimônio, uma riqueza que cada um de vocês tem.

E eu  quero dizer que nós vamos continuar fazendo o Minha Casa Minha Vida 3. Nós estamos passando hoje por um período de dificuldades. Esse período de dificuldades faz com que a gente tenha de fazer esforços, que a gente tenha de tomar medidas, apertar um pouco o cinto, mas uma coisa eu garanto para vocês: nós não vamos deixar, nós não vamos deixar de garantir o Minha Casa Minha Vida, tanto esse, que é o 2, como o 3.

Além disso, eu quero aproveitar e dizer para vocês que nós estamos tomando todas as medidas para que a gente recupere o crescimento econômico do País, gere mais empregos, garanta renda e continue fazendo algo que eu considero que é o mais importante para o nosso País, que é garantir aquilo que a gente distingue um governo, um governo que olha para sua população e pensam: “Olha, essa é a minha maior riqueza, a minha população é minha maior riqueza”. O que eu tenho de garantir para essa população? Eu tenho de garantir que todos tenham oportunidades iguais, oportunidades iguais. As pessoas são diferentes, mas as oportunidades, o acesso aos serviços públicos, o acesso à educação, à saúde, tem de ser igual.

E aqui em São Carlos eu tenho muito orgulho do hospital que nós estamos aqui entregando para a população.

Eu tenho certeza de uma coisa: as famílias aqui, essas famílias que hoje recebem a chave da sua casa própria, elas têm um futuro pela frente. E podem ter certeza que o meu governo vai lutar todos os dias para que o nosso País volte a crescer, volte a gerar emprego na quantidade necessária para que todos os brasileiros tenham uma vida melhor, para que todas as famílias tenham uma vida melhor. E eu sei que de todas os programas do meu governo aquele que me dá mais orgulho, porque eu sei que ele tem o poder de mudar a vida de cada um, de fazer cada família ter o seu abrigo, é o Minha Casa Minha Vida.

E aí quero dizer para vocês, eu estou vendo aqui gente dos movimentos sociais. Eu quero dizer uma coisa para vocês. Muitos movimentos sociais têm nos ajudado nessa construção do Minha Casa Minha Vida, principalmente os movimentos de moradia. Quero reconhecer aqui essa contribuição à União Nacional por Moradia de São Paulo. E mais a Federação das Associações Comunitárias do Estado de São Paulo. Mas eu quero falar uma coisa especial para o pessoal do movimento de moradias. Acho que vocês. Deram uma demonstração muito  importante. Vocês mostraram que era possível construir casas de qualidade. Eu conto com vocês na continuidade do Minha Casa Minha Vida 3 e também conto com vocês para continuar com essa atividade. Vocês, junto com os empresários, vocês junto com pessoas da construção civil, vocês deram os rumos dos nossos Programas fazendo sugestões e melhorias. Cada vez que entro em uma casa, eu vejo qualidade da construção. É importante a presença de vocês dando sugestões e até reclamando.

Mas, finalizando, eu quero mesmo é parabenizar cada uma das famílias aqui que receberam a chave da casa própria. Cuidem da casa própria. Eu vou fazer um programa que acho muito importante e peço a contribuição do prefeito e do governador: vamos encher esse residencial de árvores. De árvores para os moradores, para as crianças e para cada um que passar aqui falar o seguinte: mas isso não é só uma casa, isso é um conjunto de lares, onde as pessoas têm qualidade de vida e vivem numa área verde. E aí a gente, a gente, prefeito, honra o nome, o Planalto Verde vai vir das árvores.

Um abraço a todos.

 

Ouça a íntegra do discurso (20min01s) da presidenta Dilma.