Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após reunião com o Primeiro-Ministro da Finlândia, Jyrki Katainen

Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após reunião com o Primeiro-Ministro da Finlândia, Jyrki Katainen

por Portal do Planalto publicado 14/02/2012 18h18, última modificação 07/07/2014 10h52

Palácio do Planalto, 14 de fevereiro de 2012

 

Excelentíssimo senhor primeiro-ministro da República da Finlândia, Jyrki Katainen,

Senhoras e senhores integrantes das delegações da Finlândia e do Brasil,

Senhoras e senhores jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas,

 

A visita do primeiro-ministro Jyrki Katainen, acompanhado de expressiva delegação de empresários e acadêmicos finlandeses, evidencia a disposição de seu país de aprofundar ainda mais a cooperação com o Brasil. Esse é um objetivo que o governo brasileiro compartilha inteiramente.

Nossa parceria tem uma história de sucesso, com destaque para a presença de importantes empresas finlandesas no Brasil, que contribuem positivamente para o desenvolvimento, a geração de empregos e o avanço tecnológico em nosso país.

Mas queremos fazer mais. O primeiro-ministro Katainen e eu coincidimos em trabalhar para aumentar o fluxo de comércio e investimentos entre a Finlândia e o Brasil. Em 2011, alcançamos o recorde histórico de US$ 1,47 bilhão em intercâmbio comercial. Podemos aumentar esse número com a formação de parcerias empresariais que agreguem valor aos produtos e processos desenvolvidos no Brasil, com ganhos em inovação e tecnologia.

A conclusão de acordo entre o Mercosul e a União Europeia também contribuirá para a ampliação do comércio entre as duas regiões. Como presidente pro tempore do Mercosul, no próximo semestre, o Brasil se empenhará nessas negociações e em parcerias com a Finlândia.

Nossa cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação já produz resultados positivos. O Conselho Nacional de Desenvolvimento – CNPq e a Academia da Finlândia – Aca atuam em parceria. Escritório e laboratório do Centro de Pesquisas Técnicas da Finlândia – VTT foram inaugurados em São Paulo, em março do ano passado. Identificamos como área de especial interesse para novos projetos as energias renováveis, as telecomunicações, os sistemas de alerta antecipado de desastres naturais e as tecnologias de defesa naval e offshore. Doze universidades finlandesas já têm algum tipo de parceria com congêneres brasileiras. Vamos, agora, ampliar esse intercâmbio por meio do Programa Ciência sem Fronteiras.

Queremos também intensificar a troca de experiências na área da educação básica, em que a excelência finlandesa é reconhecida mundialmente. No campo do turismo, os grandes eventos esportivos vindouros serão oportunidades para ampliar a presença de turistas finlandeses no Brasil. De outra parte, os turistas brasileiros precisam descobrir a Finlândia como destino.

Senhoras e senhores,

Brasil e Finlândia compartilham importantes valores e princípios. O modelo econômico-social finlandês é forte inspiração para todos que se empenham em construir um mundo mais justo e mais solidário.

Na condição de Presidenta mulher, recordo em especial o pioneirismo da Finlândia em garantir os direitos políticos das mulheres. As finlandesas foram as primeiras do mundo a conquistar o direito de votar e serem votadas. Hoje, ocupam quase metade das cadeiras do Parlamento de seu país. No plano multilateral, nossos países trabalham conjuntamente para promoção da democracia, dos direitos humanos e do desenvolvimento sustentável. Terei muito prazer em receber na Rio+20, em junho, o presidente eleito, Sauli Niinistö, e atual presidenta, Tarja Halonen, que virá ao Brasil na condição de co-chefe do Painel de Alto Nível em Sustentabilidade Global.

Manifestei ao Primeiro-Ministro a preocupação do Brasil com a situação econômica da Europa. Faço votos de que aquele continente encontre o caminho do crescimento econômico fundamental para o bem-estar dos povos europeus e, também, para evitar que as repercussões negativas da crise prejudiquem os esforços de desenvolvimento de outras regiões do mundo.           Agradeci ao apoio finlandês e a participação do Brasil na condição de membro permanente em um Conselho de Segurança da ONU ampliado. O Brasil apoia as atividades de grupos de amigos da mediação criado por Finlândia e Turquia para promover o uso desse instrumento na prevenção e resolução de conflitos. Essa iniciativa constitui exemplo concreto da importância que nossos países emprestam à negociação, o que é imprescindível hoje, mais do que nunca, para evitar o recurso à força, que muitas vezes só agravam os conflitos que almeja resolver. Brasil e Finlândia partilham o mesmo ideal de paz e cooperação entre os Estados.

Agradeço ao primeiro-ministro Katainen em sua visita ao Brasil e vejo essa visita como a primeira de muitas, de muitas mesmo oportunidades de trabalhos conjuntos entre os nossos países, criando uma parceria entre nós. Viva Finlândia, viva o Brasil.

 

Ouça a íntegra da declaração (06min37s) da Presidenta Dilma