Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após audiência com o Governador-Geral do Canadá, David Johnston

Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após audiência com o Governador-Geral do Canadá, David Johnston

por Portal do Planalto publicado 24/04/2012 18h29, última modificação 04/07/2014 20h11
Presidenta Dilma reitera que o Brasil tem grande interesse na presença David Johnston na conferência Rio+20 uma vez que o Canadá e o Brasil são dois grandes países que possuem florestas, que têm um comprometimento com uma matriz energética renovável, que têm um compromisso com a preservação do meio ambiente

 

Palácio do Planalto, 24 de abril de 2012

 

Primeiro, eu queria iniciar cumprimentando o senhor Governador-Geral do Canadá, David Johnston, e dizendo do meu imenso prazer de recebê-lo aqui no Brasil. Acredito que nós damos mais um passo na aproximação cada vez maior entre os nossos países, que dividimos este hemisfério.

Queria agradecer essa contribuição que o Canadá, através das palavras do Governador-Geral, dá ao Programa Ciência sem Fronteiras. Eu acredito que essa oferta do Canadá, das 12 mil bolsas para estudantes brasileiros, é uma das grandes contribuições individuais de países para o nosso Programa. E, sem dúvida, a qualidade das instituições acadêmicas do Canadá e as relações que estas bolsas permitem para os estudantes brasileiros, com o estudo acadêmico e estágios empresariais, vão fazer, sem dúvida, diferença, dentro do Programa Ciência sem Fronteiras.

Nada pode aproximar mais dois países do que essas relações que estabelecem, no campo da educação de qualidade, da ciência, da tecnologia e da inovação. O Canadá também é um grande parceiro do Brasil ao nos fornecer a tecnologia de um processo, que nós consideramos muito importante, muito importante, o Mulheres Mil. Esse projeto de formação e de capacitação de mulheres é estratégico em um país como o nosso, não só porque as mulheres ocupam, na sociedade brasileira, um papel de destaque, quando se trata do cuidado da família e dos filhos, mas também porque nós estamos em um processo de assegurar e de garantir uma presença das mulheres na sociedade brasileira. Por isso, também, além do Ciência sem Fronteiras, agradecemos a parceria do Canadá no Mulheres Mil, que nós queremos que seja Mulheres Um Milhão, que é a capacitação profissional de mulheres.

Dentro da característica que nós pretendemos que seja a maior do nosso relacionamento e a cooperação em ciência, tecnologia e inovação, eu queria saudar a realização, na próxima sexta-feira, dia 27, do Fórum de Nações Inovadoras Brasil-Canadá, em São Paulo, no contexto da visita do Governador-Geral ao Brasil.

Também gostaria de destacar a importância que o Brasil atribui ao Canadá numa parceria sobre desenvolvimento de satélites e monitoramento meteorológico. Temos um grande potencial para desenvolver relações comerciais, o que será extremamente importante no quadro das relações do nosso hemisfério.

Gostaria também de destacar que nós estamos em vias de iniciar o Fórum, que o Primeiro-Ministro Harper, quando veio ao Brasil, deu a partida, que é o Fórum dos Altos Executivos, Fórum dos CEOs Brasil-Canadá. A sessão brasileira vai ser presidida pelo Murilo Ferreira, da Vale do Rio Doce. E nós temos certeza que, também, todos os empresários que participarão do Fórum pelo lado brasileiro são muito representativos. E temos certeza que também aqueles do lado canadense, também, têm uma grande representatividade.

Queria reiterar que o Brasil tem grande interesse na presença tanto do Governador-Geral do Canadá, David Johnston, quanto do Primeiro-Ministro Harper na conferência Rio+20, uma vez que o Canadá e o Brasil são dois grandes países que possuem florestas, que têm um comprometimento com uma matriz energética renovável, que têm um compromisso com a preservação do meio ambiente.

Ouça a íntegra da declaração (08min50s) da presidenta Dilma Rousseff