Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Brinde da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante almoço em homenagem ao Presidente do Egito, Mohamed Morsi

Brinde da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante almoço em homenagem ao Presidente do Egito, Mohamed Morsi

por Portal do Planalto publicado 08/05/2013 16h36, última modificação 04/07/2014 20h17

 

Palácio Itamaraty, 08 de maio de 2013

 

Excelentíssimo senhor Mohamed Morsi, presidente da República Árabe do Egito,

Senhor Michel Temer, vice-presidente da República,

Senhoras e senhores Ministros de Estado e integrantes das delegações do Egito e do Brasil,

Senhoras e senhores deputados federais Nelson Pellegrino, presidente da Comissão de Relações Exteriores; Perpétua Almeida; Nelson Marquezelli,

Senhoras e senhores empresários,

Senhoras e senhores membros da Comunidade Árabe no Brasil,

Senhoras e senhores jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas,

Senhoras e senhores,

 

Presidente Morsi, é uma alegria e uma honra sua visita. Vossa Excelência é o líder de um novo Egito, um país que vive grandes transformações que refletem a força popular de um movimento pela construção da democracia e da justiça social.

No momento em que o Egito escreve essa nova página em sua história, o Brasil quer trabalhar com determinação para que nossa parceria esteja à altura do que nossos países representam em suas respectivas regiões do mundo.

Foi com especial satisfação que identificamos, em nossa conversa na manhã de hoje, vertentes promissoras de cooperação e de diálogo, proximidades enormes e determinação comum de enfrentar os desafios e resolvê-los.

Alegrou-me, em particular, verificar seu especial interesse em nossa experiência na elaboração e implementação de políticas sociais, com ênfase na erradicação da pobreza e no combate à fome. Também me comoveu a determinação do Egito e do senhor em levar o desenvolvimento, cada vez mais, àquele país.

Desde as mudanças históricas no Egito, em 2011, nossas equipes já deram passos importantes para moldar uma nova agenda de cooperação, que espero possa avançar em setores relevantes para o desenvolvimento de nossos países, como as áreas da energia, da ciência e tecnologia, na área da defesa, na área da cultura, da educação.

Queremos aumentar as nossas relações econômico-comerciais. Contamos com a visão empreendedora dos nossos setores empresariais privados. Será muito importante o encontro econômico e comercial a ser realizado em São Paulo amanhã, com a participação de Vossa Excelência.

Meu caro presidente Morsi,

Acolhemos com satisfação a determinação de seu governo em intensificar as relações com os países em desenvolvimento. O diálogo e a cooperação Sul-Sul são imprescindíveis no processo de construção de uma ordem multipolar, onde prevaleça a justiça, a solidariedade, a inclusão social e o respeito às diversas visões de mundo. Juntos, Brasil e Egito poderão se empenhar, cada vez mais, na reforma da governança.

Ao dirigirmos nosso olhar para as questões de paz e segurança internacionais, não poderia deixar de mencionar conflitos que afetam a todos nós e aos egípcios ainda de mais perto. É preciso superar a paralisia que domina o processo de paz entre Israel e Palestina. É preciso valorizarmos o papel mediador do Egito no Oriente Médio e estendermos nossa mão para que, juntos, Brasil e Egito possam trabalhar ainda mais para a superação negociada de conflitos e construção de um mundo de paz.

Querido Presidente,

Caros integrantes da comitiva da República Árabe do Egito,

O Brasil tem uma significativa herança árabe em sua formação. Da Península Ibérica recebemos o que havia ficado do grandioso período chamado de convivência. Somos sempre surpreendidos por um passado distante que permanece vivo, no indispensável pandeiro de nossas rodas de choro e de samba, na sonoridade familiar de crianças cantando a tabuada e soletrando, juntas, como nas escolas islâmicas.

A comunidade de ascendência árabe no Brasil é estimada em 12 milhões de pessoas, a maior fora do Oriente Médio. Aqueles que aqui chegaram integraram a nossa nação e foram acolhidos em nossa sociedade, e têm contribuído, significativamente, em todas as áreas, da medicina ao comércio, do desenvolvimento acadêmico à literatura e à política. Na literatura, aliás, alguém aqui não deixa de conhecer, da obra de Jorge Amado, a quantidade de Nassibs, Abdallahs, Chafiques.

Esses elementos deverão, certamente, servir de ponte para uma crescente aproximação entre nossos povos, uma aproximação que, como pudemos confirmar hoje, está também fundada em grandes afinidades e que é animada pelo propósito de estreitar, cada vez mais, os laços entre os dois países em um caminho comum de desenvolvimento e de democracia, de construção econômica, social e política.

É com esse espírito que convido todos a erguerem, em comemoração à amizade entre o Egito e o Brasil, e às perspectivas renovadas que se abrem para nossa história comum, uma saudação ao Presidente Morsi, ao povo do Egito e à delegação que o acompanha.

 

Ouça a íntegra (07min30s) do brinde da Presidenta Dilma