Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Discursos > Discursos da Presidenta > Brinde da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante almoço em homenagem ao presidente da República francesa, François Hollande, e senhora Valérie Trierweiler - Brasília/DF

Brinde da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante almoço em homenagem ao presidente da República francesa, François Hollande, e senhora Valérie Trierweiler - Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 12/12/2013 16h26, última modificação 04/07/2014 20h20

 

Palácio Itamaraty, 12 de dezembro de 2013

  

Excelentíssimo senhor François Hollande, presidente da República Francesa, e senhora Valérie Trierweiler,

Senhor Michel Temer, vice-presidente da República,

Senhor Renan Calheiros, presidente do Senado Federal,

Ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal,

Senhoras e senhores ministros de Estado e integrantes das delegações da França e do Brasil,

Senhor governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz,

Senhores senadores José Sarney, Fernando Collor de Mello, ex-presidentes da República,

Senhor presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, Ricardo Ferraço,

Senhores deputados federais Nelson Pellegrino, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados.

Senhor Hugo Napoleão, da Comissão Brasil-França,

Senhoras e senhores empresários, acadêmicos e dirigentes de instituições de ensino e pesquisa da França e do Brasil.

Senhores integrantes das delegações brasileiras e francesas,

Senhoras e senhores jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas,

Senhoras e senhores,

 

Receber o presidente e amigo François Hollande é uma ocasião especial. Quem nos visita não é apenas o Chefe de Estado de uma grande nação, trata-se também do governante do país que é aliado estratégico do Brasil, de um verdadeiro amigo do nosso país.

Em 2012, o recém-eleito presidente da França não poupou esforços para deslocar-se de Los Cabos, no México, onde assistíamos a Cúpula do G20, a fim de participar, aqui no Brasil, da Conferência Rio+20. A cada visita recordamos os laços históricos que unem nossos países. São muitos os valores compartilhados por nossos povos. É profunda a influência das ideias e das lutas que marcaram a história dos franceses na cultura política brasileira. Quando minha geração insurgiu-se contra a ditadura em meu país, nossa luta em muito se inspirou no ambiente de contestação libertária e de possibilidades múltiplas de maio de [19]68.

Hoje, a parceria entre a França e o Brasil sustenta-se igualmente no propósito compartilhado de consolidar uma relação mutuamente vantajosa. Assenta-se no interesse comum de construir uma ordem internacional, multipolar e multilateral, que promova o desenvolvimento sustentável com justiça social e paz para todos. Move-nos a convicção de que França e Brasil possuem atributos estratégicos muito complementares – o dinamismo econômico e as dimensões do mercado brasileiro, a autonomia tecnológica e o progresso técnico franceses – para que fortaleçamos nossos respectivos projetos nacionais. E, mais do que isso, possuem uma tradição de atuação soberana na cena global, que lhes permite contribuir decisiva e conjuntamente para a construção de um mundo livre da opressão econômica, social e política.

Amigo presidente,

Examinamos hoje as manifestações mais diversas de nossa parceria. Ela abrange a cooperação nos domínios de alta tecnologia e dos produtos de defesa, o pleno aproveitamento do potencial de nossos mercados e nossos recursos, a comunhão de esforços na formação intelectual de nossos jovens e, como já mencionei, o diálogo franco sobre os temas de governança global.

Expressei ao presidente Hollande minha satisfação com o andamento dos programas bilaterais de submarinos e helicópteros. Expressei a minha satisfação com o novo campo promissor que se abre em nossa parceria, como demonstra a escolha da empresa Thales Alenia para o fornecimento de nosso satélite geoestacionário; com a aquisição de um supercomputador; com o Programa Ciência sem Fronteiras, que já tem na França um dos principais destinos de estudantes brasileiros. O vibrante e diversificado vínculo entre nossas economias explica o expressivo intercâmbio comercial bilateral, bem como os crescentes fluxos de investimento de lado a lado.

Cientes desse enorme potencial que podemos desenvolver, o presidente Hollande e eu decidimos lançar hoje o Fórum Econômico Brasil-França, e amanhã participaremos juntos no Encontro Econômico França-Brasil, em São Paulo.

Ao renovar nossa parceria, quero recordar o quanto ela representa para um segmento muito especial de franceses e brasileiros, aqueles que convivem em nossa fronteira comum entre o Amapá e o Departamento Ultramarino da Guiana, nossa fronteira com a França. Esses cidadãos têm na integração e na cooperação a melhor garantia de mais progresso material e maior abertura ao mundo. Por isso, é muito importante esta aprovação, nos nossos Parlamentos, do acordo de proteção à questão relativa às práticas de garimpo ilegal, é o acordo contrário a essas práticas de garimpo ilegal.

Em 2014, nossa paixão comum pelo futebol vai encontrar seu momento mágico por ocasião da Copa do Mundo que sediaremos. Desejo muita sorte à seleção francesa, já expliquei que exceto contra o Brasil. Tenho certeza que realizaremos aqui a melhor edição do Mundial de Futebol de todos os tempos, a Copa das Copas. Todas as seleções campeãs participarão deste evento de uma forma muito especial.

Com essas considerações, amigo presidente, permita-me dizer-lhe, uma vez mais, a honra e a alegria que temos em recebê-lo entre nós. Convido todos a erguer um brinde à saúde e felicidade do presidente François Hollande, à de sua esposa, seus colaboradores, seus concidadãos, e à sólida amizade entre o Brasil e a França. Saúde.

 

Ouça a íntegra (08min04s) do brinde da Presidenta Dilma