Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 08/08/2011 12h56, última modificação 03/11/2014 17h26
A Presidenta fala sobre o Plano Safra, que disponibilizará R$ 107 bilhões para os agricultores, para investimento, compra de sementes, preparo da terra, compra de novas máquinas e financiamento da comercialização da produção do próximo ano

Rádio Nacional, 27 de junho de 2011

Luciano Seixas: Olá, eu sou Luciano Seixas, e estou aqui para mais um “Café com a Presidenta”, o nosso encontro semanal com a presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, Presidenta.

Presidenta: Bom dia, Luciano. Bom dia a todos que nos acompanham hoje.

Luciano Seixas: Presidenta, na próxima sexta-feira começa um novo ano para os agricultores. A gente sabe que todo ano o governo coloca à disposição dos produtores dinheiro para financiar os negócios agrícolas. O que está previsto para esta safra 2011/2012?

Presidenta: Em primeiro lugar, Luciano, é o maior valor já destinado a um Plano Safra no país: teremos R$ 107 bilhões. Com esse dinheiro os produtores vão poder investir, comprar sementes, preparar a terra, comprar novas máquinas e financiar a comercialização da produção do próximo ano. Para nós é importante que os agricultores tenham condições de aumentar a produção e ter mais renda. Sabe por que, Luciano? Porque os benefícios voltam para o povo brasileiro em forma de alimento, de mais emprego e de lucro para o próprio país, com as exportações. E tem mais, quando produzimos mais alimentos, os preços para o consumidor tendem a cair, ou seja, todo mundo ganha.

Luciano Seixas: E o Brasil se mantém como um dos maiores produtores de alimentos do mundo.

Presidenta: Exatamente, Luciano. A safra que está se encerrando já é recorde, com uma produção de quase 162 milhões de toneladas. É muita coisa, Luciano. Com esse plano, esperamos alcançar um novo recorde de produção no próximo ano. Em termos de alimentos, o Brasil se orgulha de ser uma grande potência produtora de alimentos. Somos os maiores produtores exportadores do mundo de suco de laranja, de carne, de açúcar, de café. E vamos manter essa posição e avançar um pouco, mas o importante é colocar isso tudo à disposição das pessoas. Acima de tudo, Luciano, estamos garantindo alimentação de qualidade para os brasileiros e para quem compra nossos produtos no exterior.

Luciano Seixas: Mas como é que fica aquele produtor que está no meio, não é grande e nem pequeno. Tem incentivo para ele esse ano?

Presidenta: Olha, Luciano, tem, sim. Os produtores médios são uma parcela cada vez maior dos empreendedores agrícolas. E essa parcela, Luciano, precisa ser tratada de forma diferente. Por isso nós estamos aprimorando as ações para o médio produtor, que vai ter mais crédito e melhores condições de financiamento pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor. Vão ser mais de R$ 8 bilhões. E também ampliamos o limite da renda para que um agricultor possa participar. Assim, mais produtores vão poder pegar empréstimo com juros mais baixos.

Luciano Seixas: Uma novidade do Plano Safra deste ano é a ampliação do crédito destinado aos criadores de gado, os pecuaristas. Por quê?

Presidenta: Veja, Luciano, o Brasil é um grande produtor e exportador de carne. Esse setor cresceu nos últimos anos, mas poderia ter crescido muito mais e melhor. Por isso, vamos abrir linhas de crédito e dar financiamento de até R$ 750 mil para que o pecuarista compre vacas e touros para melhorar seu rebanho. Vai ter também crédito para a recuperação de pastagens. Com isso vamos diminuir o desmatamento. Tem muita terra boa que pode ser recuperada e produzir mais carne para nós e para o mundo.

Luciano Seixas: Presidenta, outra novidade é a parte do Plano Safra que vai para o Programa Agricultura de Baixo Carbono. A senhora pode explicar como funciona esse Programa?

Presidenta: Claro, Luciano. Esse Programa foi criado para ajudar nossos produtores agrícolas a adotar técnicas de produção que contribuam para diminuir os efeitos da mudança do clima. Vamos mostrar que o Brasil sabe combinar preservação ambiental com a produção sustentável de alimentos.

Luciano Seixas: E os pequenos agricultores, haverá para eles também um Plano Safra, Presidenta?

Presidenta: Com certeza, Luciano. O Brasil tem uma importante agricultura familiar. Mais de 4,5 milhões de pequenos agricultores familiares estão espalhados por todo o território brasileiro. Nós vamos, na sexta-feira próxima, dia 1º de julho, lançar, em Francisco Beltrão, no Paraná, o Plano Safra da Agricultura Familiar.

Luciano Seixas: Para terminar a nossa conversa, Presidenta, ontem o ex-ministro brasileiro José Graziano da Silva foi eleito diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO na sigla em inglês. Essa eleição tem muita importância para o Brasil, não é?

Presidenta: É, sim, Luciano. Significa o reconhecimento, por parte das Nações Unidas, da contribuição que o Brasil tem dado para as ações de combate à fome. É muito importante porque agora começam as discussões em torno da necessidade de produção de alimentos para as gerações futuras. O governo brasileiro demonstrou, nas suas políticas, que é preciso que o alimento chegue a todos. Demos nossa contribuição. O nosso querido amigo Graziano terá todo o apoio do governo brasileiro para levar essas soluções à FAO, mostrando que é possível compatibilizar o combate à fome, a melhoria de renda dos agricultores e uma produção de alimentos que só cresce em quantidade e produtividade.

Luciano Seixas: E o nosso tempo hoje chegou ao fim. Obrigado, presidenta Dilma, e até a próxima semana.

Presidenta: Obrigado a você, Luciano. Tchau!

Luciano Seixas: Você pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos segunda-feira, até lá.

Ouça a íntegra da entrevista (06min20s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta