Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 12/08/2011 16h33, última modificação 03/11/2014 17h26
A Presidenta Dilma conversa sobre o lançamento do Plano Brasil sem Miséria no Nordeste e fala sobre as ações que serão implementadas na região, tais como o programa Água para Todos, apoio à agricultura familiar com orientação de técnicos rurais, distribuição de sementes e comercialização de produtos, e ampliação de serviços públicos

Rádio Nacional, 1º de agosto de 2011


Luciano Seixas: Olá, eu sou Luciano Seixas, e a partir de agora você acompanha o “Café com a Presidenta”, o nosso encontro semanal com a presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, Presidenta.

Presidenta: Bom dia, Luciano. Bom dia para todos que nos ouvem hoje.

Luciano Seixas: Presidenta, a senhora foi a Alagoas, na semana passada, para o lançamento do Plano Brasil sem Miséria no Nordeste. Que ações vão ser feitas, na prática?

Presidenta: Olha, Luciano, nós acabamos de lançar uma das ações prioritárias do Plano, que é o programa Água para Todos. É um programa muito importante, sobretudo para o Nordeste, e esperamos obter o mesmo sucesso que tivemos com o Luz para Todos, que mudou a vida de tanta gente ao fornecer energia elétrica a 2,8 milhões de moradias em todo o país. Essas pessoas, Luciano, saíram da época do candeeiro e passaram à modernidade, com a luz elétrica. O Água para Todos vai levar, também, água para todo mundo no semiárido nordestino, beneficiando 750 mil famílias que vivem em áreas rurais do semiárido. Vamos fazer isso, Luciano, com a construção de milhares de cisternas, barragens, barraginhas e sistemas simplificados de irrigação. O Água para Todos é uma ação fundamental para que essas famílias extremamente pobres possam produzir mais e sair da miséria. Com ele, Luciano, vamos garantir a todos os sertanejos o direito tão elementar e tão necessário à vida e ao desenvolvimento, que é a água.

Luciano Seixas: Além do Água para Todos, a senhora lançou, em Alagoas, outras ações para a agricultura familiar, não é?

Presidenta: Isso mesmo, Luciano. Vamos melhorar e apoiar a produção de 250 mil famílias de agricultores extremamente pobres até 2014. Eu autorizei a contratação de centenas de técnicos rurais para auxiliar os agricultores familiares no plantio. Esses profissionais, Luciano, vão dar orientações sobre as melhores técnicas de plantação e quais os equipamentos mais adequados. Além de orientação técnica, essas famílias vão receber sementes de qualidade, produzidas pela Embrapa, e R$ 2.400,00 para investir na terra e melhorar a sua produção.

Luciano Seixas: Mas tem também que cuidar da comercialização dos produtos. Tem alguma ação para isso, Presidenta?

Presidenta: Tem, sim, Luciano. Um bom exemplo já aconteceu no Nordeste, na semana passada. Fizemos uma parceria inédita, sabe com quem, Luciano? Com os supermercados. Eles vão comprar e vender a produção de agricultores familiares extremamente pobres. Os supermercados já estão comprando farinha, de Alagoas; laranja, de Sergipe; e geleias e doces, da Bahia.

Luciano Seixas: Além dos supermercados, o governo é também um importante comprador desses produtos, não é, Presidenta?

Presidenta: Claro que sim, Luciano. O presidente Lula iniciou uma experiência de muito sucesso, a partir de 2004, que é o programa de compra de alimentos da agricultura familiar, aquele que a gente chama de PAA. Nós estamos expandindo o orçamento do PAA, agora, para R$ 793 milhões. E tem também os recursos da merenda escolar. Por lei, 30% do dinheiro que o governo gasta com a merenda escolar devem ser aplicados em compras da agricultura familiar. A venda dos produtos vai aumentar também a renda dos agricultores familiares mais pobres.

Luciano Seixas: Presidenta, a senhora também anunciou ações de saúde para a população extremamente pobre. Que serviços são esses?

Presidenta: Olha, Luciano, um dos compromissos do Plano Brasil sem Miséria é levar à população extremamente pobre os serviços públicos, e com qualidade. Estamos começando a fazer isso na área da saúde. Vamos construir mais de 1.200 Unidades Básicas de Saúde, as chamada UBSs. Só no Nordeste, Luciano, serão 638 UBSs. Vamos oferecer também mais de 7 milhões de consultas e mais de 3 milhões de óculos para estudantes do Ensino Fundamental e do Programa Brasil Alfabetizado. Não sei se você sabe, Luciano, mas muita gente desiste de estudar, simplesmente porque não enxerga bem. Outra medida é a instalação de 45 centros odontológicos e outras mais 90 unidades móveis, que vão garantir o fornecimento de quase meio milhão de próteses dentárias – as dentaduras, Luciano. Além de saúde, o Brasil sem Miséria vai ampliar o acesso da população extremamente pobre à educação, à moradia, à luz elétrica, saneamento e proteção social. Tirar as famílias mais necessitadas da pobreza extrema é um compromisso do nosso governo, e é importante para todo o Brasil.

Luciano Seixas: É isso aí. O nosso encontro de hoje acabou, Presidenta. Obrigado à senhora e até a semana que vem.

Presidenta: Muito obrigada a você, Luciano. E um bom dia para todos aqueles que nos acompanharam até agora.

Luciano Seixas: Você pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos na segunda-feira, até lá.

 

 

Ouça a íntegra da entrevista (05min57s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta.