Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 28/06/2011 17h41, última modificação 03/11/2014 17h25
A presidenta fala no programa sobre a distribuição gratuita de medicamentos para hipertensão e diabetes

Rádio Nacional, 07 de fevereiro de 2011

Luciano Seixas: Oi, gente! Eu sou o Luciano Seixas e estamos hoje estreando o “Café com a Presidenta”, uma conversa semanal que teremos toda segunda-feira com a presidenta Dilma Rousseff. Olá, Presidenta. Bem-vinda ao nosso “Café”!

Presidenta: Olá, Luciano, tudo bem?

Luciano Seixas: Tudo.

Presidenta: É uma alegria, viu, Luciano, começar hoje o “Café”. Eu gosto muito de falar no rádio porque ele chega aos lugares mais distantes, e as pessoas podem escutar os programas e continuar o que estão fazendo. Eu quero fazer deste “Café” um ponto de encontro entre mim e o povo brasileiro. Toda semana, Luciano, eu quero ter uma conversa com você e com os amigos e as amigas que estão me ouvindo, sobre o nosso país. Falar do que temos feito e falar também do que pretendemos fazer para melhorar a nossa vida e discutir os desafios que certamente vão aparecer.

Luciano Seixas: Presidenta Dilma, a senhora anunciou esta semana a gratuidade dos medicamentos para hipertensão e diabetes. A notícia foi recebida com entusiasmo por muita gente porque esses medicamentos saem caro, representam um sacrifício grande, não é?

Presidenta: É verdade. Nós sabemos, Luciano, que muitas pessoas morrem ou desistem do tratamento, e nem vão ao médico porque não têm dinheiro para comprar remédio. E as doenças, muitas vezes, são consequências de uma vida muito dura. É por isso que a partir de agora nós vamos distribuir de graça os remédios para as pessoas com hipertensão e para as pessoas com diabetes. Você sabe, os medicamentos são o item que mais pesa no bolso das famílias mais pobres. Uma parte bem maior da renda da população mais pobre é gasta com remédio, enquanto que, para os ricos, essa despesa pesa bem menos. Por isso o meu compromisso com a erradicação da miséria passa pelo programa "Saúde Não Tem Preço".

Luciano Seixas: E o bom é que qualquer pessoa vai poder receber esses remédios de graça, sem burocracia.

Presidenta: Exatamente, Luciano. Por exemplo, você que está nos ouvindo e precisa poderá receber de graça o seu remédio para hipertensão ou para diabetes nas farmácias perto de sua casa que tenham uma plaquinha escrita: "Aqui Tem Farmácia Popular". Basta que tenha a receita de seu médico. O que nós queremos é que todas as pessoas que tenham diabetes ou tenham hipertensão façam o tratamento completo, sem parar. Por isso o remédio vai ser de graça. Nós vamos começar a distribuir os remédios de graça a partir do dia 14 de fevereiro, a próxima segunda-feira.

Luciano Seixas: Presidenta, a gente sabe que várias outras doenças fazem parte do programa "Aqui Tem Farmácia Popular". Porque, então, o remédio de graça para quem tem diabetes e hipertensão, a chamada pressão alta?

Presidenta: Ah, é porque essas são as doenças que atingem o maior número de brasileiros e brasileiras, estão entre as que mais matam no Brasil. Quarenta milhões de pessoas no Brasil ou têm diabetes ou tem hipertensão, e algumas têm as duas doenças combinadas. Aliás, a hipertensão é a maior causa das mortes por derrame cerebral. E o pior: muita gente nem sabe que tem pressão alta ou diabetes. Agora, como sabemos que essas doenças são perfeitamente controláveis se forem tratadas, a minha preocupação é que as pessoas tenham acesso ao tratamento.

Luciano Seixas: Então, ouvinte, você já sabe: a partir de segunda-feira que vem, dia 14, se você é portador de hipertensão ou diabetes, poderá pegar o medicamento nas farmácias credenciadas.

Presidenta: Isso mesmo. É só procurar uma farmácia ou drogaria que tenha a plaquinha "Aqui Tem Farmácia Popular" e receber o seu remédio mediante a apresentação da sua receita médica e do comprovante da sua identidade.

Luciano Seixas: Agora, além de diabetes e da hipertensão, permanecem os descontos para outros medicamentos, não é mesmo?

Presidenta: É claro, viu, Luciano, que os descontos vão permanecer. Hoje mais de 1 milhão de pessoas recebem remédios com grandes descontos nas farmácias do programa "Aqui Tem Farmácia Popular". São remédios para tratamento de asma, colesterol alto, rinite, Mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma. Até é bom que se diga: nas farmácias "Aqui Tem Farmácia Popular" também você tem acesso a fraldas geriátricas com grandes descontos.

Luciano Seixas: Presidenta, obrigado por trazer ao nosso primeiro “Café” informações sobre a distribuição gratuita de remédios para hipertensão e diabetes, tão importante para a vida de milhões de brasileiros.

Presidenta: Olha, Luciano, eu estou muito feliz por conversar sobre isso aqui com vocês, no “Café com a Presidenta”. Agora, tem uma coisa, e eu quero dizer isso para o amigo e para a amiga que estão nos escutando. Eu não quero voltar aqui para dizer que aumentou o número de pacientes que compram remédios, porque o melhor é não ficar doente. O mais importante é você – amigo e amiga que me ouvem – cuidar da saúde, ter uma boa alimentação, fazer exercícios físicos. Quem usa esses medicamentos para diabetes e hipertensão sabe que a receita médica tem um prazo de validade. É importante voltar ao médico.

Luciano Seixas: Obrigado, então, presidenta Dilma Rousseff, por essa primeira conversa, e até a próxima semana.

Presidenta: Olha, Luciano, obrigada a você, e um abraço aos ouvintes que estão nos escutando.

Luciano Seixas: Você pode acessar este programa na internet. O endereço é www.cafe.ebc.com.br. O “Café com a Presidenta” volta na próxima segunda-feira. Até lá!

Ouça a íntegra da entrevista (06min01s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta