Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff - Especial Paraná

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff - Especial Paraná

por Portal do Planalto publicado 17/10/2011 09h32, última modificação 03/11/2014 17h26
Presidenta Dilma Rousseff fala sobre transporte coletivo no Paraná

Rádio Nacional, 17 de outubro de 2011

 

Luciano Seixas: Olá, bom dia. Eu sou Luciano Seixas e, a partir de agora, você acompanha o “Café com a Presidenta”, o nosso encontro semanal com a presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, Presidenta.

Presidenta: Bom dia, Luciano. E o meu bom dia aos paranaenses que nos acompanham hoje neste programa especial para o Paraná.

Luciano Seixas: Presidenta, melhorar o transporte público é um desafio para as grandes cidades brasileiras. O governo federal pode ajudar a resolver esses problemas?

Presidenta: Pode, sim, Luciano, e nós já estamos fazendo isso. Embora a responsabilidade sobre o transporte urbano seja dos municípios, o governo federal está investindo fortemente nessa área. Nós vamos investir R$ 30 bilhões em obras de mobilidade urbana para melhorar o transporte coletivo por todo o país. Vamos ajudar a construir metrôs, corredores exclusivos de ônibus, Veículos Leves sobre Trilhos, e vamos também investir na integração desses vários tipos de transporte. Como você sabe, Luciano, a população passa boa parte de seu tempo se deslocando entre a casa, o trabalho, a escola e para outras atividades. Obras como essas não sairiam do papel sem a participação do governo federal, sem uma parceria entre o governo federal, os governos dos estados, Luciano, e as prefeituras.

Luciano Seixas: Presidenta, o metrô de Curitiba, que a senhora anunciou na última quinta-feira, é parte desse plano? Como vai ser esse investimento?

Presidenta: Olha, Luciano, nós decidimos investir na construção do metrô de Curitiba. Esse projeto será construído com o dinheiro do governo federal, no programa PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades, e a parceria com a prefeitura e o governo do estado. O governo federal, Luciano, ele vai investir R$ 1,75 bilhão para a construção do metrô de Curitiba. Isso representa quase 80% dos recursos necessários para a execução da obra. Um bilhão [de reais], para você ter uma ideia, Luciano, sairá diretamente do orçamento do governo federal e é recurso a fundo perdido – 1 bilhão que a prefeitura e o estado não precisam devolver. Também vamos emprestar mais [R$] 750 milhões ao estado do Paraná e à prefeitura de Curitiba, com juros baixos. A prefeitura, por sua vez, vai investir outros R$ 500 milhões. Curitiba é um exemplo, há muito tempo, de modernidade no transporte público do país, e a sua experiência nesta atividade foi copiada por muitos países. Em Curitiba, temos pistas exclusivas para ônibus e um sistema de integração do transporte coletivo que, sem dúvida nenhuma, melhora o trânsito na cidade e dá grande agilidade e conforto aos passageiros. Mas esses corredores vão, progressivamente, ficar saturados por causa do próprio crescimento da região metropolitana. Então, o metrô será muito importante para manter a qualidade do transporte coletivo na capital do Paraná.

Luciano Seixas: E como será essa primeira etapa do metrô, Presidenta?

Presidenta: Olha, Luciano, na primeira fase, o metrô vai substituir o corredor de ônibus que sai da Cidade Industrial e vai até o centro da cidade, na Rua das Flores – um trecho de 14 km, onde serão construídas 13 estações. E, quando o metrô entrar em operação, Luciano, ele vai transportar 460 mil passageiros por dia. Tudo isso com muito mais rapidez, conforto, segurança e a preços acessíveis à população.

Luciano Seixas: E como estão as obras para a Copa do Mundo em Curitiba?

Presidenta: Olha, Luciano, o governo federal está fazendo nove projetos de transporte urbano para a Copa do Mundo em Curitiba. São quase R$ 500 milhões para construir o corredor Aeroporto-Rodoferroviária e o Corredor Metropolitano, e também para requalificação do Corredor Marechal Floriano e da via de integração Radial Metropolitano. Vamos fazer também, Luciano, a extensão do Corredor Avenida Cândido Abreu e da Linha Verde Sul, e modernizar a Rodoferroviária da cidade e o Terminal Santa Cândida, além de implantar um moderno sistema de monitoramento do trânsito, Luciano.

Luciano Seixas: Presidenta, está aumentando o número de brasileiros que compram carro para não depender do transporte coletivo. É realmente necessário fazer todos esses investimentos no transporte público?

Presidenta: Olha, Luciano, cada vez mais brasileiros estão tendo oportunidade de comprar o seu próprio carro. É sinal de que a renda da população está melhorando e o país continua crescendo. Comprar seu próprio carro significa também ter um transporte para os dias de lazer, para que você possa passear com a sua família. Mas a solução do transporte nas grandes cidades está no investimento no transporte público de qualidade. Sem isso, as cidades se transformam num caos. Precisamos, Luciano, acabar com a ideia de que o transporte individual é para os ricos e o transporte coletivo é para os pobres. Vamos garantir qualidade para que todas as pessoas queiram utilizar o transporte público, o transporte coletivo, independentemente de sua renda. É assim nas grandes cidades dos países desenvolvidos. Queremos que seja assim também no Brasil: transporte público de qualidade e, ao mesmo tempo, o direito de ter acesso ao seu próprio carro.

Luciano Seixas: Presidenta, nosso tempo chegou ao fim. Obrigado por este “Café” especial.

Presidenta: Obrigada a você, Luciano. Um abraço e uma ótima semana para os nossos ouvintes do Paraná.

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos segunda-feira, até lá.

ouça a íntegra da entrevista (6min50s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta