Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 22/07/2013 09h26, última modificação 03/11/2014 17h27
A Presidenta Dilma Rousseff fala sobre o Pronatec, que alcançou a marca de 4 milhões de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional

Rádio Nacional, 22 de julho de 2013

Max Gonçalves: Olá, bom dia! Eu sou o Max Gonçalves e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Presidenta: Bom dia, Max! E bom dia a todos os ouvintes que nos acompanham hoje!

Max Gonçalves: Presidenta, hoje, eu queria conversar com a senhora sobre o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego, o Pronatec. Já tem muita gente estudando e aprendendo uma profissão com a ajuda do Pronatec, presidenta?

Presidenta: Olha, tem sim, viu? Para você ter uma ideia, o Pronatec alcançou a marca de 4 milhões de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional. Essa é uma notícia muito boa. São 4 milhões de jovens e trabalhadores que, graças ao Pronatec, têm agora acesso à formação profissional de qualidade, o que vai ajudar muito na busca por um bom emprego e por melhores condições de vida. Todos os cursos do Pronatec, Max, são de muito bom nível, oferecidos nas escolas do Sistema S, nas escolas técnicas federais, que são vinculadas aos chamados Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, os IFETs, nas escolas técnicas das redes estaduais e nas universidades. Em todas essas escolas, nós estamos construindo oportunidades para todos os brasileiros e brasileiras terem um curso técnico. Por isso, a gente diz que está construindo o futuro do Brasil.

Max Gonçalves: Presidenta, e que tipo de cursos que o Pronatec oferece?

Presidenta: Olha só, Max, o Pronatec atende três tipos de público: tem os cursos técnicos, que são cursos para estudantes de Ensino Médio, com duração média de um ano e meio; os cursos de qualificação profissional para os trabalhadores, que duram de dois a quarto meses; e os cursos para o Pronatec que nós chamamos Brasil sem Miséria, que é para a formação dos cadastrados no Bolsa Família, que também duram de dois a quarto meses. Eu queria te falar sobre os cursos técnicos, Max, eles são uma ótima opção para quem está fazendo ou já terminou o Ensino Médio e agora quer se especializar em uma área técnica e profissional. Veja só, 1,250 milhão de jovens, alunos do Ensino Médio das escolas públicas, fizeram ou estão fazendo um curso técnico do Pronatec. Esses jovens, Max, estão participando de um tipo de formação que já foi muito valorizada no nosso país e que agora nós retomamos, porque nós precisamos de técnicos muito bem formados para ajudar a melhorar a qualidade do emprego. Para que as pessoas possam ter um melhor salário, além de melhorar a produtividade da indústria, agregando valor aos nossos produtos e serviços, e assim, aumentando a competitividade da nossa economia.

Max Gonçalves: Presidenta, e o que governo está fazendo para ampliar as vagas do ensino técnico?

Presidenta: Olha, Max, são várias iniciativas. Estamos, por exemplo, expandindo a nossa rede federal de educação profissional e tecnológica. Vamos ter 208 novas escolas até o final de 2014. Dessas novas escolas, nós já temos 94 funcionando. Também estamos repassando recursos para que 539 municípios possam construir, reformar ou ampliar suas escolas técnicas profissionalizantes por meio de convênios com o MEC, o Ministério da Educação. Uma outra coisa muito importante, Max, o Senai está construindo 53 novas escolas por meio de um financiamento do BNDES. Veja você, Max, estamos determinados a formar os técnicos que vão ajudar a elevar a competitividade de nosso país. Agora eu quero aproveitar e contar para você uma novidade, para você e para nossos ouvintes.

Max Gonçalves: E que novidade é essa, presidenta?

Presidenta: Olha, Max, no dia 05 de agosto será aberto o Sisutec, que é o Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos. Com o Sisutec, nós estamos usando um modelo de sucesso do Sisu e do ProUni para preencher as vagas que estamos criando no ensino técnico. O Sisutec vai facilitar o acesso aos cursos técnicos do Pronatec para quem já terminou o Ensino Médio e agora quer fazer o ensino técnico. Primeiro, os institutos federais, as escolas do Sistema S, as escolas técnicas das redes estaduais e as universidades vão informar as vagas no cadastro do Sisutec. O estudante então, Max, consulta esse cadastro, faz a inscrição, indicando a escola e o curso de sua preferência. Em seguida, Max, é feita a seleção dos alunos, considerando a nota que receberam do Enem. Isso significa que quem concluiu o Ensino Médio e não teve acesso a uma universidade vai agora ter a oportunidade de fazer um bom curso técnico.

Max Gonçalves: Que tipo de curso técnico é oferecido no Pronatec, presidenta?

Presidenta: Max, os cursos do Pronatec estão sintonizados com as necessidades da nossa economia. São muitas opções. Por exemplo: Petróleo e Gás, Construção Naval, Automação Industrial, Eletrônica, Mecânica de Precisão, Petroquímica, Mineração, Informática, Telecomunicações, Portos, Transportes de Carga, Agropecuária, Meio Ambiente, Farmácia, Enfermagem e vários outros, Max. São cursos que preparam bem o estudante para ocupar as vagas que estão sendo criadas em todos os setores da nossa economia.

Max Gonçalves: Presidenta, os cursos de qualificação do Pronatec também ajudam a formar mão de obra especializada, não é?

Presidenta: É verdade, Max. Para progredir na vida ninguém pode parar. Então, Max, é fundamental continuar estudando, aprendendo coisas novas e melhorando o seu próprio conhecimento. Assim, o salário melhora também e você, trabalhador, garante um emprego mais qualificado. É para apoiar esses brasileiros, Max, que querem melhorar a sua colocação no mercado de trabalho, que o Pronatec tem milhões de vagas nos cursos de qualificação profissional, que são aqueles mais curtos, que duram de dois a quarto meses. Tem muito trabalhador, tem muita gente, Max, aproveitando essa oportunidade. Dois milhões e setecentos e cinquenta mil brasileiros e brasileiras já se matricularam nesses cursos.

Max Gonçalves: Presidenta, o Pronatec também está ajudando os brasileiros mais pobres a ter uma profissão?

Presidenta: Está sim, Max. O Pronatec tem uma parceria importantíssima com o programa Brasil sem Miséria, que tem sido um verdadeiro sucesso. Por meio dessa parceria, 572 mil pessoas que recebem o Bolsa Família ou que estão inscritas no Cadastro Único do governo já se matricularam para fazer um curso de graça. Veja bem, hein, Max, nós reservamos 1 milhão de vagas do Pronatec para os alunos do Brasil sem Miséria e mais da metade dessas vagas já foram ocupadas. São brasileiros e brasileiras que viram, no Pronatec, a oportunidade de aprender uma profissão, conseguir um emprego, recomeçar e melhorar de vida. Deixa eu te contar, Max, a história de Dona Antônia Jaques da Silva. A Dona Antônia eu conheci lá em Fortaleza na semana passada, quando eu participei da formatura do pessoal do Pronatec Brasil sem Miséria. A Dona Antônia trabalha desde os 19 anos, estava desempregada um ano e meio quando apareceu a oportunidade de fazer o curso de qualificação do Pronatec. Aí, ela fez o curso de frentista e no dia da formatura teve a Carteira de Trabalho assinada. Foi uma mudança importante na vida dela. Com o Pronatec Brasil sem Miséria, nós queremos multiplicar histórias de sucesso como a da Dona Antônia. E olha só, Max, não faltam mulheres determinadas como a Dona Antônia, pois eu não sei se você sabe que 70% dos alunos do Pronatec Brasil sem Miséria são mulheres, que querem uma formação profissional para conseguir um emprego melhor e melhorar a vida de suas famílias.

Max Gonçalves: E o que o pessoal do Cadastro Único tem que fazer para conseguir uma vaga nos cursos do Pronatec, presidenta?

Presidenta: Olha, é simples, viu, Max? É só procurar o CRAS, que é o Centro de Referência de Assistência Social, mais perto da casa da pessoa. Pois eles têm todas as informações sobre os cursos do Pronatec. São vários tipos de curso, por exemplo, Max, auxiliar administrativo, almoxarife, operador de caixa, vendedor, recepcionista, agente de informações turísticas, manutenção de computadores, torneiro mecânico, soldador, pedreiro, eletricista, azulejista, gesseiro, auxiliar de cozinha, garçom, balconista, manicure, esteticista, auxiliar de laboratório, agente de limpeza e conservação, desenhista, frentista e muitos outros, viu, Max? Além do curso ser de graça e de boa qualidade, os estudantes também recebem lanche e dinheiro para o transporte. Sabe, Max, nós sempre dissemos que o fim da miséria é só um começo. Com o Pronatec, nos estamos ajudando milhões de brasileiros e brasileiras a começar a dar mais um passo à frente, a avançar na conquista de uma vida cada vez mais digna e melhor.

Max Gonçalves: Presidenta, que conversa boa! Agora, infelizmente, o nosso chegou ao fim. Obrigado por mais esse Café.

Presidenta: Só mais uma coisa, Max. Todas as informações sobre o Pronatec também estão na internet, no site pronatec.mec.gov.br. Lá tem tudo bem explicadinho para quem está interessado em fazer um curso técnico ou de qualificação profissional. Obrigada, Max. Uma boa semana para você e para os nossos ouvintes que nos acompanharam até agora.

Max Gonçalves: Obrigado, presidenta. E você que nos ouve pode acessar esse programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. O Café com a Presidenta volta na próxima segunda-feira.

 

Ouça a íntegra da entrevista (10min31s) da Presidenta Dilma