Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 29/04/2013 08h46, última modificação 03/11/2014 17h27
Presidenta Dilma fala sobre o Fies, o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior

Rádio Nacional, 29 de abril de 2013


Luciano Seixas: Olá, você, em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Presidenta: Bom dia, Luciano! E bom dia para você que nos acompanha aqui no Café!

Luciano Seixas: Presidenta, hoje, eu queria falar com a senhora sobre um programa muito importante para a educação dos nossos jovens, o Fies.

Presidenta: Olha, Luciano, o Fies é o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, ele financia as mensalidades. Para você ter uma ideia, Luciano, hoje, mais de 12% das matrículas universitárias do país são feitas com o Fies, porque são 871 mil jovens de todo o Brasil que estão fazendo cursos universitários com o apoio do Fies. Quase 80% desses estudantes são de famílias com renda menor que um salário mínimo e meio por pessoa. Isso mostra que o Fies está ajudando os jovens mais pobres a realizar o sonho de fazer uma faculdade, de se formar no curso que escolheram e de conseguir um trabalho melhor.

Luciano Seixas: E o Fies tem crescido muito, presidenta?

Presidenta: Ah, tem crescido, sim, viu, Luciano! O programa vem aumentando a cada ano no meu governo. Veja você que, somente neste ano de 2013, 266 mil jovens assinaram o contrato do Fies para pagar a faculdade. E eu tenho certeza, Luciano, que chegaremos a 400 mil financiamentos até o final deste ano. Isso porque estamos facilitando a vida do aluno, ele pode assinar o contrato do Fies em qualquer época do ano, ele não precisa mais esperar o fim do ano ou o fim do semestre para pedir o financiamento.

Luciano Seixas: Presidenta, e como é que o aluno consegue o financiamento do Fies?

Presidenta: O primeiro passo é fazer o Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, que é também a porta de entrada para todos os outros programas de acesso à educação superior, como o ProUni, que oferece bolsas nas faculdades privadas; o Sisu, que é o Sistema de Seleção Unificado, para as universidades públicas; as cotas, nas universidades federais; e o Ciência sem Fronteiras, que dá acesso a cursos no exterior. Além de ter feito o Enem, o estudante precisa estar matriculado em uma faculdade inscrita no Fies. Vocês, jovens, podem encontrar todas essas informações lá na página do MEC na internet.

Luciano Seixas: E como é que o estudante paga o financiamento do Fies, presidenta?

Presidenta: O estudante do Fies paga 3,4% de juros ao ano e só vai começar a pagar o financiamento um ano e meio depois de formado. Além disso, o estudante tem tranquilidade para pagar o Fies, porque o prazo para ele quitar a dívida é três vezes o tempo do curso mais um ano. Todo o esforço do meu governo é para ajudar o nosso jovem a concluir seu curso e não deixar ninguém parar a faculdade no meio porque teve algum problema e não consegue mais pagar as mensalidades. Luciano, o Brasil precisa do talento de todos os brasileiros e brasileiras, e precisa garantir a todos eles o direito de estudar e de melhorar de vida. Uma outra questão importante, Luciano, é a necessidade de formar profissionais para as áreas que estão sendo cada vez mais procuradas pelas empresas brasileiras, que precisam de mão de obra qualificada.

Luciano Seixas: E como está a procura por estes cursos onde mais falta mão de obra?

Presidenta: Olha, Luciano, a procura está muito alta. Para você ter uma ideia, nós temos, por exemplo, 150 mil jovens estudando engenharia com o apoio do Fies, o que não é pouca coisa. E veja você que a área de engenharia é onde está hoje uma das maiores demandas que as empresas têm sobre o mercado de trabalho.

Luciano Seixas: E, além de engenheiros, o Brasil também precisa muito de médicos e professores. Como está a procura por estes cursos no Fies, presidenta?

Presidenta: Veja só, a cada ano, 17 mil estudantes entram em cursos de medicina no Brasil. No ano passado, mais de 7 mil desses estudantes entraram para uma faculdade de medicina por meio do financiamento do Fies. Ao todo, Luciano, o Fies financia hoje os estudos de 22 mil alunos de medicina em todo o país. Agora, Luciano, eu quero falar para você sobre outra área a qual nós estamos dando muita atenção: são os cursos de licenciatura que vão formar nossos futuros professores. Hoje, nós temos 82 mil jovens em cursos de licenciatura financiados pelo Fies. Nós, Luciano, precisamos de mais professores, precisamos que eles sejam cada vez mais qualificados para alfabetizar as nossas crianças na idade certa, para ampliar a educação em tempo integral e para melhorar a aprendizagem em todas as etapas da educação básica aqui no Brasil.

Luciano Seixas: Presidenta, e estes profissionais, os médicos e os professores, têm condições também especiais para o pagamento do Fies?

Presidenta: Têm sim, Luciano. Para eles terem o benefício de abater integralmente a dívida que contraíram quando fizeram, ou o curso de medicina ou de formação de professor, eles precisam trabalhar na rede pública de saúde, no caso do médico, ou dar aulas em escolas públicas, no caso do professor. Por exemplo, Luciano, depois de formados, para cada mês trabalhado no hospital ou em uma escola pública, a dívida do Fies diminui 1%. Então, o médico, em pouco mais de oito anos, pode pagar, com o trabalho, todo o financiamento do Fies, e o professor, a mesma coisa. Com o Fies, com o ProUni, com a ampliação das vagas nas nossas universidades federais e nos institutos tecnológicos, com a Lei de Cotas, nós estamos removendo aquelas velhas barreiras que durante muitos anos impediram os nossos jovens de entrar para uma universidade. Nós estamos fazendo uma transformação histórica no nosso país, estamos aumentando a chance que os nossos jovens têm de estudar, ter uma profissão, conseguir um bom emprego e melhorar a sua vida e a vida de sua família.

Luciano Seixas: Presidenta, a conversa está boa, mas o nosso tempo chegou ao fim. Obrigado por mais esse Café.

Presidenta: Obrigada, Luciano. Uma boa semana para você e um abraço para os nossos ouvintes. Até a semana que vem!

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Nós voltamos na próxima segunda-feira. Até lá!

 

Ouça a íntegra da entrevista (07min03s) da Presidenta Dilma