Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 17/10/2011 08h48, última modificação 03/11/2014 17h26
Presidenta Dilma fala sobre os investimentos do governo federal no transporte público

Rádio Nacional, 17 de outubro de 2011

 

Luciano Seixas: Olá, eu sou Luciano Seixas e a partir de agora você acompanha o “Café com a Presidenta”, o nosso encontro semanal com a presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, Presidenta. Tudo bem?

Presidenta: Bom dia, Luciano. Tudo bem. Um bom dia aos nossos ouvintes.

Luciano Seixas: Presidenta, melhorar o transporte público é um desafio para as grandes cidades brasileiras. O governo federal pode ajudar a resolver esses problemas?

Presidenta: Pode, sim, Luciano, e nós já estamos fazendo isso. Embora a responsabilidade sobre o transporte urbano seja dos municípios, o governo federal está investindo fortemente nessa área. Nós vamos investir R$ 30 bilhões em obras de mobilidade urbana para melhorar o transporte coletivo por todo o país. Vamos ajudar a construir metrôs, corredores exclusivos de ônibus, Veículos Leves sobre Trilhos e vamos também investir na integração desses vários tipos de transporte. As cidades brasileiras, Luciano, cresceram muito. Como você sabe, a população passa boa parte de seu tempo se deslocando entre a casa, o trabalho, a escola e para outras atividades. Por isso, garantir o transporte público de qualidade, rápido, moderno, seguro e com preços acessíveis significa melhorar a vida de todas as pessoas. Obras como essas não sairiam do papel sem a participação do governo federal, sem uma parceria entre o governo federal, os governos dos estados, Luciano, e as prefeituras.

Luciano Seixas: Investir em metrô pode ser uma boa solução, não é, Presidenta?

Presidenta: Sem dúvida. O metrô é rápido, moderno, transporta muita gente, com qualidade e conforto. Nas cidades brasileiras onde eles já existem, essas vantagens são reconhecidas por toda a população, de todas as classes sociais. Na semana passada eu estive em Curitiba e em Porto Alegre para anunciar que o governo federal iria investir R$ 1,75 bilhão, em cada uma dessas cidades, para a construção dos metrôs. Em Curitiba, esse valor representa quase 80% do total necessário para a construção da primeira linha do metrô. Já em Porto Alegre, Luciano, quando o metrô estiver pronto, ele vai transportar aproximadamente 300 mil passageiros por dia. Nós anunciamos também, Luciano, em setembro, R$ 1,75 bilhão para a expansão e modernização da Linha 1 do metrô de Belo Horizonte, e a construção das linhas 2 e 3. Esses metrôs – o de Belo Horizonte, o de Curitiba, o de Porto Alegre – são novos investimentos, mas nós também vamos dar continuidade aos outros metrôs. Há recursos do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, para a continuidade das obras do metrô de Recife, e também vamos terminar a linha sul do metrô de Fortaleza.

Luciano Seixas: Além dos metrôs, há outros investimentos em transporte urbano que o governo federal poderá apoiar?

Presidenta: Há, sim, Luciano. Lá em Belo Horizonte, por exemplo, vamos construir 11 terminais de integração de ônibus, em sete municípios da região metropolitana. Em Porto Alegre, serão oito corredores destinados exclusivamente aos ônibus que vão interligar a capital aos municípios da região metropolitana. Às vezes, Luciano, em algumas cidades, a solução é investir em trens urbanos. É o que já estamos fazendo, por exemplo, entre São Leopoldo e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Sabe, Luciano, estamos também terminando de analisar os projetos apresentados por 21 outras cidades. São municípios grandes, com mais de 700 mil habitantes, que se inscreveram para o PAC Mobilidade Urbana. Nós vamos selecionar metrôs, implantação de Veículos Leves sobre Trilhos, além de projetos de monotrilho, de construção de corredor de ônibus e de terminal de integração.

Luciano Seixas: Presidenta, está aumentando o número de brasileiros que compram carro para não depender do transporte coletivo. É realmente necessário fazer todos esses investimentos no transporte público?

Presidenta: Olha, Luciano, cada vez mais brasileiros estão tendo oportunidade de comprar o seu próprio carro. É sinal de que a renda da população está melhorando e o país continua crescendo. Comprar seu próprio carro significa também ter um transporte para os dias de lazer, para que você possa passear com a sua família. Mas a solução do transporte nas grandes cidades está no investimento no transporte público de qualidade. Sem isso, as cidades se transformam num caos. Precisamos, Luciano, acabar com a ideia de que o transporte individual é para os ricos, e o transporte coletivo é para os pobres. Vamos garantir qualidade para que todas as pessoas queiram utilizar o transporte público, o transporte coletivo, independentemente de sua renda. É assim nas grandes cidades dos países desenvolvidos. Queremos que seja assim também no Brasil: transporte público de qualidade e, ao mesmo tempo, direito de ter acesso ao seu próprio carro.

Luciano Seixas: Presidenta, nosso tempo chegou ao fim. Obrigado por este “Café”.

Presidenta: Muito obrigada, Luciano, e uma boa semana para todos os ouvintes que nos acompanharam até agora.

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos segunda-feira, até lá.

 

Ouça a íntegra da entrevista (06min23s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta