Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 24/09/2012 08h51, última modificação 03/11/2014 17h28
Presidenta Dilma Fala sobre o Plano Brasil Medalhas, que vai apoiar o atletas brasileiros para a Olimpíada e a Paraolimpíada de 2016

Rádio Nacional, 24 de setembro de 2012


 

Luciano Seixas: Olá, você, em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, Presidenta!

Presidenta:
Bom dia, Luciano! E bom dia para você que nos acompanha aqui no Café.

Luciano Seixas: Presidenta, hoje, eu queria conversar sobre o Plano Brasil Medalhas, que vai apoiar os nossos atletas para a Olimpíada e a Paraolimpíada de 2016.

Presidenta: Olha, Luciano, nós vamos investir R$ 1 bilhão na preparação dos nossos atletas, que vão disputar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. O nosso objetivo é garantir as melhores condições de treinamento para os nossos atletas, para que eles possam se dedicar integralmente ao esporte. Nós queremos, Luciano, ampliar o número de medalhas. Isso é muito importante, também, para toda a sociedade brasileira. Os atletas são grandes exemplos para todos nós pela sua determinação em superar obstáculos, pela sua disciplina e pela persistência na busca do melhor resultado.

Luciano Seixas: E como será o investimento do Plano Brasil Medalhas, presidenta?

Presidenta: Ah, primeiro, Luciano, nós estamos aprimorando o Bolsa Atleta, que é o apoio que o governo já dá diretamente aos nossos esportistas. Nós vamos investir R$ 690 milhões, até 2016, na Bolsa Pódio, que é uma nova categoria que criamos para o Bolsa Atleta. A Bolsa Pódio vai pagar entre R$ 5 mil e R$ 15 mil por mês aos atletas brasileiros, de modalidades individuais, que estiverem entre os 20 melhores do mundo. Com o Plano Brasil Medalhas, Luciano, o governo também vai passar recursos para diárias e passagens, além de R$ 20 mil para compra de material esportivo.

Luciano Seixas: O apoio de um técnico e de uma equipe multidisciplinar também é importante, não é, presidenta?

Presidenta: Ah, é verdade, Luciano. E é por isso que o Plano Brasil Medalhas vai oferecer aos técnicos uma bolsa de R$ 10 mil por mês. No que se refere às equipes, temos uma grande inovação, Luciano: cada modalidade esportiva contará com equipes multidisciplinares de apoio. Essas equipes vão ser integradas, Luciano, por médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos. O trabalho desse time de profissionais pode ser decisivo para a vitória, porque esses profissionais acompanham a rotina de treinamento dos atletas e os ajudam a corrigir e aprimorar cada detalhe. Muitas vezes, a vitória, Luciano, é decidida por um detalhezinho, um centésimo de segundo ou a distância de um milímetro.

Luciano Seixas: Qual vai ser o critério de seleção dos atletas que vão receber a Bolsa Pódio, presidenta?

Presidenta: Olha, Luciano, o critério será sempre o mérito do atleta. Para receber a Bolsa Pódio, o atleta precisa estar entre os 20 melhores do mundo na sua modalidade e em condições de disputar os Jogos de 2016. São atletas como a nossa judoca Sarah Menezes. A Sarah ganhou medalha de ouro em Londres e é, hoje, a melhor judoca do mundo na categoria dela. Ela tem grande chance de voltar a representar o nosso judô na próxima olimpíada e levar outra medalha de ouro. A Sarah é um bom exemplo de como o apoio do governo é importante para os nossos esportistas. Ela recebe o Bolsa Atleta há seis anos e nos conta que o dinheiro ajudou a pagar o transporte para os treinos, alimentação e até algumas viagens. É um dinheiro certo que deu a ela mais tranquilidade para hoje estar brilhando no judô mundial.

Luciano Seixas: Presidenta, para chegar ao topo, os atletas também precisam de bons centros de treinamento.

Presidenta: Ah, precisam sim, Luciano. E o Plano Brasil Medalhas também vai cuidar disso. Vamos investir R$ 310 milhões para construir, reformar e equipar 22 centros de treinamento, de altíssimo nível, para os nossos esportistas. Nesses centros, os atletas vão ter acesso ao que há de mais avançado na ciência do esporte. Estamos apoiando também, Luciano, a instalação de centros regionais em todo o nosso país, porque queremos levar os benefícios da Olimpíada do Rio para todo o Brasil.

Luciano Seixas: Esse clima olímpico, presidenta, é mesmo um estímulo para as crianças.

Presidenta: Ah, é sim, Luciano. Por isso, nós queremos fazer a Olimpíada Brasileira do Atletismo e reunir estudantes e jovens de todo o país, e fazer com que eles sejam estimulados a praticar modalidades do atletismo, como corrida, salto em distância e salto em altura. Sabe, Luciano, quando as pessoas têm oportunidades, ao exercer a prática esportiva, elas conseguem perceber a sua vocação para o esporte. A prática esportiva, Luciano, ajuda a melhorar a saúde, a dar disciplina. O esporte sempre nos impulsiona a ir além, a avançar cada vez mais. E nós queremos, Luciano, caminhar com passos firmes para transformar o Brasil em uma potência também no campo do esporte.

Luciano Seixas: Infelizmente, o nosso tempo chegou ao fim, presidenta. Muito obrigado por mais esse Café.

Presidenta:
Obrigada, Luciano. Uma boa semana para você e para os nossos ouvintes. Até a semana que vem, Luciano.

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar esse programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Nós voltamos na próxima segunda-feira, até lá!


Ouça a íntegra da entrevista (06min01s) da presidenta Dilma