Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 19/09/2011 09h19, última modificação 03/11/2014 17h26
A Presidenta Dilma fala sobre o anúncio da construção de 6.427 creches e pré-escolas em todo o Brasil e sobre a construção de mais de 10 mil quadras esportivas nas escolas que vão atender mais de 8 milhões de alunos

Rádio Nacional, 19 de setembro de 2011

 

Luciano Seixas: Oi, gente, bom dia. Eu sou Luciano Seixas e começa agora mais um “Café com a Presidenta”, o nosso encontro semanal com a presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, Presidenta. Tudo bem?

Presidenta: Tudo bem, Luciano. Bom dia para você e para os nossos ouvintes.

Luciano Seixas: Presidenta, hoje vamos falar de educação. A senhora anunciou a construção de mais creches e quadras poliesportivas em todo o país. Quantas creches vão ser construídas?

Presidenta: Olha, Luciano, nós vamos construir 6.427 creches e pré-escolas em todo o Brasil. Esse esforço para oferecer educação de qualidade a todas as crianças, de zero a cinco anos de idade, já começou e está sendo feito pelo governo federal junto com as prefeituras. Este ano, já aprovamos a construção de mais de 1.400 creches. Agora, nós colocamos à disposição mais 4.943 creches e pré-escolas para 1.465 municípios. Isso quer dizer, Luciano, que até 2014 nós vamos cumprir, sim, e superar aquela meta, sabe qual? Aquela que foi compromisso da minha campanha, de entregar 6 mil creches para receber nossos brasileirinhos e brasileirinhas na rede pública de educação.

Luciano Seixas: A senhora disse que a construção das creches é feita em parceria com as prefeituras. De que forma?

Presidenta: Funciona assim: o governo federal oferece o dinheiro para construção do prédio e dá também os recursos para manter o primeiro ano de funcionamento da creche. Já a prefeitura, ela deve dar o terreno e assumir a administração da nova unidade escolar. Essas unidades escolares estão sendo chamadas de super creches, porque elas reúnem a creche e a pré-escola, e em prédios muito bem construídos, capazes de oferecer uma educação de muita qualidade às nossas crianças.

Luciano Seixas: Como os municípios foram selecionados?

Presidenta: Luciano, nós fizemos um levantamento para saber onde há mais necessidade de creches e pré-escolas. Fizemos a distribuição considerando que alguns municípios vão construir uma, duas creches, e outros vão construir dezenas de creches e pré-escolas. Vai depender, Luciano, da necessidade de cada um. Esse salto que vamos dar na educação infantil vai ser o mesmo para todos em todo o Brasil.

Luciano Seixas: É um direito das crianças e uma tranquilidade para as mães, não é, Presidenta?

Presidenta: Sem dúvida. Toda mãe sonha com um bom futuro para seus filhos. Na creche e na pré-escola, elas vão ter acesso a jogos, brinquedos e aos primeiros livros. Esse acompanhamento, no início da vida, faz toda a diferença no desenvolvimento da criança. Por isso, estamos fazendo esse esforço para que as crianças mais pobres tenham acesso à educação infantil. É uma forma de garantir a elas os mesmos direitos e as mesmas oportunidades de quem pode pagar uma escola particular, por exemplo.

Luciano Seixas: Presidenta, agora sobre as quadras de esporte. Muitos municípios também vão receber dinheiro para construir quadras nas escolas, não é mesmo?

Presidenta: Vão receber, sim, Luciano. Nós vamos construir e cobrir, até 2014, mais de 10 mil quadras esportivas nas escolas e vamos, com isso, atender mais de 8 milhões de alunos. Para as mais de 6 mil quadras que nós vamos construir, nós fizemos assim: selecionamos escolas públicas – estaduais e municipais – do ensino fundamental e médio, com mais de 500 alunos, para que recebam dinheiro do governo federal, e aí, construam as 6.116 quadras esportivas.

Luciano Seixas: E a cobertura das quadras que já existem?

Presidenta: Ah, Luciano, nós vamos cobrir em torno de 4 mil quadras. Assim, os alunos podem praticar esportes o ano inteiro, mesmo em dias de chuva, em dias quentes ou muito frios. O esporte, Luciano, é um estímulo para que as crianças permaneçam na escola por mais tempo. É, muitas vezes, uma maneira de tirar a criança da rua, sobretudo nas regiões mais carentes.

Luciano Seixas: Presidenta, uma última pergunta. A senhora já está em Nova Iorque para a 33ª [66ª] Assembleia Geral das Nações Unidas. Já é tradição o Brasil abrir a reunião da ONU, mas é a primeira vez que esse discurso será feito por uma mulher. Como a senhora encara esse desafio?

Presidenta: Sabe, Luciano, eu tenho muito orgulho de ser a primeira mulher – uma mulher brasileira – a abrir a Assembleia Geral da ONU. Vou falar em nome do Brasil para chefes de Estado dos 193 países que vão participar dessa Assembleia Geral. Vamos discutir temas importantes, como o papel da mulher no mundo, a transparência nas ações dos governos, o combate a doenças crônicas, como a diabetes e a hipertensão arterial, e ainda vamos falar sobre a crise econômica mundial. O Brasil tem muito a mostrar em cada um desses temas, Luciano. Na semana que vem eu conto para você e para os nossos ouvintes como foi a minha viagem.

Luciano Seixas: Então está combinado, nos encontramos na semana que vem, Presidenta. Até lá, uma boa viagem e boa semana.

Presidenta: Olha, Luciano, muito obrigada, obrigada aos nossos ouvintes, e uma boa semana para todos que nos acompanharam até aqui.

Luciano Seixas: Você pode acessar este programa na internet. O endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos segunda-feira, até lá.

 

Ouça a íntegra da entrevista (06min21s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta