Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff – Especial Minas Gerais

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff – Especial Minas Gerais

por Portal do Planalto publicado 19/09/2011 14h24, última modificação 03/11/2014 17h26
Presidenta Dilma fala sobre o anúncio dos investimentos no transporte coletivo de Belo Horizonte, que trarão melhorias à população de BH e das cidades próximas

Rádio Nacional, 19 de setembro de 2011

 

Luciano Seixas: Oi, gente, bom dia. Eu sou Luciano Seixas e a partir de agora você acompanha o “Café com a Presidenta” especial para Minas Gerais. Bom dia, Presidenta.

Presidenta: Bom dia, Luciano, e o meu bom dia especial aos mineiros que nos acompanham a partir de agora.

Luciano Seixas: Presidenta, sexta-feira a senhora comemorou com os mineiros, em Belo Horizonte, os mil dias que faltam para a Copa do Mundo no Brasil. Lá a senhora anunciou investimentos muito importantes no transporte coletivo. Que melhorias a população de BH e das cidades próximas vão receber?

Presidenta: Luciano, primeiro, eu quero dar os parabéns ao povo de Belo Horizonte e a todos os mineiros pelo entusiasmo com que estão trabalhando nas obras do Mineirão. Eu estive lá com o Pelé e fiquei muito impressionada com o andamento das obras. Agora, respondendo a sua pergunta: uma das obras que vamos fazer para melhorar o transporte coletivo diz respeito ao metrô de Belo Horizonte. Esta obra é esperada pelos mineiros há 25 anos, e agora nós vamos fazê-la junto com o governo do estado e com a prefeitura de BH. Vamos modernizar e ampliar a Linha 1, vamos também fazer a Linha 2 – do Barreiro a Calafate 2 – e também vamos fazer a Linha 3, que vai sair da Savassi e ir até a Lagoinha. Hoje o metrô de Belo Horizonte transporta 160 mil pessoas por dia, em condições precárias. Quando as três linhas estiverem em operação, o metrô vai poder transportar quase 1 milhão de pessoas, diariamente.

Luciano Seixas: Então, vamos por partes, para dar todos os detalhes aos nossos ouvintes. O que vai ser feito na Linha 1?

Presidenta: A Linha 1 vai ser modernizada e ampliada. Hoje ela é a única que serve à população. Está mais velha e operando muito acima de sua capacidade. Então, vamos comprar novos trens, mais rápidos e modernos, e vamos construir duas novas estações: a Estação Novo Eldorado, em Contagem, e a Estação Calafate 2. A Linha 1 vai ser modernizada e ampliada, passando a ter 30km e 21 estações. Para a população isso significa viagens mais rápidas, confortáveis e seguras.

Luciano Seixas: Presidenta, agora explica para a gente como vão ser as duas novas linhas do metrô.

Presidenta: As duas novas linhas do metrô vão dar uma nova configuração ao transporte coletivo de Belo Horizonte. A Linha 2 vai sair do Barreiro e chegar ao Calafate, percorrendo 10km e cinco estações. Já a Linha 3 vai ligar toda a região da Savassi à Lagoinha. Essa é uma área de muito trânsito, que precisa do metrô para aliviar o volume de carros nas ruas e dar mais rapidez e conforto aos passageiros do transporte coletivo.

Luciano Seixas: E para quem anda de ônibus, quais são as novidades, Presidenta?

Presidenta: Olha, Luciano, nós vamos facilitar o acesso das pessoas que precisam se deslocar diariamente para a capital. Uma das providências é a integração dos ônibus dessas cidades da grande Belo Horizonte com os novos corredores de transporte coletivo e com o metrô. Para que isso aconteça, vamos construir 11 terminais de integração em sete cidades da grande BH: 3 terminais em Contagem, 2 terminais em Santa Luzia, 2 em Ribeirão das Neves, 1 terminal em Vespasiano, 1 em Sabará, 1 em Ibirité e mais 1 em Sarzedo. A região metropolitana de Belo Horizonte tem a terceira maior aglomeração urbana do Brasil. Muita gente estuda e trabalha em Belo Horizonte, e vai em casa praticamente só para dormir. É um vaivém muito grande. Isso causa congestionamentos e transtornos para a população, por isso a cidade precisa oferecer um sistema de transporte mais ágil e mais eficiente.

Luciano Seixas: Presidenta, a senhora também anunciou investimentos na educação de Minas Gerais. Está liberando, por exemplo, dinheiro para a construção de creches. Onde elas vão ser construídas?

Presidenta: Nós estamos colocando à disposição das prefeituras de Minas Gerais recursos para construir 549 creches e pré-escolas em 264 municípios, em todo o estado, até 2014. O governo federal está dando um forte apoio às prefeituras mineiras para que a rede pública possa oferecer educação infantil de qualidade a todas as crianças mineiras de zero a cinco anos.

Luciano Seixas: Como foi a seleção das cidades?

Presidenta: Olha, Luciano, nós fizemos um levantamento para identificar os municípios com maior número de crianças à espera de vaga na educação infantil. Por exemplo, em Belo Horizonte estamos liberando recursos para a construção de 54 creches e pré-escolas. Já havíamos aprovado a construção de dez creches. A creche facilita a vida das mulheres para que elas possam trabalhar mais tranquilas, sabendo que seus filhos estão em segurança. E o que é mais importante, Luciano, vão ter as mesmas oportunidades dos alunos mais ricos. Isto vai fazer diferença na vida de cada um no futuro.

Luciano Seixas: Presidenta, a conversa está ótima, mas infelizmente já ultrapassamos o nosso tempo. Ficamos por aqui. Muito obrigado.

Presidenta: Obrigada a você, Luciano. Quero mandar um abraço aos nossos ouvintes e aos meus conterrâneos de Belo Horizonte. Espero ter outras oportunidades para conversar com vocês. Até a próxima.

Luciano Seixas: Você pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Voltamos segunda-feira, até lá.

 

Ouça a íntegra da entrevista (06min21s) da Presidenta Dilma no programa Café com a Presidenta