Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 16/01/2012 09h00, última modificação 03/11/2014 17h26
Presidenta Dilma fala sobre educação universitária

Rádio Nacional, 16 de janeiro de 2012

 

Luciano Seixas: Olá, eu sou Luciano Seixas e você acompanha agora o “Café” com a presidenta Dilma. Bom-dia, Presidenta.

Presidenta: Ah bom-dia, Luciano. Bom-dia aos nossos ouvintes.

Luciano Seixas: Hoje vamos falar de educação universitária, Presidenta?

Presidenta: Vamos, sim, Luciano. Eu quero começar dando os meus parabéns aos jovens que foram selecionados, na semana passada, pelo Sistema de Seleção Unificada, o Sisu. Quero também dar os parabéns ao ministro Fernando Haddad, que é responsável por essa grande realização. O Sisu, Luciano, garante vagas nas universidades públicas e nos Institutos Federais de Educação. São 108 mil estudantes que conquistaram suas vagas em 95 instituições públicas de ensino superior.

Luciano Seixas: E como funciona essa seleção, Presidenta?

Presidenta: Olha, Luciano, o Sisu seleciona o estudante com base na nota que ele teve no Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio. Cada instituição informa as vagas que tem em cada curso. O estudante, então, se candidata pela internet. Assim, Luciano, o jovem que vive em Manaus, por exemplo, pode escolher um curso na Universidade Federal do Amazonas, mas também pode se candidatar a uma vaga em qualquer outro estado.

Luciano Seixas: Então o Sisu amplia muito mesmo as oportunidades para os nossos jovens, não é, Presidenta?

Presidenta: Sem dúvida, Luciano. Muitas vezes, um jovem quer estudar em outro estado ou fazer um curso que não tem no local em que ele vive. Para isso, ele tem de viajar centenas de quilômetros para prestar o vestibular em outra universidade, o que, para ele, pode ser inviável. Com o Sisu, este obstáculo deixa de existir. Sabe por que, Luciano? Porque ele fez a prova do Enem perto de sua casa, já que o exame foi aplicado em 1.600 cidades brasileiras. Olha, Luciano, os nossos estudantes estão tão atentos a essas oportunidades, que mais de 1,7 milhão de candidatos se inscreveram no Sisu este ano.

Luciano Seixas: Quer dizer que o Enem é fundamental para quem sonha em conquistar logo uma vaga na universidade?

Presidenta: Ah é, sim. Com o Enem, nós estamos democratizando o acesso ao ensino superior. Além de poder escolher entre as 95 instituições públicas do Sisu, com a nota do Enem o candidato também pode pleitear uma bolsa de estudos do ProUni, o Programa Universidade para Todos, para estudar em uma faculdade particular. Justamente em janeiro vamos conceder a milionésima bolsa do ProUni. Isso quer dizer, Luciano, que 1 milhão de jovens chegaram ao ensino superior com o apoio do ProUni. Somente na seleção deste primeiro semestre de 2012, vamos oferecer 195 mil bolsas de estudos. É bom saber, Luciano, que as inscrições para o ProUni estão abertas até a próxima quinta-feira. Essas bolsas são para estudantes que fizeram o ensino médio em escolas públicas, são bolsas integrais ou parciais em 1.321 instituições em todo o país. Isso significa que, apenas com o Sisu e o ProUni, vamos ter mais de 300 mil estudantes ingressando no ensino superior, agora, no começo de 2012, selecionados a partir da prova do Enem. O desenvolvimento do país, Luciano, depende da educação e por isso esses programas são tão importantes, são tão estratégicos para o jovem, para a sua família e, sobretudo, para o Brasil.

Luciano Seixas: E quem não conseguiu uma vaga no Sisu ou no ProUni, Presidenta?

Presidenta: Nossa intenção é garantir a todos os jovens que queiram frequentar a universidade uma chance, uma oportunidade. Por isso, nós temos também o Fies, que é o Programa de Financiamento Estudantil para o ensino superior. Com o Fies, Luciano, o estudante pode financiar até 100% da mensalidade, com juros bem baixos, de 3,4% ao ano. Ele só vai começar a pagar o empréstimo um ano e meio depois que terminar o curso, e o prazo para pagar o financiamento, Luciano, é três vezes maior do que a duração do curso mais um ano. Tem um detalhe fundamental que pouca gente sabe, além disso, é que os jovens que fizerem o curso de licenciatura ou Medicina e que forem trabalhar dando aula nas escolas públicas ou atendendo pacientes do Sistema Único de Saúde em locais em que há carência de médicos, poderão ter o débito com o Fies reduzido. Eu quero dizer para os estudantes e também para os seus pais e suas mães, que batalham tanto pela formação de seus filhos, que nós vamos continuar, Luciano, trabalhando para educar bem os nossos jovens, porque eu acredito, Luciano, que a educação é a principal ferramenta para a conquista dos sonhos de cada um e também para que o Brasil continue crescendo, distribuindo renda e que seja um país de oportunidade para todas as pessoas. Nada é mais importante que a educação quando se trata de distribuição de renda e de garantia de futuro.

Luciano Seixas: Infelizmente o nosso tempo acabou, Presidenta. Obrigado por sua presença aqui no “Café”.

Presidenta: Muito obrigada, e até a próxima semana.

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet, o endereço é www.cafe.ebc.com.br. Nós voltamos na próxima segunda-feira, até lá.

 

Ouça a íntegra da entrevista (06min 20s) da Presidenta Dilma