Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal do Planalto publicado 26/12/2011 08h38, última modificação 03/11/2014 17h26
Presidenta Dilma faz um balanço, neste último programa do ano, do plano Brasil Sem Miséria, que completou seis meses agora em dezembro e tem como objetivo erradicar a pobreza extrema no Brasil

Rádio Nacional, 26 de dezembro de 2011

 

Luciano Seixas: Olá, amigos! Eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma Rousseff. Bom dia, presidenta!

Presidenta: Bom dia, Luciano! E bom dia a todos os nossos ouvintes!

Luciano Seixas: Presidenta, neste último programa do ano vamos falar sobre o plano Brasil sem Miséria, que completou seis meses agora em dezembro. Qual o balanço que a senhora faz desse período?

Presidenta: Olha, Luciano, ainda existiam 800 mil famílias, que embora tivessem o direito ao benefício do Bolsa Família, ainda não o recebiam. Nos primeiros seis meses do Brasil sem Miséria, nós já localizamos 407 mil famílias – 90 mil a mais do que havíamos colocado como meta para este ano. Deste total que localizamos, Luciano, 325 mil famílias já estão recebendo o benefício. Para identificar essas famílias foi fundamental a chamada Busca Ativa, que é o nosso compromisso de ir atrás dos extremamente pobres para garantir os seus direitos. Até 2013, nós vamos, com certeza, encontrar todos que ainda não estão no Bolsa Família, e dar a eles o direito e as condições para que deixem de ser extremamente pobres.

Luciano Seixas: Não deve ter sido fácil, em um país do tamanho do Brasil, localizar essas famílias. Como foi possível superar a meta de 2011, Presidenta?

Presidenta: Olha, Luciano, acho que a palavra-chave é união. Nós conseguimos mobilizar todos os estados e o Distrito Federal. Todos os governadores do Brasil aceitaram ser parceiros do plano. Para o ouvinte ter uma ideia de como tem dado certo essa parceria, os estados do Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Distrito Federal fizeram um pacto com o Brasil sem Miséria, e complementam o dinheiro que as famílias mais pobres recebem do programa Bolsa Família.

Luciano Seixas: O Bolsa Família também foi aprimorado, não é, Presidenta?

Presidenta: Bem lembrado, Luciano! Nós adotamos medidas que deram um reforço ao Bolsa Família, nós ampliamos o número de benefícios por família, de três para cinco filhos de até 15 anos. Com isso, mais 1,3 milhão de crianças e adolescentes foram incluídos no Programa. Fizemos também mudanças para proteger mais as mães e as futuras mamães – criamos o Bolsa Gestante e o Bolsa Nutriz. Vou explicar direitinho o que é isso: você, que ficou grávida e recebe o Bolsa Família, vai poder receber R$ 32 além do que já recebe mensalmente pelo Programa. Para receber esse benefício extra, a única exigência é fazer o acompanhamento do pré-natal na unidade de saúde. Depois que o bebê nascer, nos seis primeiros meses de amamentação você terá direito ao Bolsa Nutriz, que é uma bolsa-alimentação. As duas bolsas já começaram a ser pagas para 92 mil mulheres que estão amamentando e 25 mil gestantes.

Luciano Seixas: O Brasil sem Miséria também tem ações para apoiar a inclusão produtiva das pessoas. Já têm resultados para destacar, Presidenta?

Presidenta: Tem sim, Luciano. No campo, já iniciamos a distribuição de 375 mil toneladas de sementes, também avançamos muito na questão da água com o programa Água para Todos. Só nesses primeiros seis meses do Brasil sem Miséria, já viabilizamos a construção de 315 mil cisternas.

Luciano Seixas: E, para as pessoas extremamente pobres que moram nas cidades, Presidenta, as ações de inclusão produtiva já começaram?

Presidenta: Sabe, Luciano, em todo lugar que vou, chego à mesma conclusão: o povo não quer favor, quer oportunidade, Luciano. O Brasil está cheio de oportunidades para quem quer melhorar seu negócio e para quem quer emprego. Por isso, nosso esforço é oferecer cursos de qualificação e capacitação profissional para essas pessoas. Por meio do Pronatec, destinamos 61 mil vagas de qualificação em 161 municípios para os beneficiários do Brasil sem Miséria. As vagas são nas áreas de construção civil, serviços, hotelaria, comércio, indústria, bares, restaurantes e cuidado com os idosos.

Luciano Seixas: Os números que a senhora apresentou mostram que estamos no caminho certo para erradicar a extrema pobreza, não é, Presidenta?

Presidenta: Com certeza, Luciano, estamos no caminho certo. Conseguimos unir o país, os governantes estaduais e municipais e a sociedade civil, como é o caso da Associação dos Supermercados, que nos ajuda em torno do compromisso de erradicar a extrema pobreza no país. Não descansaremos até atingir nossa meta, de tirar 16 milhões de pessoas da miséria. O Brasil que estamos construindo não é apenas para alguns, mas, sim, ele só é grande e forte se for para os 190 milhões de brasileiros e de brasileiras.

Luciano Seixas: Presidenta, infelizmente chegamos ao fim do programa.

Presidenta: Olha, Luciano, eu queria aproveitar para desejar um Ano-Novo de muitas realizações para cada um dos brasileiros que nos acompanharam até hoje. Até o ano que vem, Luciano!

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet, pelo www.cafe.ebc.com.br. Um Ano Novo maravilhoso e até 2012!

 

Ouça a íntegra da entrevista (06min18s) da Presidenta Dilma