Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Café com a Presidenta > Café com a Presidenta > Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

por Portal Planalto publicado 31/03/2014 07h40, última modificação 03/11/2014 17h27
Dilma fala sobre o Programa Mais Médicos que terá, em abril, 13.235 profissionais cobrindo 4.040 municípios

Rádio Nacional, 31 de março de 2014

 

Luciano Seixas: Olá, bom dia! Eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Presidenta: Bom dia, Luciano! E bom dia a todos os ouvintes que nos acompanham neste Café!

Luciano Seixas: Presidenta, hoje, vamos conversar sobre o Mais Médicos. Quantos profissionais já estão atendendo a população nos postos de saúde pelo Programa Mais Médicos?

Presidenta: Olha, Luciano, nós já temos 9.490 médicos atuando pelo Mais Médicos em 3.025 municípios e 31 distritos indígenas. São agora 33 milhões de brasileiros e brasileiras que recebem atendimento de um médico nos postos de saúde perto de suas casas. Hoje, Luciano, há profissionais do Mais Médicos nas periferias das grandes e das médias cidades. Eles estão no interior do nosso país, no semiárido do Nordeste, no Vale do Jequitinhonha e do Mucuri, em Minas Gerais. Estão no Vale do Ribeira, em São Paulo, nas comunidades ribeirinhas do Amazonas, na fronteira do Brasil com o Uruguai, e também nas comunidades indígenas e quilombolas. Luciano, em todos os lugares onde atuam, esses profissionais fazem a diferença, porque garantem atendimento médico para todas as pessoas que precisam, no seu cotidiano, consultar um médico.

Luciano Seixas: E tem mais médicos chegando agora em abril para fazer o atendimento da população, presidenta?

Presidenta: Tem sim, Luciano. Agora em abril estão chegando mais 3.745 médicos. Aí, nós estaremos atendendo 100% do que foi pedido pelos municípios quando nós iniciamos o Programa Mais Médicos. Serão, em abril, 13.235 novos médicos cobrindo 4.040 municípios brasileiros. É um passo enorme, Luciano, um passo importantíssimo para garantir mais saúde e mais qualidade no atendimento médico que oferecemos em nosso sistema de saúde. Não teremos mais aquela situação que é inaceitável, de municípios sem nenhum médico. Deixará de ser comum aquilo que ocorria em vários municípios, de só ter médico no posto um ou dois dias da semana, ou até, imagine só, Luciano, um ou dois dias por mês. Serão, a partir de abril, cerca de 46 milhões de pessoas mais bem atendidas e com médicos perto de suas casas.

Luciano Seixas: Por que é tão importante ter um médico todos os dias no posto de saúde, presidenta?

Presidenta: Boa pergunta, Luciano. É importante porque o atendimento no posto pode resolver 80% dos problemas de saúde das pessoas, e isso melhora a vida de cada uma quando é atendida. Ora, Luciano, todo mundo quer ter um médico por perto quando precisa. Outra coisa, médico no posto de saúde, Luciano, diminui a pressão sobre as UPAs e sobre as emergências dos hospitais, sabe por que, Luciano? Porque a grávida que faz o pré-natal direitinho tem mais chance de ter um parto sem complicações, e o bebê vai nascer saudável. O idoso que controla a pressão tem menos risco, Luciano, de precisar de um atendimento de emergência. A mãe não vai precisar correr de madrugada atrás de atendimento de emergência para o filho com crise de asma, porque o acompanhamento médico lá no posto de saúde diminui o risco de crises. Veja, por exemplo, Luciano, o que aconteceu no Rio de Janeiro, nas comunidades Jardim América, Vigário Geral e Pavuna. Antes do Mais Médicos, eram apenas quatro profissionais, Luciano, para atender 50 mil moradores dessas comunidades. Então, o que acontecia? Muita gente ficava sem atendimento, as consultas de rotina atrasavam até três meses e quem precisa de atenção médica como os hipertensos e os diabéticos ficava completamente desassistido ou tinha de ir ao pronto-socorro da região. Até que quatro profissionais do Mais Médicos chegaram ao posto de saúde da região em novembro do ano passado. E aí, Luciano, muita coisa mudou. Regina de Souza e a mãe dela, Dona Maria da Glória, estão muito satisfeitas. A Dona Maria da Glória, por exemplo, está melhor de saúde com os medicamentos para o controle do colesterol e da pressão alta que a Dra. Julia Rivera receitou. Sem contar a dedicação e o carinho com que a mãe e a filha foram atendidas. A Regina diz que ter um médico que escuta, toca, examina e olha para o paciente é a melhor coisa do mundo.

Luciano Seixas: Tenho certeza disso, presidenta! E deve ter muita gente satisfeita como a Regina e a Dona Maria da Glória.

Presidenta: Tem mesmo, Luciano, porque milhões de pessoas já foram atendidas pelos médicos do Programa Mais Médicos, que são formados aqui no Brasil ou também no exterior. Aliás, na semana passada, foi divulgada uma pesquisa feita com os brasileiros atendidos pelo Mais Médicos e os resultados nos dão a certeza de que nós estamos no caminho certo. E sabe por que, Luciano?

Luciano Seixas: Por que, presidenta?

Presidenta: Porque cerca de 70% das pessoas pesquisadas consideram o atendimento ótimo ou bom. Duas em cada três pessoas aprovam a decisão de trazer médicos formados fora do Brasil para melhorar o atendimento aqui dentro, nos nossos postos de saúde. A aprovação é ainda maior na Região Nordeste. Lá, 72% das pessoas concordam com a decisão.

Luciano Seixas: Presidenta, o governo está trabalhando para formar mais médicos aqui no Brasil?

Presidenta: Uma das ações do Mais Médicos é aumentar o número de cursos de Medicina no Brasil e, assim, aumentar o número de vagas. Vamos abrir 11.500 novas vagas de graduação até 2017. Somente no meu governo já ampliamos em 3.445 o total de vagas dos cursos de Medicina no Brasil. Além disso, para formar os médicos especialistas, teremos mais 12.400 vagas em residência médica, das quais 2.403 já foram abertas. E o melhor de tudo, Luciano, é que essas vagas, esses cursos de Medicina estão sendo abertos pelo interior do Brasil, garantindo também que os jovens que queiram fazer Medicina tenham a sua oportunidade. Com essas medidas, Luciano, eu tenho certeza de que vamos ajudar o Brasil a ampliar o número de médicos e dar mais qualidade à formação dos nossos profissionais. Assim, nós garantimos um atendimento digno e respeitoso para a nossa população. Em abril, cumpriremos a meta que anunciamos quando o Mais Médicos foi lançado, há oito meses. E iremos em frente, Luciano, porque nosso lema é mais médicos para o Brasil e mais saúde para vocês, brasileiras e brasileiros.

Luciano Seixas: Presidenta, infelizmente, o nosso tempo acabou. Obrigado por mais esse Café.

Presidenta: Obrigada, Luciano. Uma boa semana para você e uma boa semana para os nossos ouvintes!

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar esse programa na internet, no endereço: www.brasil.gov.br. Nós voltamos na próxima segunda-feira. Até lá!


Ouça a íntegra da entrevista (07min36s) da Presidenta Dilma