Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Caderno Destaques > Novembro 2012 > Programa garante casa própria para milhões de brasileiros

Programa garante casa própria para milhões de brasileiros

por Portal do Planalto publicado 30/11/2012 00h00, última modificação 07/07/2014 12h25
Ritmo de contratações é acelerado e regras são aperfeiçoadas

46a
MAIS DE 970 MIL MORADIAS ENTREGUES

Até 31 de outubro, foram contratadas 2.017.354 unidades habitacionais nas duas fases do programa, das quais 970.896 (48,1%) já foram entregues.

• Para famílias com renda até R$ 1.600 (faixa 1), já foram entregues 257.128 moradias, de um total de 821.036 unidades habitacionais contratadas. Foram destinados, até outubro, R$ 34,5 bilhões em subsídios para a compra da casa própria nessa faixa de renda.

• 645.949 moradias foram entregues para famílias da faixa 2, de um total de 955.707 unidades habitacionais contratadas. Foram destinados, até outubro, R$ 18,8 bilhões em subsídios e R$ 73,0 bilhões em financiamentos nessa faixa.

• Para famílias da faixa 3 de renda, foram entregues 67.819 moradias, de um total de 240.611 unidades habitacionais contratadas. O valor total financiado nessa faixa foi de R$ 19,4 bilhões.

46b
APRIMORAMENTO DAS REGRAS DO MINHA CASA, MINHA VIDA

Entre agosto e outubro, foram realizadas diversas alterações nas regras do programa:

• Para famílias com renda até R$ 1.600 (faixa 1), o valor máximo para aquisição de imóveis subsidiados foi ampliado de R$ 65 mil para R$ 76 mil, variando de acordo com a Unidade da Federação e o perfil do município. O valor máximo da prestação do imóvel foi reduzido de 10% para 5% da renda familiar, com valor mínimo de R$ 25 mensais.

• O limite de renda para a faixa 2 foi ampliado de R$ 3.100 para R$ 3.275, e o valor máximo do subsídio para imóveis financiados foi reajustado de R$ 23 mil para R$ 25 mil.

• Para famílias da faixa 3 – renda entre R$ 3.275,01 e R$ 5.000 – a taxa de juros caiu de 8,16% para 7,16% ao ano.

• Para famílias com renda de R$ 3.100,01 a R$ 3.275, a taxa caiu de 8,16% para 6% ao ano, e para famílias com renda entre R$ 2.325,01 e R$ 2.455, a redução foi de 6% para 5% ao ano.

• O valor máximo do imóvel financiado através do programa subiu de R$ 170 mil para R$ 190 mil.

registrado em: