Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Caderno Destaques > Março 2012 > Prouni alcança um milhão de bolsas ocupadas

Prouni alcança um milhão de bolsas ocupadas

por Portal do Planalto publicado 31/03/2012 00h00, última modificação 07/07/2014 12h25
Avança o processo de democratização e descentralização do acesso à Educação Superior e Tecnológica

 

35aPROUNI – UM MILHÃO DE BOLSAS
Com a seleção para o primeiro semestre de 2012, realizada em janeiro, o Programa Universidade para Todos (Prouni), que concede bolsas parciais e integrais a estudantes egressos de escolas públicas, superou a marca de um milhão de bolsas ofertadas. Neste primeiro processo de seleção de 2012, o número de 1,2 milhões de inscritos foi recorde, mostrando a importância do Prouni para ampliar o acesso ao Ensino Superior.

Cerca de 1,3 mil instituições de ensino superior particulares, entre universidades, centros universitários e faculdades, participam do programa em 1.354 municípios de todas as unidades da federação. Os bolsistas integrais podem contar ainda com a Bolsa Permanência, que é um auxílio financeiro de R$ 360 para custeio das despesas educacionais.

35b

CRÉDITO SUBSIDIADO DO FIES AMPLIA O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR
O número de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) firmados em 2011 foi quase o dobro do de 2010. Em 2012, a previsão é que 200 mil estudantes sejam beneficiados. Até o final de fevereiro, já haviam sido celebrados 75 mil contratos.

O Programa financia até 100% da mensalidade, com juros de 3,4% ao ano e carência de um ano e meio após o término do curso para início do pagamento. O prazo para pagar o financiamento é três vezes maior do que a duração do curso, mais um ano.

Professores poderão ter a dívida do Fies reduzida, mediante o exercício de sua profissão na rede pública de educação básica. Os médicos terão o mesmo benefício, desde que trabalhem em equipes do programa Saúde da Família, em regiões com carência de profissionais.

36a

ASSISTÊNCIA AO ALUNO GARANTE A SUA PERMANÊNCIA NA UNIVERSIDADE
Em 2011, o Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) - que oferece moradia estudantil, assistência à saúde, alimentação, transporte, inclusão digital, cultura, esporte, creche e apoio pedagógico aos alunos universitários-, teve cerca de um milhão de beneficiados. Para isso foram repassados R$ 401 milhões para as universidades, um incremento de 31,9% em relação a 2010. Para 2012, está previsto um investimento de R$ 550 milhões.

AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO DA REDE FEDERAL DE ENSINO SUPERIOR
O número de vagas presenciais nos cursos de graduação das Universidades Federais aumentou de 218,2 mil para 235,6 mil, entre 2010 e 2011.

Essa ampliação é resultado do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI), que incentiva a abertura de cursos noturnos, flexibilização de currículos, aumento do número de alunos por professor, dentre outras medidas. Para 2012, de acordo com a pactuação feita com as universidades, a expectativa é de que sejam oferecidas 243,5 mil vagas de graduação presencial.

COM O SISU AUMENTARAM AS CHANCES DE CURSAR O ENSINO SUPERIOR
No primeiro semestre de 2012, foram oferecidas 108.552 vagas em 95 instituições públicas de ensino superior, um crescimento de 30,58% em relação ao segundo semestre de 2011. Desde 2010, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o meio pelo qual as instituições públicas de educação superior participantes selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

36b

EXPANSÃO DO ENSINO TÉCNICO CONTINUA
Em 2011, foi concluída a construção de mais 10 unidades, totalizando 364 escolas técnicas no País. Com essas novas escolas, serão mais 2.350 alunos em cursos técnicos e 2.100 alunos em formação inicial e continuada.

 

 

37 a