Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Caderno Destaques > Julho 2013 > Investimento público por estudante cresce em todos os níveis de ensino

Investimento público por estudante cresce em todos os níveis de ensino

por Portal do Planalto publicado 30/07/2013 10h15, última modificação 07/07/2014 12h24
Governo cria vagas no ensino superior com a implantação de novas universidades públicas e amplia acesso com programas de bolsas de estudos

CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

Até junho de 2013, o programa Ciência sem Fronteiras concedeu 42.633 bolsas de estudos, das quais 33.238 bolsas foram para graduação e 9.350 para pós-graduação, em 40 países. Desse total, 634 bolsas de pós-graduação foram concedidas para estrangeiros atuarem no Brasil como “pesquisador visitante” e “jovem talento”. A meta até 2014 é conceder 
101 mil bolsas para estudantes e pesquisadores.

Bolsas concedidas pelo ciência sem fronteiras

Inglês sem Fronteiras

Lançado em dezembro de 2012, o programa visa aumentar a proficiência em inglês de candidatos a bolsas de estudos do programa Ciência sem Fronteiras. O curso já conta com 437.757 inscritos e abrange todos os níveis de proficiência, do mais básico ao mais avançado.

Outra iniciativa do programa é o diagnóstico da proficiência no idioma. A medida alcançará 500 mil estudantes aptos a participar do programa Ciência sem Fronteiras até 2015.

Após aplicação dos exames, cerca de 20 mil estudantes com melhores resultados participarão de cursos presenciais ministrados por 45 institutos federais de ensino superior.

Para participar do curso, o aluno deve estar regularmente matriculado em curso de graduação em instituição de ensino superior, pública ou privada, além de ter obtido ao menos 600 pontos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ou ser aluno de pós-graduação em instituição credenciada pelo MEC.

O investimento total em educação passou de 4,7% para 6,1% do PIB, de 2000 a 2011. No período, o investimento público direto por estudante cresceu 500%, em valores nominais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC)

Até 30 de junho de 2013, o Pronatec registrou 3,3 milhões de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional em mais de 400 áreas do conhecimento.

Está prevista a oferta de mais 2,3 milhões de vagas – 724 mil em cursos técnicos e 1,5 milhão em cursos de qualificação profissional.

Incentivo ao empreendedorismo

O Pronatec Empreendedor tem como objetivo inserir conteúdo sobre empreendedorismo, em parceria com o Sebrae, nos cursos que já são ofertados pelas redes de educação profissional e tecnológica e pelo Sistema S.

A implantação acontecerá em duas fases. Na primeira, que já está em curso, cerca de 300 professores serão capacitados para a aplicar a disciplina de empreendedorismo para 100 mil estudantes em todo o Brasil, distribuídos em aproximadamente 20 cursos.

A partir do segundo semestre de 2013, a disciplina será incorporada a outros cursos do Guia do Pronatec, de maneira gradual. Até 2014, a meta é atingir 1,62 milhão de estudantes e capacitar 7 mil professores.

PROUNI

A segunda edição de 2013 do processo seletivo para o Programa Universidade para Todos (ProUni) ofertou 90.045 bolsas de estudos, sendo 55.693 bolsas integrais e 34.352 parciais, para 21.140 cursos e 919 instituições de todo o País.

O ProUni concede a estudantes de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais, de 50% da mensalidade, em instituições particulares de educação superior.

Em junho de 2013, 488.155 estudantes cursavam o ensino superior com bolsa do ProUni. Já foram beneficiados pelo programa 1.217.545 alunos em todo País.

EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO (ENEM)

O Enem recebeu 7,8 milhões de inscrições para a edição de 2013. Desde 2009, o exame se fortalece como forma de acesso à educação superior.

Enem

Com o resultado obtido no Enem, os estudantes podem buscar uma vaga no ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou da concessão de bolsas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), do programa Ciência sem Fronteiras, e receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O Enem também promove a certificação do ensino médio para jovens e adultos. Na edição de 2013, farão a prova para receber a certificação 784.830 participantes.

SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA (SISU)

A segunda edição de 2013 do Sisu, que seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para ingresso em cursos de graduação em instituições públicas, registrou 788.819 inscritos. Foram ofertadas 39.724 vagas em 1.179 cursos, oferecidos por 54 instituições.

ENSINO SUPERIOR

Novas universidades federais ampliam o acesso ao curso superior

Foram criadas quatro novas universidades federais: Universidade Federal do Cariri (UFCA), no Ceará, Universidade Federal do Sul Sudeste do Pará (Unifesspa), Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba). Até 2018, as novas universidades atenderão mais de 38 mil estudantes em 145 cursos de graduação. Serão contratados 1.677 professores e 2.156 técnicos administrativos, levando o ensino superior a cinco municípios do Pará, oito da Bahia e três do Ceará.

O Caminho da Escola já entregou 20.633 ônibus, sendo 19.318 do pronacampo e 1.315 urbanos acessíveis, 674 lanchas, 172.061 bicicletas e capacetes

MAIS CULTURA NA ESCOLA

O programa Mais Cultura na Escola vai contemplar, neste ano, 5 mil projetos culturais de iniciativa de escolas da rede pública. Os projetos vão promover a circulação de cultura nas escolas, contribuir para a formação de público para as artes na comunidade escolar e deverão ser formulados por meio de parceria entre escolas, artistas e entidades culturais.

Para financiar os projetos serão investidos cerca de R$ 100 milhões. Mais de 47 mil escolas inscreveram projetos. Os valores serão repassados diretamente às escolas por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola.

registrado em: