Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Caderno Destaques > Julho 2013 > Copa das Confederações FIFA 2013 é realizada com sucesso

Copa das Confederações FIFA 2013 é realizada com sucesso

por Portal do Planalto publicado 09/04/2013 14h32, última modificação 07/07/2014 12h24
Sistema de Comando e Controle de Segurança de Grandes Eventos está em funcionamento

24,5 mil trabalhadores nas obras dos estádios

COPA DAS CONFEDERAÇÕES

Considerada um evento-teste para a Copa do Mundo FIFA 2014, a Copa das Confederações FIFA 2013 foi realizada com sucesso dentro e fora do campo.

  • Estudo feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) estima que a Copa das Confederações FIFA 2013:
    (I)   tenha movimentado R$ 740 milhões, sendo R$ 322 milhões diretamente na cadeia do turismo, R$ 348 milhões indiretamente e R$ 70 milhões em desembolso das equipes.
    (II)  tenha atraído para as cidades-sede 230 mil turistas brasileiros e 20 mil turistas estrangeiros, que ficaram, em  média, 14 dias no País.
  • Esta edição da Copa das Confederações FIFA 2013 teve, segundo a FIFA, a segunda maior média de público da história e a maior audiência televisiva de todas as edições, com 69,3 milhões de pessoas assistindo à final.
  • Já para a Copa do Mundo FIFA 2014, o Ministério do Turismo estima a vinda de 600 mil turistas estrangeiros e a movimentação de 3 milhões de brasileiros.
  • Segundo o Ministério do Esporte, foram gerados 24,5 mil empregos somente na construção dos seis estádios da Copa das Confederações FIFA 2013.
  • Durante a Copa das Confederações FIFA 2013 vieram ao Brasil 903 empresários de 70 países, por meio de iniciativa da Agência de Promoção das Exportações (APEX) . A expectativa é de que US$ 1 bilhão seja agregado às exportações brasileiras nos próximos 12 meses por conta das negociações realizadas.
  • A operação aeroportuária transcorreu normalmente durante a Copa das Confederações FIFA 2013. Nos sete aeroportos envolvidos no torneio, a média acumulada de atrasos superiores a 30 minutos foi de 11,14% entre 14 de junho e 1º de julho. O índice é inferior à média registrada nos aeroportos europeus, que foi de 16,01% nos últimos três anos, e inferior ao verificado no mesmo período de 2012: 11,70%.
     

Estádios da Copa do Mundo FIFA 2014

COPA DO MUNDO FIFA 2014

As obras nos seis estádios que completam o conjunto de 12 arenas para a Copa do Mundo FIFA 2014 continuam avançando, bem como as demais obras de infraestrutura. 

ESTIMATIVAS DE IMPACTO DA COPA DO MUNDO FIFA 2014 NO PERÍODOS 2010 - 2014:

  • A aplicação, pelo setor privado, de R$ 3,4 para cada R$ 1 aplicado pelo setor público na Copa do Mundo FIFA 2014;
  • A movimentação de R$ 112,8 bilhões além dos gastos com infraestrutura e organização;
  • A geração total de 3,6 milhões de empregos/ano como impacto da Copa no período.

Fonte: Ernst & Young/FGV 

Centro integrado de comando e controle

Inauguração do Sistema de Comando e Controle para Segurança de Grandes Eventos
Foi inaugurado, em junho, o Sistema Integrado de Controle para Segurança de Grandes Eventos, um dos grandes legados da Copa do Mundo FIFA 2014 para a segurança pública do País. O custo total de implantação do sistema é de R$ 1,8 bilhão.
O Sistema é composto de dois Centros Integrados de Comando e Controle Nacional (CICCN), com sede em Brasília (DF) e backup de dados no Rio de Janeiro (RJ), e já conta com mais seis Centros Regionais (CICCR). Até 2014, serão outros seis Centros Regionais instalados nas demais cidades-sede da Copa do Mundo FIFA 2014.
Os centros regionais integram os comandos das ações de Segurança Pública, Defesa Nacional, Inteligência, Segurança Privada, Defesa Civil, Trânsito, Saúde e de outras áreas.

Investimentos da matriz de responsabilidade

Haverá ainda dois Centros Integrados de Comando e Controle Móveis em cada cidade-sede da Copa do Mundo FIFA 2014. Esses centros são compostos de caminhões com equipamentos avançados de comunicação, câmeras e terminais com visão noturna e plataformas de videomonitoramento com sistemas de análise automática de vídeo, a partir de padrões pré-definidos de comportamento do público.
Além disso, estão sendo doados aos estados equipamentos de segurança complementares como plataformas de observação elevadas, imageadores aéreos, armamentos menos letais, kits antibomba e desencarceradores.

Funcionamento do centro de comando

OLIMPÍADAS 2016

Início das obras do Centro Olímpico da Barra
O principal legado esportivo das Olimpíadas do Rio de Janeiro começou a ser construído em julho. Iniciaram-se as obras dos três pavilhões esportivos do Parque Olímpico da Barra, que será o primeiro Centro Olímpico (COT) de Treinamento do País e o mais moderno da América do Sul.

O COT receberá mais de dez competições olímpicas e paraolímpicas e, após 2016, servirá para o treinamento de 12 esportes olímpicos e abrigará um laboratório de pesquisas nas áreas de Nutrição, Fisioterapia e Medicina Esportiva e Clínica, inédito na América do Sul.

Bolsa-Atleta apoia mais de 5,7 mil competidores
O Programa Bolsa-Atleta encerrou o primeiro semestre com mais de 5,7 mil atletas sendo beneficiados. Este número representa um crescimento de 17% em relação ao registrado no final de 2012.

A Bolsa-Atleta possui cinco categorias de bolsas, com valores entre R$ 370 e R$ 3.100, para garantir condições mínimas de preparação para competições locais, sul-americanas, pan-americanas, mundiais, olímpicas e paraolímpicas.
Em agosto, será implantado o Programa Atleta Pódio, modalidade destinada a financiar atletas de ponta, ranqueados entre os vinte melhores do mundo na sua modalidade. O programa garante bolsa de até R$ 15 mil para o atleta, além de remuneração para técnico e equipe multidisciplinar, e apoio para participação em competições e para aquisição de equipamento e material esportivo.

registrado em:
Assunto(s): Governo federal