Preparativos para o Mundial

por Portal do Planalto publicado 31/07/2012 00h00, última modificação 07/07/2014 12h25
Obras em ritmo adequado, Lei Geral da Copa sancionada e capacitação para os profissionais do turismo

BALANÇO DAS OBRAS PARA A COPA

As obras em estádios, aeroportos, mobilidade urbana e portos estão em andamento. Além disso, a capacitação de profissionais dos mais diversos setores do turismo foi iniciada, garantindo a qualificação no atendimento aos turistas, nacionais ou estrangeiros.

45a

Situação das Obras – São 101 obras previstas nas 12 cidades-sede da Copa de 2014. Cinco já estão concluídas: os terminais de passageiros dos Aeroportos de Cuiabá, Porto Alegre, Guarulhos e Campinas e a pista e o pátio no Aeroporto de Guarulhos.

45b

Estádios

Os 12 estádios estão em obra, gerando cerca de 20 mil empregos diretos. Sete serão entregues até fevereiro de 2013, dos quais seis serão usados para a Copa das Confederações. Os demais serão concluídos até dezembro de 2013. Os oito estádios com financiamento do BNDES já receberam recursos, totalizando R$ 1 bilhão em desembolso.

 

46

47a

47b

Mobilidade Urbana

Nove cidades têm obras em execução. Mais da metade dos 51 empreendimentos previstos está em andamento. Outros 14% estão com licitação concluída,aguardando o início das obras.
Até dezembro de 2013, as obras estarão concluídas em mais de 80% dos empreendimentos. O restante tem previsão de término no primeiro semestre de 2014.

 

48

Aeroportos
Todos os empreendimentos em aeroportos serão entregues para a Copa, sendo que 85% das obras serão concluídas até dezembro de 2013 e as restantes têm conclusão prevista até o primeiro semestre/ 2014.

Portos
Sete portos contam com obras de reforma e implantação de terminais marítimos de passageiros, ampliação e construção de cais, com vistas à melhoria da infraestrutura física. Destes, quatro estão em andamento com previsão de entrega até novembro de 2013, outros dois estão com as obras em licitação e um está em fase de elaboração de projeto.

48b

PRONATEC COPA
Foram abertas mais 40 mil vagas para os cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec Copa), destinados a trabalhadores das cidades-sede da Copa das Confederações, que acontecerá em 2013. As inscrições para o Pronatec Copa serão abertas duas vezes ao ano, com 40 mil vagas em cada uma delas. Até 2014 serão qualificados 240 mil trabalhadores em 29 cursos técnicos e três cursos de idiomas. Mais informações podem ser obtidas emwww.pronateccopa.turismo.gov.br.

REDUÇÃO DE IMPOSTOS PARA APOIAR O ESPORTE 
A importação de materiais ou equipamentos esportivos destinados a competições em jogos olímpicos, paralímpicos, pan-americanos, parapan-americanos, nacionais e mundiais está isenta de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A isenção vale até 2015 para equipamentos de treinamento e preparação de atletas e equipes brasileiras, quando não houver similar nacional.

JOGOS OLÍMPICOS DE LONDRES 2012

De 27 de julho a 12 de agosto acontecem os Jogos Olímpicos 2012 e, de 29 de agosto a 9 de setembro, os Jogos Paralímpicos 2012.
As delegações do Brasil para as competições são compostas por:
• Olimpíadas: 259 atletas (136 homens e 123 mulheres) em 32 modalidades.
• Paraolimpíadas: 182 atletas.
Entre os atletas que compõem as delegações, há número expressivo de beneficiários do Programa Bolsa Atleta, que proporciona patrocínio individual do governo federal com bolsas mensais:
• Olimpíadas: 111 atletas (43%).
• Paraolimpíadas: 156 atletas (85%).

LEI GERAL DA COPA
Sancionada em junho de 2012, regulamenta as garantias fornecidas pelo governo brasileiro à Federação
Internacional de Futebol (FIFA) para a realização da Copa das Confederações, em 2013, e do Mundial de 2014.
Entre outros aspectos, a lei dispõe sobre:
• Ingressos populares e meia-entrada: reserva 300 mil ingressos populares (Categoria 4), destinados
a estudantes, participantes de programas federais de transferência de renda e idosos. Resguarda
o Estatuto do Idoso, garantindo meia-entrada para maiores de 60 anos nas outras três
categorias de ingresso.
 Pessoas com deficiência: estabelece cota de 1% do total de ingressos em local adequado.
• Visto de entrada: prevê entrada facilitada no país de turistas com ingresso para os jogos.
 Direitos comerciais: estabelece critérios de proteção e exploração de direitos comerciais e condições
em que deverão ser feitas a transmissão e a retransmissão do Mundial.
• Campanhas sociais: permite divulgar durante as competições campanhas sociais, tais como: Por
um mundo sem armas, sem drogas, sem violência e sem racismo.

registrado em: