Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Brasil em Pauta > Brasil em Pauta > Brasil em Pauta detalha atuação dos agentes de defesa civil no combate ao Aedes aegypti

Brasil em Pauta detalha atuação dos agentes de defesa civil no combate ao Aedes aegypti

por Portal planalto publicado 11/02/2016 18h30, última modificação 11/02/2016 18h33

 

O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, é o convidado do programa Brasil em Pauta desta sexta-feira (12), que vai ao ar das 8h às 8h30. Na pauta, a atuação dos agentes de defesa civil no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. O programa, que tem a participação de radialistas de todo o País, é produzido e coordenado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e será transmitido, ao vivo, pela TV NBR e via satélite de rádio por meio do mesmo canal de A Voz do Brasil.

 

Desde dezembro, mais de 300 mil agentes de combate às endemias, agentes comunitários de saúde e militares reforçam o combate ao Aedes aegypti nas residências. Além disso, neste sábado (13), essa mobilização será reforçada por mais de 200 mil militares das Forças Armadas.

Para acompanhar a situação, o Governo Federal instalou a Sala Nacional de Coordenação e Controle do Aedes aegypti e para o Enfrentamento à Microcefalia para gerenciar e monitorar a intensificação das ações de mobilização e combate ao mosquito. A sala faz parte do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, em resposta à declaração Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

A estratégia do Governo Federal é intensificar a mobilização nos diversos setores da sociedade. A Sala Nacional é composta pelos ministérios da Integração, da Saúde, da Defesa, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação e da Secretaria de Governo da Presidência da República, além de outros órgãos convidados. Todos os estados e o Distrito Federal instalaram suas salas de situação e estão desenvolvendo ações de mobilização e combate ao mosquito.

VISTORIA – Segundo o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, mais de 30% dos imóveis brasileiros já foram visitados para o combate ao Aedes aegypti. Ao todo, 20,7 milhões, dos 67 milhões de imóveis estimados, receberam equipes para identificação de focos e orientação aos moradores sobre medidas de prevenção ao vetor.

O número é quase o dobro do divulgado no último levantamento, quando foram vistoriados 10,9 milhões de domicílios. O total de imóveis a serem inspecionados foi ampliado para tornar ainda maior a cobertura de combate aos focos do mosquito, passando da meta inicial de 49 milhões de domicílios para os 67 milhões de edificações. Essa diferença inclui visitas a prédios públicos, comerciais e industriais.

Ao todo, 3.984 municípios, dos 5.570 definidos para serem vistoriados pelas equipes de combate, computaram as ações até começo de fevereiro. Esse número é 25% superior ao verificado no fim de janeiro. Todos os estados e o Distrito Federal já registram as visitas realizadas no Sistema Informatizado de Monitoramento da Presidência da República (SIM-PR).

Durante as visitas, foram identificados 772,9 mil imóveis com focos do mosquito, o que representa 3,89% do total de visitados. A meta é reduzir esse índice de infestação para menos de 1% de imóveis com foco. A Sala Nacional contabilizou a recusa de acesso a 69.214 imóveis, além de 4,7 milhões de domicílios fechados.

Vale lembrar que, desde o dia 1º de fevereiro, o Governo Federal autoriza a entrada forçada de agentes públicos de combate ao Aedes em imóveis públicos ou particulares que estejam abandonados, ou em locais com potencial existência de focos, no caso de ausência de pessoa que possa permitir o acesso ao local. Para ficar comprovada a ausência de quem autorize a vistoria, é necessário que o agente realize duas notificações prévias, em dias e horários alternados e marcados, num intervalo de dez dias.

Participam do programa as seguintes rádios: 730 AM (Goiânia/GO); Cultura AM 1110 (Florianópolis/SC); Sete Colinas AM (Uberaba/MG); Central AM 870 (Campinas/SP); Campina FM (Campina Grande/PB); Difusora Acreana AM (Rio Branco/AC); Veranense AM (Veranópolis/RS); e Rede Brasil (Recife/PE).

Brasil em Pauta é transmitido ao vivo pela TV NBR. Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal de "A Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

  

Mais informações

Secretaria de Imprensa / Presidência da República

Tel.: (61) 3411-1370

 

Acompanhe e transmita no seu site os eventos da Presidência da República ao vivo e na íntegra. Acesse: http://ebcservicos.com.br/tvnbr