Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Bom Dia Ministro > Bom Dia Ministro > Orlando Silva fala sobre Copa 2014, Lei de Incentivo ao Esporte e Bolsa-Atleta no Bom Dia Ministro desta quinta-feira

Orlando Silva fala sobre Copa 2014, Lei de Incentivo ao Esporte e Bolsa-Atleta no Bom Dia Ministro desta quinta-feira

por Portal do Planalto publicado 28/06/2011 18h53, última modificação 04/07/2014 14h51
Orlando Silva conversa sobre os investimentos do Brasil na Copa 2014, além de comentar a Lei de Incentivo ao Esporte e outros programas do Ministério, como o Bolsa-Atleta

 

Nesta quinta-feira (5/5), o programa Bom Dia Ministro entrevista o ministro do Esporte, Orlando Silva, que vai falar sobre os investimentos do Brasil na Copa 2014. O Ministro também falará da Lei de Incentivo ao Esporte, além de outros programas do Ministério como o Bolsa-Atleta. A entrevista é produzida e coordenada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, e transmitida ao vivo, via satélite, das 8h às 9h.

A Copa do Mundo 2014, que será realizada no Brasil terá investimentos em segurança, saúde e infra-estrutura. Na lista de obras constam construção de estradas, portos e aeroportos, melhorias no transporte urbano e qualificação de serviços no setor de hotelaria.   Serão 64 partidas de futebol por seleções de 32 países e uma promoção positiva para o Brasil. São três ciclos de preparação da Copa. No primeiro houve a seleção de projetos e financiamento de ações de infraestrutura para estádios, mobilidade urbana, aeroportos e portos que estão sendo executados. O segundo incorpora temas como segurança, turismo, telecomunicações, energia, saúde e sustentabilidade ambiental e o terceiro ciclo tratará de temas operacionais do evento.

Estudo contratado pelo Ministério do Esporte estima que serão criados 330 mil empregos permanentes até 2014 e que o evento produzirá outros 380 mil empregos temporários. Os aeroportos serão reestruturados e absorverão maior participação do setor privado acelerando o ritmo para a requalificação de 13 aeroportos. As principais cidades têm 54 projetos para melhorar a mobilidade urbana. O BNDES ofereceu uma linha de crédito para atender aos padrões da FIFA. As obras já estão em execução nas cidades-sede.

Lei de Incentivo ao Esporte – É uma nova modalidade de fomento que proporcionou, em quatro anos, R$ 425 milhões a mais de recursos financeiros. Nesse período, foram beneficiadas aproximadamente 800 mil pessoas de todas as regiões brasileiras, entre atletas, estudantes e praticantes de atividades físicas, em 103 diferentes modalidades. Este ano, o Ministério do Esporte comemora a expectativa de atrair pelo menos R$ 250 milhões de novos investimentos, por meio da Lei.

Bolsa-Atleta – Garante uma manutenção pessoal mínima aos atletas de alto rendimento, que não possuem patrocínio, buscando dar condições para que se dediquem ao treinamento esportivo e participação em competições visando o desenvolvimento pleno de sua carreira esportiva.

Pintando a Liberdade – A ação envolve pessoas em situação de risco social em fábricas de material esportivo. O Programa opera nos 27 estados do Brasil mais o Distrito Federal. São 90 unidades de produção em funcionamento. Ao todo, 12.700 detentos estão envolvidos no processo. Eles recebem por itens produzidos e, a cada três dias trabalhados, um dia é abatido na pena. O material feito nas fábricas é utilizado pelo Ministério do Esporte para a distribuição em núcleos dos programas Segundo Tempo e Esporte e Lazer na Cidade e em escolas e entidades sociais de todo o país e do exterior. Na mesma linha do Pintando a Liberdade, o programa Pintando a Juventude proporciona a geração de emprego e renda através da produção de material esportivo e uniformes.

Praça da Juventude e Praças do PAC – Com o objetivo de garantir à população brasileira o acesso gratuito às práticas esportivas, a Praça é inserida em comunidades com reduzido ou nenhum acesso a equipamentos públicos de esporte e de lazer. Na prática, é uma área de, no mínimo, sete mil metros quadrados com um grande ginásio poliesportivo, pistas de atletismo e de skate, teatro de arena e espaço multiuso. As Praças da Juventude estão distribuídas nas cinco regiões do país, com maior concentração nas regiões Nordeste (47,82%) e Sudeste (24,45%). O projeto está em 158 municípios de 25 estados e no Distrito Federal e seu custo médio é R$ 1,7 milhão por praça, com investimento superior a R$ 262 milhões.

Pensando nisso, uma parceria interministerial criou o projeto Praças do PAC, que passou a integrar a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), no Eixo Comunidade Cidadã, assim como outros equipamentos sociais de saúde, educação e segurança pública. Entre 2011 e 2014, está prevista a construção de 800 Praças do PAC. O governo federal prevê o investimento de R$ 1,6 bilhão em quatro anos e os recursos são do Orçamento da União.

Participam do Bom Dia Ministro, com perguntas ao vivo, as rádios Princesa FM (Feira de Santana/BA); Cidade (Fortaleza/CE); Sociedade (Salvador/BA); Estadão ESPN (São Paulo/SP); São Francisco 670 AM (Anápolis/GO); Itatiaia (Belo Horizonte/MG); Globo (Curitiba/PR); Gazeta/CBN (Cuiabá/PR); Record (Rio de Janeiro/RJ); Difusora de Mossoró (Mossoró/RN); Bandeirantes (Porto Alegre/RS); Olinda (Olinda/PE); Nova Aliança (Brasília/DF); Aperipê (Aracaju/SE) e Rio Mar (Manaus/AM).

O sinal de transmissão é disponibilizado para todas as emissoras do País, pelo mesmo canal da “Voz do Brasil”. O áudio da entrevista é disponibilizado no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

 

Mais Informações
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
Secretaria de Imprensa (61) 3411.1370

 

Ouça a íntegra da entrevista (50min35s) do ministro Orlando Silva no programa Bom Dia Ministro.