Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Bom Dia Ministro > Bom Dia Ministro > No Bom Dia Ministro Especial, Gilberto Carvalho e Luiza Bairros falam do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra

No Bom Dia Ministro Especial, Gilberto Carvalho e Luiza Bairros falam do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra

por Portal do Planalto publicado 25/09/2012 11h02, última modificação 04/07/2014 15h04

O Bom Dia Ministro desta quarta-feira (26/9) é uma edição especial, com a participação dos ministros, Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência da República, e Luiza Bairros, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. No programa, os ministros falarão sobre o lançamento da primeira etapa do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra. A entrevista é produzida e coordenada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, e transmitida ao vivo pela NBR TV e via satélite, das 8h às 9h.

Nesta quinta-feira (27), às 10h, no Centro de Convenções de Maceió (AL), os dois ministros lançarão a primeira etapa do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, intitulado “Juventude Viva”. A iniciativa tem por objetivo reduzir o elevado índice de homicídios que atingem os jovens negros em todo o país, com maior gravidade em 132 municípios, que terão prioridade na execução do Plano. A proposta responde a uma demanda histórica dos movimentos sociais, e representa uma prioridade apresentada pelos jovens que participaram da 1ª e 2ª Conferência Nacional de Juventude, realizadas em 2008 e 2011. Depois de ser lançado em Alagoas, o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra será estendido gradativamente a outros estados.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 53% dos homicídios registrados no Brasil atingem pessoas jovens, das quais mais de 75% são jovens negros (as), de baixa escolaridade, sendo a grande maioria do sexo masculino. Além disso, ao longo da última década, é cada vez maior a diferença entre o número de homicídios que atinge os jovens brancos e negros. Enquanto as mortes de jovens brancos caíram de 9.248, em 2000, para 7.065 em 2010, a morte de jovens negros cresceu de 14.055 para 19.255 no mesmo período.

De acordo com o Mapa da Violência 2012, a soma de todos os mortos em conflitos armados em um conjunto de dez países, entre os quais estão Iraque, Índia, Israel e Afeganistão, é menor que o total de homicídios ocorridos no Brasil no período de 2004 a 2007 (147.373 contra 157.332). Diante desse cenário, o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra foi inserido como prioridade presidencial no Fórum Direitos e Cidadania, coordenado pela Secretaria-Geral.

A capital de Alagoas foi escolhida para implementação inicial do Plano por dois motivos: primeiro, pela posição que a cidade ocupa (2ª) entre as 132 que concentram mais de 70% dos homicídios registrados no país. Além de Maceió, outras três cidades do estado integram essa lista, no caso, Arapiraca (30ª posição), Marechal Deodoro (119ª) e União dos Palmares (123ª). O segundo motivo é o fato da capital alagoense ter sido a primeira cidade a abrigar o Programa Brasil Mais Seguro, do Ministério da Justiça, que em três meses de execução já registra dados importantes na redução dos índices locais de violência.

Participam, ao vivo, as rádios: Capital AM (São Paulo/SP), FM Cultura (Porto Alegre/RS), Liberal CBN (Belém/PA), Gazeta 1260 AM (Maceió/AL), Liberdade 930 AM (Aracaju/SE), Record AM (Rio de Janeiro/RJ), Amazonas FM (Manaus/AM), Barreiras AM (Barreiras/BA), CBN (Recife/PE), Educadora (São Luís/MA), FM Dom Bosco (Fortaleza/CE), Pioneira AM (Teresina/PI), Iguaçú AM 830 (Curitiba/PR), Nova Aliança (Brasília/DF), América (Belo Horizonte/MG) e Difusora de Mossoró (Mossoró/RN).

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado por meio do link no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República. Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal da "Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

Mais informações
Secretaria de Imprensa
(61) 3411-1370

Ouça a íntegra da entrevista (53min39s) dos ministros