Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Bom Dia Ministro > Bom Dia Ministro > No Bom Dia Ministro, Alexandre Padilha fala sobre o programa Mais Médicos

No Bom Dia Ministro, Alexandre Padilha fala sobre o programa Mais Médicos

por Portal do Planalto publicado 09/07/2013 15h48, última modificação 04/07/2014 15h18

 

O Bom Dia Ministro que vai ao ar nesta quarta-feira (10/7) recebe o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que fala sobre o programa Mais Médicos. A entrevista é produzida e coordenada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e transmitida ao vivo pela NBR TV e via satélite, das 8h às 9h.

O programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê investimentos em infraestrutura dos hospitais, unidades básicas de saúde e unidades de pronto atendimento; a ampliação do número de vagas de medicina no país e a oferta de bolsas de residência para formação de especialistas; além disso, prevê uma chamada para levar mais médicos para regiões onde faltam profissionais.

Diagnóstico: faltam médicos no Brasil

O Brasil possui 1,8 médicos por mil habitantes. Esse índice é menor do que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,2), Portugal e Espanha, ambos com 4 por mil. Além disso, o país sofre com uma distribuição desigual de médicos nas regiões.

O mercado de trabalho para médicos no Brasil está aquecido. Ao longo dos últimos dez anos, o número de postos de emprego formal criados ultrapassa em 54 mil os de graduados: surgiram 147 mil vagas de trabalho para médicos contra 93 mil profissionais formados, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregado (Caged).

Outro ponto importante é a expansão da rede pública de saúde. Até 2015, serão abertos 35.073 novos postos de trabalho para médicos apenas com investimentos do Ministério da Saúde na construção de Unidades Básicas de Saúde e de Unidades de Pronto Atendimento.

Programa Mais Médicos

 

  • Expansão da formação médica: serão criadas 11.447 novas vagas de medicina até 2017 com foco na melhor distribuição da oferta no país e nas regiões onde há necessidade de ampliar a formação desses profissionais. Está previsto também a ampliação dos cursos de residência, com oferta de 12.372 novas vagas até 2020, das quais 5.435 até o fim de 2014. Essa nova oferta estará direcionada às especialidades que o SUS mais precisa.

 

  • Chamada de médicos: para atender a população durante o período de formação desses médicos, o Ministério da Saúde está preparando um edital de chamada de médicos, com prioridade para médicos brasileiros. Serão oferecidas aproximadamente 10 mil vagas para atuação exclusiva na atenção básica de periferias de grandes cidades, municípios de interior, Norte e Nordeste.


Caso a totalidade das vagas não seja preenchida por brasileiros, o programa prevê a possibilidade de contratação de médicos estrangeiros para atuarem nas regiões indicadas previamente pelo Governo Federal, seguindo a demanda dos municípios que aderirem à iniciativa do Ministério da Saúde para melhorar a estrutura de suas Unidades Básicas de Saúde. O profissional passará por avaliação de seu histórico além de treinamento. Seu trabalho será monitorado por uma universidade federal e secretarias estaduais e municipais de saúde durante todo o período máximo de três anos nessas condições.

Além do investimento para formação e contratação de médicos, o Ministério da Saúde está investindo R$ 15 bilhões para melhorar as condições físicas da rede pública de saúde do país, em construção, ampliação, reforma e aquisição de equipamentos para Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento e hospitais. Desse, R$ 7,4 já estão em execução.

Participam, ao vivo, as rádios: Participam, ao vivo, as rádios: Estadão ESPN (São Paulo/SP); BandNews (Rio de Janeiro/RJ); Verdes Mares (Fortaleza/CE); Jovem Pan AM (São Paulo/SP); Globo Brasília (Brasília/DF); Brasil Central (Goiânia/GO); Itatiaia (Belo Horizonte/MG); Irecê Líder FM (Irecê/BA); Gaúcha AM (Porto Alegre/RS); Marano FM (Garanhus/PE); Bahia Nordeste 950 AM (Paulo Afonso/BA); Itacaiunas AM (Marabá/PA); Jornal 1080 AM (Caruaru/PE); Rio Mar AM (Manaus/AM); UFMG Educativa 104,5 FM (Belo Horizonte/MG).

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado por meio do link no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República. Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal da "Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

 



Mais informações

Secretaria de Imprensa (61) 3411-1370

 

Ouça a íntegra da entrevista (44min57s) do Ministro Alexandre Padilha

Assunto(s): Governo federal