Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Bom Dia Ministro > Bom Dia Ministro > Fernando Haddad fala no Bom Dia Ministro sobre Pronatec, Enem e Plano Nacional do Livro Didático

Fernando Haddad fala no Bom Dia Ministro sobre Pronatec, Enem e Plano Nacional do Livro Didático

por Portal do Planalto publicado 28/06/2011 18h10, última modificação 04/07/2014 14h51
Fernando Haddad fala sobre o Pronatec, Enem, e o Plano Nacional do Livro Didático (PNLD)

 

Nesta quinta-feira (19/5), o programa Bom Dia Ministro entrevista o ministro da Educação, Fernando Haddad, que vai falar sobre o Pronatec, Enem, e o Plano Nacional do Livro Didático (PNLD). Lançado no final de abril pela presidenta da República, Dilma Rousseff, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec) vai ampliar a oferta de vagas na educação profissional brasileira.  E pretende combater o desemprego e formar mão de obra qualificada necessária para comércio, empresas e indústrias. A entrevista é produzida e coordenada pela Secretaria de Imprensa, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, e transmitida ao vivo, via satélite, das 8h às 9h.

O Pronatec está estruturado sob cinco grandes eixos, centrados na expansão física da rede de escolas profissionalizantes e da oferta de vagas nos sistemas público e particular. São 6 as iniciativas que integram as ações do Pronatec: Bolsa-Formação; Fies Técnico; Brasil Profissionalizado; E-TEC Brasil; Expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e Vagas gratuitas no Sistema S. O Pronatec, pretende formar mais de 3 milhões de profissionais ate 2014. Entre as novidades estão a criação de nova linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para expansão e modernização das escolas das entidades do Sistema S; oferta de financiamento com juro subsidiado pelo governo federal para empresas qualificarem seus empregados; a vinculação do pagamento do seguro-desemprego com matrículas em curso técnico e a expansão das redes federal e estaduais de ensino médio profissionalizante, custeada pelo Ministério da Educação (MEC).

ENEM – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tornou-se o principal meio de acesso ao ensino superior no país. Em 2009, em novo formato, participaram mais de 2,57 milhões de estudantes de todos os municípios brasileiros, sendo que um número superior a 4,5 milhões de alunos inscreveram-se para o exame. Neste mesmo ano, 51 instituições de ensino superior aderiram ao exame. Em 2010, subiu para 83 instituições participantes. Na segunda edição, em 2010, foram 3,3 milhões de candidatos que compareceram às provas do Enem. O total de inscritos no exame foi de 4,6 milhões de pessoas.

Ao participar da prova, os estudantes podem concorrer a uma das 83 mil vagas em universidades públicas, além do Programa Universidade Para Todos (Prouni) que, em média, oferece 100 mil bolsas a cada edição. O MEC divulgou que as provas do Enem 2011 deverão ocorrer nos dias 22 e 23 de outubro e as inscrições deverão ocorrer entre os meses de julho e agosto. O exame dá acesso ao Prouni, programa de bolsas de estudos em instituições privadas de ensino e ao Fies, programa de financiamento estudantil que agora não requer mais fiador.

PLANO NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO (PNLD) – O mais antigo dos programas voltados à distribuição de livros a estudantes, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) prevê a universalização de obras didáticas para os alunos do ensino público de todo o país. Já atendeu 1,3 milhão de alunos da primeira série do ensino médio de 5.392 escolas das regiões Norte e Nordeste, que receberam, até o início de 2005, 2,7 milhões de livros das disciplinas de português e de matemática. Em 2005, as demais séries e regiões brasileiras também foram atendidas com livros de português e matemática. Todas as escolas beneficiadas estão cadastradas no censo escolar realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC).

Em 2008, o investimento do FNDE no programa foi de R$ 416,9 milhões, sem computar os gastos com distribuição. O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e o Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio (PNLEM) têm a mesma forma de execução que passam pelo processo de inscrição das editoras, triagem/avaliação, guia do livro, escolha, pedido, aquisição, produção, qualidade física, período de utilização, alternância, distribuição, recebimento e ampliação. Desde 2001, o PNLD passou a atender também, os alunos da rede pública portadores de deficiência visual, com livros didáticos em Braille.

Participam do Bom Dia Ministro, com perguntas ao vivo, as rádios Estadão ESPN (São Paulo/SP); Amazonas FM (Manaus/AM); Gazeta 1260 AM (Maceió/AL), Tupi AM (São Paulo/SP), Excelsior (Salvador/BA), O Povo/CBN (Fortaleza/CE), Gaúcha (Porto Alegre/RS), Clube 890 AM e FM 105,5 (Brasília/DF), Itatiaia (Juiz de Fora/MG), Difusora 590 AM (Curitiba/PR), Aliança 1090 AM (Goiânia/GO), Record (Rio de Janeiro/RJ), Emissora Rural (Petrolina/PE), Guarujá (Florianópolis/SC) e Globo (Natal/RN).

O Programa Bom Dia Ministro é transmitido ao vivo pela NBr TV e pode ser acompanhado por meio do link no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República. Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal da "Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

 

 

Mais Informações
Secretaria de Imprensa (61) 3411.1370
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

 

Ouça a íntegra da entrevista (58min20s) do ministro Fernando Haddad no programa Bom Dia Ministro.